SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

RECORDAR JOSÉ GUILHERME


A última reunião da Assembleia Municipal realizada no passado dia 24 de Fevereiro, foi precedida de uma simples mas sentida homenagem ao ex-deputado Dr. José Guilherme, falecido recentemente ao qual este jornal deu a relevância merecida. A iniciativa partiu do Dr. Manuel Azevedo (CDS/PP) que após autorização da mesa da Assembleia, projetou estratos do livro “Mau Tempo no Anal” escrito pelo paciente durante os tempos que passou internado a lutar contra uma doença que não conseguiu vencer. Utilizando uma escrita bem-humorada associada à sua força de vencer, o autor permitiu apenas o adiamento de uma sentença que só esperava a hora de cumprir. A projeção durou cerca de 15 minutos e a música de fundo tão bem escolhida para o ato, era a 5ª sinfonia de Beethoven, ao mesmo tempo que Manuel Azevedo ia acompanhando com a leitura o que era visto na tela. Foi um momento chocante, sensibilizando todos os membros deste órgão autárquico, muitos deles a exercer funções desde o tempo em que José Guilherme fez parte desta “casa”. Palavras de carinho e recordação foram proferidas pelo vereador Dr. Pintos dos Santos, lembrando a sua passagem por Tabuaço (donde era natural) como autarca e ainda a autoria de uma obra sobre o ilustre tabuacense Abel Botelho, pedindo ao executivo a publicação de um pequeno livro, para perpetuar a vida e obra deste conterrâneo. Grande homem e grande amigo, foram as palavras escolhidas pelo presidente da Câmara Dr. João Ribeiro, para caraterizar a pessoa de José Guilherme, que em 1939 nasceu em Tabuaço e formado em Direito ocupou variados e altos cargos públicos, destacando-se ainda como poeta, como o prova a obra publicada que deixou e o pseudónimo que usava de “André Moa”.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...