SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

HAJA SAÚDE - 1


o atleta e o avô
BOLETIM DE SAÚDE

Passadas as férias, esgotado o período de tréguas, verificou-se ontem a rentrée nestas andanças contra o cancro. Fui ao médico oncologista que me prescreveu três TACs – torácica, abdominal e pélvica - análises e uma nova consulta para, então sim, ser feito o ponto da situação.
Por mim, que não parei de atacar o inimigo, vou continuar com os tratamentos naturistas, independentemente dos resultados que só lá para o fim do mês poderão ser apreciados. Há que aguardar, calma, serena e confiadamente.

PROCESSO CASA PIA

A justiça portuguesa que tem andado e continua a andar pelas ruas da amargura acaba de lavar uma das faces, com a leitura do acórdão no processo Casa Pia. Tardou, mas arrecadou. E mais vale tarde que nunca, pois que tarde é o que nunca vem. E chegou a pairar a ameaça de nunca vir. A sentença aí está. O que a partir de agora se seguir já será pouco relevante.
André Moa

14 Comentários:

  • Às 4 de setembro de 2010 às 02:57 , Blogger Maria Soledade disse...

    Amigo Môa;Quem tanto lutou até agora,merece a recompensa de um:Ok, estamos no bom caminho...

    Há que esperar com a maior calma que for possível, pois para mim o mais angustiante é a espera. Fazes bem em continuar com os medicamentos naturais se isso te faz sentir bem.Eu também tomei,e, se bem não fez, mal também não...Bóra lá mandar com esse bicharoco para a água que é lá o lugar dele.Que nade para bem longe e deixe de chatear quem estava no seu canto...sossegadinho!
    **************************************************
    Pois, quanto ao caso Casa Pia,até que me satisfez o resultado final, embora não ache justo a diferença da condenação do dito Bibi em relação aos outros...Apesar de não me surpreender pois como diz o velho ditado "quem se lixa é o mexilhão"...

    Afinal,como ficou provado, todos os VERMES se aproveitaram de meninos "mal-nascidos" de igual forma.Só pelo facto de esses meninos não terem tido um "colo"e por isso mesmo serem presas fáceis, todos, a meu ver mereciam a mesma condenação...Fiquei sem entender porque ficou absolvida a "capuchinho"pois ela sabia perfeitamente o que se passava naquela malfadada casa e, provavelmente receberia uns trocos pelo "favor", logo inocente de quê?Apenas não molestou as crianças!!!...

    Podem recorrer da sentença mas, a maior VERGONHA, essa não há advogado por muito conceituado que seja,que a consiga sanar...

    Muito havia a dizer sobre a saga Casa Pia,mas o espaço é de todos...Esperemos os próximos capítulos...talvez a divulgação de uns quantos outros "FAMOSOS"!!!...

    Beijinhos Môa e...MUITO CUIDADO COM O SOL,Ok?Eu fui proíbida de apanhar sol durante pelo menos 3 anos...o que vale é que também não gosto...

     
  • Às 4 de setembro de 2010 às 10:50 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro irmão;

    Vejo pelas fotos que está bem, em forma e recomenda-se...
    Claro que em breve constataremos todos "in loco" e com um grande abraço.
    Tenho andado pouco por aqui porque o trabalho não permite mas como as férias estão aí!!!...
    Vive les vacances...

    Quanto ao Processo Casa Pia, a Maria Soledade respondeu a tudo que en pensava dessa "gente". Todos condenados e mesmo que recorram durante 20 anos, já ninguém lhes tira o rótula de culpados e assim serão para sempre. Só lamento que um tenha, possivelmente devido a influências politicas e familiares, escapado à rede da justiça.
    Um abraço e até pra semana.

    Osvaldo

     
  • Às 4 de setembro de 2010 às 14:08 , Blogger Maria disse...

    Querido André
    Gostava de ter a tua maneira de pensar. Estou feita num oito. Dores nas costas, dores por todo o lado. Estou farta.
    Quanto à Casa Pia, chocou-me o facto daqueles monstros, não terem sido presos logo. Quanto tempo irá durar este chove e não molha? E ficam contentinhos a abanar a cauda, a dar conferências de Imprensa e outras coisas?
    A culpa ninguém lha tira. Mete-me nojo tudo isto.
    Trata-te amigo.
    Beijinhos para a familia toda
    Maria

     
  • Às 4 de setembro de 2010 às 21:15 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Maria Soledade,

    Sempre que pisava as areias da praia, ficava com o credo na boca. Mas o meu neto impunha-me mais essse "sacrifício". Mesmo assim, nunca despi a camisola, nunca tirei o boné e nunca me meti nas águas atlânticas.
    Quanto àquela que diz "quem se lixa é o mexilhão", há que ter em conta que esse mexilhão cometeu pelo menos cento e tal crimes, o que faz recordar outro adágio popular: "grão a grão, enche a galinha o papo" Neste caso, crime a crime, o mexilhão passa a tubarão.
    Quanto à "capuchinho", eu que não conheço o processo, mas como jurista que sou, lembro-te apenas que tu mesma usas o advérbio "provavelmente". Ora,ninguém pode (deve) condenar ninguém com base em probabilidades. Ou se prova ou não se prova. Se não se prova, por mais convencido que um juiz esteja de que, provavelmente, alguém cometeu um crime, não o pode nem deve condenar. Por isso se diz que mais vale um criminoso à solta que um inocente na cadeia.

    Caro irmão Osvaldo,

    Vivent les vacances! E até para a semana. Boa viagem e melhor estada entre nós, no teu habitat originário e natural.

    Cara Maria

    As tuas palavras sugeriram-me estas, meio brejeiras: Tu estás feita num oito e eu estou um biscoito. Daqueles duros, sabes, que até dão para se partir um dente, quando tentamos trincá-los. Mas, depois de bem ensalivados, não deixavam de ser gostosos. Mas eu já passei do prazo, pelo que nem de molho oito dias ficaria comestível. Desculpa a brejeirice, sim? Isto só mostra quanto te estimo, admiro e te sinto amiga tão próxima. Vamos ser positivistas e optimistas, que esta vida são dois dias e o primeiro já passou. Há por isso que esticar o segundo até mais não poder ser.

    Quanto ao resto, também gostaria que eles recolhessem ao calabouço, mas sei que não pode ser. Façamos votos para que o processo não demore muito a atingir o seu terminus. Estou confiante que sim. O pior e mais demorado já terá passado.
    Abreijos para todos
    André Moa

     
  • Às 4 de setembro de 2010 às 22:59 , Blogger Espaço do João disse...

    Meu caro André.
    Que bom ver-te em estado de praia!!!
    Espero um dia ver-te mas é numa boa cervejaria a beberricar uns copitos daquela morenaça ou loiraça. Seria tão bom!!!. Quanto ao caso Casa Pia, poucos são os que se lembram do célebre Balett Rose. Eu bem me lembro. Quanto a este caso, muito ficou por esclarecer, pois o caso Casa Pia só há bem pouco tempo foi conhecido, mas já vem de muito longe.Já dos meus tempos de jovem estudante se ouvia falar nos seminários e na casa pia bem como nos colégios internos. Que pena certos tubarões ainda não se sentarem no banco dos réus. Pobres vítimas, jamais esquecerão as humilhações que passaram. A justiça neste caso, deveria ter a mão mais pesada. Foi condenado? Então imediatamente na prisão e trabalhos para a comunidade. Recorram para onde quizerem mas não em liberdade. Não há polícia para os vigiar 24 sobre 24horas. Se se provar após recurso, então que sejam indmenizados. Quando serão indeminizadas as vítimas? Só depois do recurso? Sinto revolta e, ainda por cima os criminosos convocarem conferências de imprensa, sabendo de antemão que só dizem o que querem. Ficarão mais célebres? Mais não digo, pois de juíz e louco, todos temos um pouco. Peço perdão por este meu desabafo. Um grande e apertado abraço. João

     
  • Às 4 de setembro de 2010 às 23:26 , Anonymous Anónimo disse...

    Laura


    Ah, eu já estou a ver o pessoal a desaparecer de férias, metem-se nos carrinhos, bigodes postiços, cabeleiras,sei lá e quando for a hora de recolher aos dormitórios, olaré, estão ondeeeeeeeeeeeee ?? Oh, fugiram!...foi?? e agora? pede-se a extradição! Tadinhos nada fizeram.
    Achas que acredito que eles ficam aqui quietinhos sem tentarem ao menos safar-se fugindo?


    Moa, alto lá a capuchinho; se diziam que ela alugava a casa e via o pessoal chegar com os meninos, como mulher ou mãe, sabia que isso não podia ser...mas os euritos pensaram mais alto, seria? se foi verdade! se houve testemunhas para uns houve para outros..as peóprias vitimas devem ter dito a verdade ou nem viam as fuças da senhora? se foi assim; nada a fazer.

    Beijinhos da nina que já desconta os dias.. laura

     
  • Às 4 de setembro de 2010 às 23:45 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro João, se é como dizes: que de juiz e louco todos temos um pouco, isso é muito mau, pois é muito difícil ser-se um bom juiz. E sem juizo, como se poderá ser bom juiz?

    Cara Laura: Aqui, como em tudo, ou ainda mais que em tudo, sou apologista do ditado que diz: "cada macaco no seu galho". E daquele outro que exorta a que o sapateiro não deve ir além do chinelo. Por mim, critico os meios de comunicação social (o mesmso será dizer, o capital, proprietário dos meios de comunicação social) que intoxicam e manipulam as nossas mentes, só com o fito do lucro, com a ganância e a falta de escrúpulos que, infelizmente os caracteriza.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 5 de setembro de 2010 às 00:09 , Blogger Kim disse...

    Olá amigo!
    Como sabes, a vida é feita de etapas e tu tens vencido em todas elas.
    O sol que te iluminou e os dias que se aproxima farão certamente revigorar a eterna juventude que há em ti.
    Quanto à Casa Pia - já piou!
    Grande abraço

     
  • Às 5 de setembro de 2010 às 01:07 , Blogger Maria Soledade disse...

    Amigo Môa:Será que o juíz/a não teve em conta o passado do Bibi?!!!Também ele,vítima durante LARGOS ANOS de maus tratos nessa mesma instituição?!Não que isso justifique de forma alguma a sua conduta posteriormente de jeito nenhum...mas, o que me revolta no meio de toda esta (in)justiça é que o Bibi era apenas um homem pobre.Em contrapartida todos os outros "senhores",Reizinhos do PODER, fizeram o que bem entenderam a crianças desprotegidas, apenas para satisfazer "necessidades" MÓRBIDAS, sabendo,ou pelo menos pensando,que baseados nos seus nomes sonantes jamais seriam punidos...Admite-se que agora venham dar conferências de Imprensa?A que propósito? o tal,o "tubarão", porque não aparece também a tentar justificar a injustiça a que foi sujeito pela Justiça deste país?Apenas porque não passa de um cidadão comum sem "história",apenas porque não sustenta um canudo,apenas porque nasceu sem berço, apenas porque, é sómente...Bibi!!!!!!!

    Tal como diz a Laura, vejamos daqui a algum tempo(muito próximo),onde estarão os condenados MOR e onde estará o "tubarão"...com toda a certeza numa cela a cumprir a pena à qual foi condenado!!!

    Amigo Môa,o dinheiro em excesso, o poder,o estatuto, transforma alguns homens em animais...

    Quanto à capuchinho, aproveito o comentário da Laura.Nada mais tenho a dizer quanto a essa "senhora" a não ser que não percebi o porquê da sua absolvição!! INOCENTE?!!!!!!!!!Valha-me a injustiça da Justiça deste país!!!

    Se um foi condenado a 18 anos de prisão, os outros deviam ter tido penas muito mais pesadas, pois 7 anos e 6.kk coisa e por aí fora foi apenas para tapar os olhos ao Zé-Povinho, que parece, mas não é parvinho...

     
  • Às 5 de setembro de 2010 às 12:09 , Blogger Andre Moa disse...

    Amigo Kim,
    A força que tu me transmites sempre que por aqui passas! Em meia dúzia de palavras condensas um universo de amizade e solidariedade ímpares e que me enchem a alma de genica e o corpo de imunidade. Obrigado e Abreijos.

    Caríssima Maria Soledade,
    Leio-te, entendo-te, tento perceber a tua indignação que acompanho até certo ponto, mas também me lembro que um grande salto na civilização foi dado quando se passou da vindicta individual - olho por olho, dente por dente - e da justiça popular que leva ainda hoje, em alguns povos, à lapidação de uma mulher só porque amou - para a justiça dos tribunais onde a lei deve ser aplicada e a justiça ministrada com serenidade, distanciamento, mais raciocínio e menos emoção passional, a frio.
    Quanto ao Bibi, sendo verdade tudo o que dizes, e que deve ter sido tomado em conta pelos juizes que o julgaram, também não deixa de ser verdade que foi ele quem, ao longo dos anos, reiteradamente, a tirar dividendos disso, desviava as vítimas do seu habitat natural e as aliciava a irem entregar-se à lascívia de tubarões (agora sem aspas) ávidos de orgias mórbidas. Por ser pobre é irresponsável? Ser pobre será sinónimo de parvinho? Julgo que não. E com isto não pretendo, longe de mim, justificar os tubarões, e muito menos carregar nas tintas condenatórias do Bibi. Apenas pretendi mostrar a possível razão ou uma das possíveis razões que nos levam a perceber a aparente discrepância entre as condenações. É que o pobre e pequeno Bibi tinha no papo centenas de casos que, insensível e despudoradamente repetiu ao longo de décadas. Sem o menor pudor ou remorso. Para saciar a sua mórbida cupidez como os demais, mas também para tirar proventos dessa sua atitude, inaceitável seja num pobre seja num rico, num iletrado ou num doutor. E lembro que sem aliciadores e intermediários como o Bibi, porventura não teria havido tanta vítima. E o facto dele ter sido vítima, se bem que seja uma atenuante a ter em conta, e foi, estou convicto disso, não o torna inimputável. Só uma alma pouco bem formada age contra os outros por recalcamento ou vingança.Faz-me lembrar os tuberculosos que sentiam satisfação em transmitir e espalhar a sua doença. O passado de cada um só serve para atenuar ou agravar as penas, dentro de certas medidas. Não desresponsabiliza ninguém.
    Beijinhos, minha querida e sofrida amiga.

     
  • Às 5 de setembro de 2010 às 20:19 , Blogger Maria Soledade disse...

    Amigo Môa;Não sou a favor da lapidação de uma mulher, como diz e muito bem, só porque amou, como não sou a favor da forma como são condenados na India os homens pedófilos.Não preciso especificar como, até porque o amigo o sabe tão bem quanto eu.Falei deles, porque afinal quer queiramos ou não, é desses mesmos homens que falamos.PEDÓFILOS...

    Eu nunca defendi o Bibi,porque simplesmente não tem defesa.Apenas me revolta a discrepância das condenações!!

    Mas, e para encerrar este caso sem a mesma demora que um tribunal(!!!!!)lembro aqui os dois ditados que o amigo usou...

    "cada macaco no seu galho".

    "o sapateiro não deve ir além do chinelo".

    Como nada percebo de Justiça,ou da (in)justiça da Justiça, já não sei bem, prefiro não além daquilo que penso...

    Beijos

     
  • Às 5 de setembro de 2010 às 22:06 , Blogger Laura disse...

    Laura empoleirada no seu galho... crahs plaf, pum, catrapum..o meu galho não era suficientemente forte para me aguentar...

    Entres estes cabrões todos, venha o diabo e escolha... Pena que só tenham apanhado estes pois ainda andam por ai à solta muitos que já deviam estar a jogar xadrês há muito.

    Em breve voltaremos a fazer justiça por nossas mãos, só pode!Imaginem que fizessem isso a um filho, neto, sobrinho!
    Como acham que os pais e familiares dessas crianças, e elas próprias se sentem? Será que algum desses jovens esquecerá e perdoará? Não me parece. E se forem para a prisão, terão regalias, horas de leitura, video jogos,ah, isso não é castigo é uma colónia de férias. Ponham-nos a trabalhar a limpar as matas, a varrer as ruas da cidade, a limpar fossas, esgotos, isso sim seria humilhante para quem se mantinha no seu pedestal (seu galho)e pelos vistos, são intocáveis, ou eram até agora... Não, não seria a prisão, seria cortar tudo, e, não importa que jamais pudessem voltar a ser homens, perderam o direito ao percorrer os caminhos que percorreram porque não pararam, foram simplesmente apanhados!

    laura
    De uma forma ou de outra, eles pagarão a sua divida!

     
  • Às 6 de setembro de 2010 às 18:40 , Blogger Jose Tomaz Mello Breyner disse...

    Caro André

    Há muito tempo que não sabia noticias suas. Vim aqui a medo e fiquei encatado por ver que está optimo. Lembra-se de mim?

     
  • Às 6 de setembro de 2010 às 19:10 , Blogger Andre Moa disse...

    Meu caro José Tomaz! Que surpresa agradável! E que prazer! Como vai, caríssimo amigo? Eu cá continuo na luta. Até à vitória final. Eheheheh.
    Um grande abraço.
    André Moa

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...