SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

HAJA SAÚDE

Novembro de 1964, em plena avenida Luisa Todi, em Setúbal, às nove e meia da manhã, aquecido por uns moscatéis que recebi como caché pela brilhante actuação.

HAJA SAÚDE
Continuo à espera de ser chamado para ser examinado pelo cirurgião cárdio-torácico, para se avaliar da viabilidade de ser operado aos pulmões. Não estou esquecido, segundo disse o oncologista ao meu irmão. Por mim não tenho pressa. Enquanto o pau vai e vem folgam as costas. Até porque continuo esperançoso de que a coisa estabilize sem necessidade de intervenção cirúrgica que reservo para quando tiver que ser, se tiver que ser, para quando não houver alternativa.
Até lá, vou cantando e rindo. E chorando, se vier a talho de foice. Animando-me como melhor puder e souber e animando um pouco a malta. O meu irmão, que nem um diligente agente, tem-me a agenda artística preenchida. No dia dez, actuação em Sintra, na abertura da exposição de pintura; no dia dezasseis, na festa do Natal para os doentinhos do Hospital da Força Aérea. E eu, no meio disto tudo, vou-me rindo e fazendo das fraquezas forças e nunca lhe digo que não. Queres que cante? Eu canto. Queres que eu recite? Eu recito. Queres que declame? Eu declamo. Queres que dance? Eu danço. Queres que tussa? Eu tusso. Com uma única condição: ser o primeiro artista do sarau, para me poder pirar logo de seguida, antes que me comece a dar o amoque.
Abraços
André Moa

23 Comentários:

  • Às 19 de novembro de 2010 às 00:17 , Blogger Kim disse...

    André
    Tu és já o primeiro. E em Sintra assim será também.
    Não podes gastar toda a energia pois tem de sobrar alguma para o GT.
    Enquanto puderes adiar a facada é sinal de que as águas estão calmas.
    Grande abraço amigo e HAJA SAÚDE!

     
  • Às 19 de novembro de 2010 às 08:45 , Blogger Laura disse...

    Boa, será a segunda vez que te vejo actuar em palco e vigéssima quinta (ena tantas, mas faz de conta...) nos saraus do encontro dos GT... e claro, as palmas serão para ti... e graças a ti ouvi pela primeira vez a Balada do Outono, uma emoção que ainda está em mim, passe o tempo que passar, por cá há-de continuar.

    Maravilhosa foto que nos mostra o nosso Moa naquele tempo em que já cantavas e encantavas. nem podia ser de outra forma.

    Quanto ao resto...

    Meu amigo se o tempo
    te andar a empurrar
    deixa-o correr por aí
    mas que seja a contento.

    É que como tu dizes
    enquanto o pau vai e vem
    folgam as costas
    e ficam à espera também.

    Que melhores dias aconteçam
    no coração do Poeta
    que não se cansou ainda
    de lutar contra a maré.

    A dor é que nos maltrata
    nos esgota e nos soletra
    o que por vezes
    parece uma grande treta.

    Com os amigos que temos
    vamos amando e rindo
    deixando as lágrimas para depois
    e a desgraçada da vida
    vamos curtindo!

    E tu lá vais indo, enganando o tempo que por ti passa, ora escondendo-te nas frinchas da amizade bendita, ora lutando com garras de aço, mas, deixemos o tempo correr que a vida por vezes traves-te-se de palhaço deixando-nos sorrisos de esperança e é a esperança que todos os teus amigos guardam dentro de si...

    Um abraço apertadinho da miúda da janela

    laura

     
  • Às 19 de novembro de 2010 às 10:21 , Anonymous DAD disse...

    André Moa na sua melhor forma!
    Assim mesmo é que é amigo!
    Com programa delineado
    E para ser cumprido!

    Continuas em boa forma psicológica!
    Asssim é que é!
    A doença que se cuide
    pois não vai levar a melhor, contigo!

    Beijinhos grandes,

     
  • Às 19 de novembro de 2010 às 10:46 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro irmão;

    Os grandes artistas como tu sãm sermpre os primeiros, porque é necessário alguém que aumente a adrenalina da plateia logo de início.
    De qualquer maneira para o GT, no mundo dos espetáculos não há menor dúvida, André Moa é sempre a cabeça de cartaz!...
    um abraço, caro irmão e até breve.
    Osvaldo

     
  • Às 19 de novembro de 2010 às 11:11 , Blogger Maria disse...

    André
    Gosto de te ver assim. O teu irmão é um ser de excepção como tu.
    Continua assim, seeeeeeeeeeeeempre, eternameeeente.
    Beijos para todos os teus, incluindo esse irmão maravilhoso.
    Maria

     
  • Às 19 de novembro de 2010 às 20:11 , Blogger Bichodeconta disse...

    Bem, cá pra mim meu amigo acho que tenho de descobrir a forma de contactar o teu agente artistico e irmão, única forma de te poder ver em palco como mereces e te está no sangue..Bem vou ver se o agente me quer agenciar também..Eu canto o fado, eu até faço pirueta só para te dar um abraço..Adia enquanto te for permitido a cirurgia, e claro, cantar faz bem á saude, limpa a alma e melhora o fisico, impede as rugas de se desenvolverem..Abraijos, Bichodeconta..

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 00:34 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro Kim,

    O pior é que Jesus terá dito que os primeiros serão os últimos. No resto, é como dizes: não tenho pressa nenhuma em ver as águas agitadas.
    Abreijos.
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 00:37 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Laura,

    Não quero enganar o tempo,
    que ao tempo ninguém engana,
    só quero escapar a tempo
    da minha sorte magana.
    Beijinhos
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 00:40 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Dad,

    Tens razão, a mim ninguém me leva. Só ao colo. E é porque gosto de colinho. Sou eu e o meu neto que passa a vida a solicitar: Avô, colinho, colinho!
    Beijinhos e colinho para o teu neto.
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 00:46 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro irmão Osvaldo,

    Essa da adrenalina fez-me lembrar o meu agente, isto é o meu irmão António. Enquanto espero pelo começo da actuação, estou quase sempre a curtir umas dorzinhas. Se alguém ousa perguntar-lhe se estou mal disposto, ele responde, invariavelmente: isto é agora, quando começar a actuar, a adrenalina sobe e já ninguém o reconhece. Transfigura-se.
    Quanto a ser cabeça de cartaz é fácil quando do cartaz só conta uma pessoa. Aí, sim, sou o cabeça, mas também o rabo. Faço a festa, deito os foguetes e ainda corro atrás das canas.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 00:49 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Maria,

    Que os votos de eternidade que para mim formulas se concretizem e, se possível, multiplicado por três. Três eternidades, mas contigo e com este grupo maravilhoso sempre ao lado. Senão, morro de pasmo a olhar para a própria sombra.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 00:54 , Blogger Andre Moa disse...

    Querido bichodeconta,
    Cara Ell:

    Não sei se ele vai nessa, de contactar uma concorrente de peso, como tu, que ofusque o seu artista de estimação. Não te esqueças que ele é agente, apenas porque é irmão de sangue e de estimação!
    Quanto ao resto, tudo bem. Rugas, só oito dias depois de morto. E na alma, nem isso.
    Beijinhos
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 12:57 , Anonymous laura disse...

    Bem, já estão a imaginar o nosso Moa a correr atrás das canas? lá capaz disso é ele, tem alma, genica e a força de dentro que falta a muita gente. Somos Sagitarianos e está dito. Força rapaz...e depois de as apanhares atira-las lá para as bandas do S. Bento, eles precisavam que lhes enchessem a cabeça de boas ideias...

    Um beijinho da laura

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 15:42 , Blogger Bichodeconta disse...

    Desiludida, amuada, mais uma vez o emprego logo ali..Lá eu achava que o facto de o agente ser irmão de sangue contava? Nada, E lá de peso acredita que sou fisicamente..Mas de voz meu amigo, ainda me falta comer muita açorda e não sei se chego á tua capacidade vocal..Tenho a certeza que nem na alma tens rugas, alma sã de lugar onde a honestidade era mais do que uma palavra vã..Abreijos e um colinho pra ti..Bem vindo ao mundo dos que gostam de colinho..

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 16:35 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Fazes tu muito bem : "quem canta o seu mal espanta !" Também faço igual e não é que funciona mesmo !
    Quanto aos primeiros, desde quando é que acredita naquilo que disse Jesus ???? LOL
    Óptimo, vais ensaiando para chegar à perfeição quando tiveres o GT a assistir e nesse altura, não serás o primeiro a sair. Um por todos, Todos por um : sairemos todos na mesma altura !
    Beijinhos
    Verdinha

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 18:54 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Ell,

    só para clarificar um ponto: eu não acabo de entrar no mundo dos que gostam de colinho. Eu sempre gostei de colinho, desde a hora em que nasci. Mas compreendi a mensagem, suponho.
    Beijinhos
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 19:00 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Verdinha,
    Quem canta seu mal espanta, é verdade. Por isso, eu canto sempre que tenho oportunidade.
    Não é uma questão de acreditar no que Jesus terá dito. Basta ler o que os evangelhos lhe atribuem e concordar ou não concordar com isso. Eu, pelo menos no ponto acima citado, aceito, concordo e desejo que assim fosse sempre: que os primeiros fossem os últimos e os últimos os primeiros, isto é, que os primeiros servissem e exaltassem os mais humildes e não passassem a vida a exaltar-se e a puxar a brasa à sua sardinha, à custa das poucas brasas dos demais. Aliás, tudo o que são parábolas e diz respeito à posição social de Jesus, estou geralmente de acordo. Daí o dizer-me humanista (não teísta, ateu)e cristão. Jesus foi uma grande personagem, tenha ou não existido. O que me interressa é o discurso social que lhe é atribuído e que é muito parecido com o meu discurso nessa área.
    Beijinhos
    André Moa

     
  • Às 20 de novembro de 2010 às 20:37 , Blogger Bichodeconta disse...

    Claro que entendeste amigo, eu gosto porque sempre gostei..Nem sempre tive, mas gosto . e colo é tão reconfortante .Mimo , colo, ternura, afecto, abraços são das coisas melhores e mais compensadoras.. Somo s uns piegas Moa amigo.. Seja..Abreijos, Bichodeconta..

     
  • Às 21 de novembro de 2010 às 00:43 , Anonymous laura disse...

    Mimo, colinho
    ternura no coração
    paz no embalo da vida
    ter sempre uma mão amiga
    onde nos possamos apoiar
    saber que há quem nos ouve
    e no dá o seu ombro
    se precisar de chorar.

    Eis a ternura incontida
    resguardada numa mão amiga
    que toda a vida nos há-de acarinhar!...

    Beijinhos de bem querer a todos os nossos amigos que são de uns e de outros
    são de todos e mais alguns, ou antes, somos um por todos e todos por um...

    Beijinho e envolvo a todos no meu ternurento abraço.

    laura

     
  • Às 21 de novembro de 2010 às 19:03 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Ell,
    Quem suspira por colo é porque lhe sente a falta ou sentiu algum dia, principalmente, em criança. Mas como mais vale tarde que nunca, encolemo-nos uns aos outros como vós me encolais. Amen
    Beijinhos

     
  • Às 21 de novembro de 2010 às 19:27 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara Laura,

    E para fechar em beleza,
    nada como um poema cheio de ternura.
    Obrigado.
    Beijinhos

     
  • Às 21 de novembro de 2010 às 20:18 , Blogger Conceicao disse...

    Assim é que é. Não pense que o abandonei. Regularmente vou ao seu blog. Só tenho pena de não estar no grupo do GT. Não se pode ser tudo. Força e persistência, amigos e conhecidos, familiares e colegas, todos estamos consigo, sabendo que nada o deitará abaixo. Diga-me só 1 coisa: a que horas se vai realizar o evento no dia 10 em Sintra? Bjs Concha

     
  • Às 22 de novembro de 2010 às 13:47 , Blogger Parisiense disse...

    Espero e desejo que essa tua força esteja sempre presente, pois além de te ajudar a ti também vai dando animo aos que também precisam de força.
    Beijokitas grandes

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...