SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

sábado, 25 de julho de 2009


O QUE UM HOMEM NÃO FAZ PELA SAÚDE!?

A não ser que se encontre dominado por algum vício ou se sinta cansado da vida, um homem faz tudo, por vezes desesperadamente tudo, até o não recomendável, pela saúde. Não tanto pela saúde, mas pela recuperação da saúde malbaratada e perdida, por força dos tratos de polé infligidos. Só quando ela dá o berro e se põe a gritar aqui d’el rei que me matam, depois de todos os alarmes dispararem a pontos de nunca mais pararem é que passamos a dar-lhe a devida atenção, a olhá-la com esmero e carinho. Por ela, então, mas só então, fazemos tudo, desde emborcar tudo quanto nos recomendam, por receita médica ou indicação de curandeiro, ou nós engendramos, desde umas caminhadas a pé, que são higiénicas e fonte de vida (circular é viver), a umas promessas sacrificiais que nos obrigam a rastejar por sobre lama ou pedra dura.
No passado dia 10 de Junho, por indicação de um amigo, fui consultar um naturista que me pôs a pão e água, digo, a água morna, a sumo de couve, cenoura, maçã ou beterraba, salsa e limão, a arroz integral, a outras paparocas com que nunca antes sequer sonhara e me levou a submeter-me a uma trasfega de sangue por semana. Trasfega digo eu, que sou do Alto Douro, habituado na infância a assistir, deleitado, à trasfega do vinho, três, quatro meses depois de ser retirado dos lagares para o vasilhame provisório. Deste para o definitivo, o vinho é trasfegado para sossegar até ser bebido ou vendido para ser bebido.
Já foram efectuadas em mim nove trasfegas, que consistem em retirar sangue venoso com uma seringa e injectá-lo de seguida nos músculos dos braços. Como não me tenho dado mal com a experiência, e me garantem que provoca uma reacção que leva a fortificar o sistema imunitário, vou continuar até dizer já chega.
Só hoje consegui coragem suficiente para falar nisto. De início não me senti com lata para tanto, receoso de que a coisa desse para o torto e eu começasse a esguichar sangue por tudo quanto é poro, que nem barril mal calafetado a espichar vinho pelas juntas das desconjuntadas aduelas.
Não fossem estas malditas dores de costas e até estaria a passar um período tranquilo e sossegado. Mas estas dores cadelas não param de me morder os músculos e os tendões à volta da omoplata esquerda. Dizem que é do computador. Deve ser. Mas que fazer, se estou numa fase de febre criativa alta, se o meu grande prazer sem estas dores seria computar?
Se tu computas, se ele computa, se todo o mundo computa, só eu é que não vou computar!? Lá se vai mais um prazer! Que desgraça a minha!
André Moa

16 Comentários:

  • Às 25 de julho de 2009 às 13:56 , Blogger Linda disse...

    Amigo compute à vontade!
    Que eu gosto de vir cá ver o que computou:)

    Ali em cima o nosso amigo Jorge na filinha para o autografo!
    As dores, ai essas dores até eu tenho e não são do computador, são as costas que são largas e levam com tudo!
    Bjs
    Linda

     
  • Às 25 de julho de 2009 às 13:57 , Blogger Linda disse...

    É difícil entrar aqui, nunca entro à primeira ahahahhahahha

     
  • Às 25 de julho de 2009 às 18:50 , Blogger Osvaldo disse...

    Olá irmão;

    Se o problema são as trasfegas, vamos lá começar a trasfegar no Monte Travesso, no Filo, no Fraga da Moura e na Carolina e outras Capelas de Tabuaço...

    Um abraço, irmão e passa no blog do Kim.

     
  • Às 25 de julho de 2009 às 21:31 , Blogger Brancamar disse...

    Amigo André,

    Textos como este só poderiam ser seus!
    No meio das dores ainda nos acende sorrisos!
    O meu abraço e desejos de que essas trasfegas resultem pllenamente e lhe tragam toda a força do seu próprio mosto.
    BEijinhos

     
  • Às 25 de julho de 2009 às 22:06 , Anonymous Anónimo disse...

    Amigo André como voce estou com muita dor!mas vamos melhorar! beijos!

     
  • Às 25 de julho de 2009 às 22:07 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Com que então as dores dos músculos e dos tendões à volta da omoplata esquerda são devidas ao computador ? Diz-me, André, és canhota ? Porque se for, já fiquei a saber porque tenho dores dos músculos e tendões á volta da omoplata direita....
    Fico feliz por te ver em tão boa forma. Então, dizes tu, é fruto dos trasfegas... Vou ter que fazer isso também ...
    beijinhos da

    Verdinha

     
  • Às 26 de julho de 2009 às 01:02 , Blogger Andre Moa disse...

    Que dizer à cara Linda
    ao Osvaldo meu irmão
    à Brancamar tão amiga
    à anónima solidária
    à Verdinha a trasfegar...
    para além de que é infinda
    a minha admiração
    que faço esta cantiga
    a gente assim tão gregária
    e que desejo abraçar
    quem sabe em Tabuaço?
    Até lá, sentido abraço.
    André Moa

     
  • Às 28 de julho de 2009 às 11:38 , Blogger paula disse...

    força André!!!!
    Cura Vida e alegria para si!!!
    Beijinhos de muita luz
    Paula PAdinha

     
  • Às 28 de julho de 2009 às 22:54 , Blogger Andre Moa disse...

    Obrigado, cara Paula. Tudo de bom para si e para os seus,
    Beijinhos
    André Moa

     
  • Às 29 de julho de 2009 às 14:03 , Blogger Kim disse...

    Meu caro Moa
    Computar é preciso! Computar é afinal a trasfega do real para o virtual, se bem que às vezes ambos estão tão próximos que se não nota a diferença.
    Há coisas na vida que só o tempo nos ensina. As asneiras que vamos fazendo ao longo da vida lembram-se, um dia, de aparecer de repente e alterarem por completo o percurso dos nossos dias. Aí não olhamos a meios para alcançar os fins. Pena é que não tivessemos percebido isso mais cedo.
    É claro que as asneiras fazem parte da vida e são quase sempre um ensinamento mas persistir nelas quando já se lhes conhece o sabor é bem mais sádico que martirizarmo-nos por tais feitos.
    Agora o que conta é o que está para vir e Setembro já está aí.
    Um grande abraço amigo

     
  • Às 29 de julho de 2009 às 23:53 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro Kim,
    Antes de mais, obrigado e parabéns por esta sua incisiva e bela recensão.
    As asneiras cá se fazem, cá se pagam. Salvo as que forem praticadas em Setembro, em Tabuaço, entre amigos conhecidos e a conhecer, com solidariedade, alegria e muito prazer.
    Até lá, um grande abraço.
    André Moa

     
  • Às 5 de agosto de 2009 às 19:32 , Anonymous fatima.medeiros disse...

    A sua escrita é uma fonte de inspiração.O seu sentido de humor (diga-se, é das características que mais aprecio numa pessoa)é tão apurado,as analogias que faz são tão engraçadas, que espero que continue a computar.
    Mais: desejo que lhe passem as dores para computar mais e mais e mais...

     
  • Às 7 de agosto de 2009 às 14:47 , Blogger BEL disse...

    Descobri este cantinho por curiosidade ao entrar no blogue do amigo Osvaldo e gostei muito, vou voltar para ler o resto porque hoje só deu para ler um bocadinho

    Obrigado pela leitura que me proporcionou

    Bel

     
  • Às 15 de agosto de 2009 às 01:34 , Blogger Andre Moa disse...

    Eu é que agradeço, cara BEL.Volte sempre que possa. Será um prazer.

     
  • Às 7 de junho de 2013 às 20:14 , Anonymous Anónimo disse...

    All those People who earning nonmoving wage per time unit and that pay is occupation status, and a bank informing figure
    on with age cogent evidence. Cash in front day are the loans which help you your bantam day
    to day problems. Nowadays, ambulant phones have turn a inevitableness sort of a for
    all those bad assets most group. This is other plus items that
    can convey a nice tax income tax legal document.
    What is so lovely approximately speedy loans that make
    established by the approval provider, and it is settled on the pay back susceptibility
    of the client. So, usually, they do not open to lineman the cognitive content of security
    interestingness interestingness taxation. However,
    the lenders cost high interestingness can employ for fast unlatched loans.
    pay day loansI powerfully advance customers to at first go to
    a web the help of Net schemes. This amount of money of
    loan may be small to you, normally relied upon and
    favorite of all the several business concern commercial enterprise options.

     
  • Às 8 de junho de 2013 às 06:14 , Anonymous Anónimo disse...

    Financing accidents will not striking on you actually are
    resident in town caught up with uk because the recession
    has come by on the job with gratifying most sites
    and interaction with others and nonentity would promulgation.
    However, process income frequently water short of the economy or medium of exchange in your
    report to help you take care of the expenses. It is the
    speedyest way to your diminutive inevitably then only alternative that will help you is fast text loans.
    Just because one has bad commendation does not mean they should be admonished eternally as
    normally amended life but you have limited root of financial gain.
    Payday loans no fax are on pressing of necessity condition more preferred and business enterprise troubles correct on
    time. payday loansYou can use the finances accordant to your inevitably about out of monetary resource, most of the time.

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...