SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

domingo, 18 de outubro de 2009

A PROPÓSITO DO DESPROPÓSITO DE MAITÉ PROENÇA

O mal foi sair à rua,
vestidinha, em Lisboa;
quando ela apenas nua
e muda seria boa.

Abriu a boca, cuspiu...
quebrou-se-lhe o pedestal.
Sabem que mais? ...Que a pariu!
Que não volte a Portugal.


Escrevi, está escrevido.
E se o não tivesse escrito?
Rebentava de raiva.
Até porque cheguei a ser fã dela,
mesmo vestida.

Abreijos
André Moa

19 Comentários:

  • Às 18 de outubro de 2009 às 14:49 , Blogger Maria disse...

    Caro André:
    Gostei dos versos. São mal empregados para tal criatura.
    Aquela vai para o céu. O nosso sábio povo diz: "Dos pobres de espírito é o reino dos céus", não é? Estou a vê-la, nuasinha, chegando à porta do céu, encontrar o São Pedro e começar a criticar as nuvens, os anjos, tudo... Cala-te imaginação maldosa da Maria.
    Como vai a saúdinha? Espero que muito bem.
    Abreijos

     
  • Às 18 de outubro de 2009 às 16:18 , Blogger Andre Moa disse...

    Cara e linda Maria,
    Foi um simples desabafo. Mas tem razão! Aquela P. (P. de palerma, que eu sou condescendente), não merece sequer uns versinhos de pé quebrado. Só de dentes (os dela) quebrados.
    Abrejinhos
    André Moa

     
  • Às 18 de outubro de 2009 às 16:41 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro irmão;

    Essa "jacobina" FdP, nunca porá os pés no Moinho das Poldras...

    Um abraço, caro irmão e dá resposta ao mail que te enviei, tá?...

    Osvaldo

     
  • Às 18 de outubro de 2009 às 16:48 , Blogger paula disse...

    adorei os seus versos... e pela forma como os escreveu...
    força André....
    beijinhos de luz
    Paula Padinha

     
  • Às 18 de outubro de 2009 às 19:14 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro Osvaldo,

    Estou de acordo contigo, irmão. No Moinho das Poldras não porá ela nunca os pés nem o rabo.
    Encaminhei o teu e-mail para a Dad e o Tó. Estou à espera que me digam qualquer coisa, para depois te responder. Por mim, respondo já, parece-me que tudo bem. Fico, ansioso, à espera do dia seis de Dezembro.

    Obrigadinho, Cara Paula. E haja luz!
    Abreijos.
    André Moa

     
  • Às 18 de outubro de 2009 às 21:03 , Blogger Laura disse...

    Caspité. A miuda é giraça, tem cá uma figuraça, mas, mal abre a boca, escorraça, enfim...basta fazer de conta que nunca a vimos mais gorda...
    Aquela no meu Moinho das Poldras, no meu? ah, nem pa abanar a gente no tempo dos calores...xiça

    Conheço apenas uma terra
    De seu nome, Proença
    É uma terra belissima
    Onde vive gente de bem
    Que nunca na sua vida
    Foi capaz
    De falar tão mal
    De ninguém!...

    E essa menina
    Que eu gostava de ver
    Nas novelas Brasileiras
    Perdeu montes de fãs
    Porque desta vez
    Só abriu a boca
    para dizer asneiras !...

    E assim
    Cá para mim
    Acabou-se-lhe o estrelato
    Vai ficar marcada
    Para toda a vida
    E um dia ainda a vão alcunhar
    De boca de cacto!...

    Ah, fora com quem não se sabe respeitar, nem aos outros..
    laura

     
  • Às 18 de outubro de 2009 às 23:08 , Blogger Kim disse...

    E nestas alturas aparece um pouco de tudo. Vê lá bem que até me veio parar às mãos um video pornográfico, com dois minutos de duração, onde é suposto a dita menina ser a actriz principal.
    Garanto que não fui eu que o realizei!
    Gostei de te rever.
    Assim vai o mundo!

     
  • Às 18 de outubro de 2009 às 23:35 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Caro Moa ou antes cher Toi,

    Foi preciso esta migalha de gente, esta "p." ou "jacobina Fdp" como a tratam os meus amigos para te termos de novo na blogosfera " !
    Que ela continue a dizer as suas palermices mas fora de Portugal e NUNCA em Tabuaço !

    Não te sentiste ainda mais verde hoje ? É que hoje, fiz um pedido a Deus, não, não foi a ti, foi a outro Deus...LOL

    Está no último post do meu outro blog "o Coffre des Trésors de Verdinha", se estiveres interessado...

    http://jevoislavieenvert3.blogspot.com

    Beijinhos muito verdinhos com perfume de acelga

    Verdinha

     
  • Às 19 de outubro de 2009 às 00:09 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro Kim,
    não há dúvida que só gente com pitafe muito grande poderia ter o atrevimento dessa fulaninha.
    Também gostei de vos vere. Ainda não tive oportunidade de ver o filme, mas não irá demorar muitos dias, pois que estou em pulgas.
    Abraços

    Cara Verdinha,

    Eu sinto-me sempre verde que nem uma alface bem pregada à terra e bem regada.
    O teu pedido foi ouvido muito atentamente por mim, pelo Senhor teu amigo.
    Por isso, vais ser atendida, em plenitude.
    Amen.
    Beijinhos alfacinhas, logo verdes, verdes, verdes.
    André Moa

     
  • Às 19 de outubro de 2009 às 00:57 , Blogger Brancamar disse...

    Olá André,

    Ahahah, só seu...! Adorei os versos, assim é que se fala.

    Gosto de o ver bem disposto, o que penso que é muito bom sinal.

    Beijinhos.
    Branca

     
  • Às 19 de outubro de 2009 às 10:46 , Blogger Andre Moa disse...

    Olá, cara Branca!
    Que saudades!
    Quando a musa é de peso, saem versos pesados.
    Quando a musa queima que nem lume, só nos inspira versos de estrume. Foi o caso.
    Desculpem todos este meu descambo.
    Não leu o relato poético do passeio a Tabuaço? Vem logo a baixo e tem para lá versos que nunca mais acabam. E todos (os meus e os dos outros) muito mais positivos e limpos que esta choldrice inspirada por uma choldra. Vá lá, que a fonte do Ribeiro da Moa está à sua espera, como da Maria, Paula, Graça e muitas outras e muitos outros. É uma fonte eterna. Quanto mais dela se bebe, mais água dela brota.
    Fui hoje fazer novas análises. Na quarta-feira à tarde vou ao médico. Lá para quinta-feira darei notícias sobre o meu estado de saúde. Espero que sejam animadoras.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 19 de outubro de 2009 às 22:04 , Blogger Laura disse...

    Ahhh, olha o Kim todo atrapalhado, ele ia lá fazer um filme desses com a maitêzinha nuazinha, xi, o rapaz nãos eria capaz, além de que a maquineta de filmar, tremeria toda com tanta beleza e juventude, bolas, ai Kim o que me ri contigo...beijinhos da laura

     
  • Às 19 de outubro de 2009 às 22:06 , Blogger Laura disse...

    Serão animadoras as análises, ora Moa, não bebeste da água da Ribeira da Moa, ora pois...Beijinhos e os teus versos são deliciosamente ternos, lindos,espirituosos como só tu o sabes ser..beijinhos da laura

     
  • Às 20 de outubro de 2009 às 03:25 , Anonymous Anónimo disse...

    Não sei se devia
    Mas, vou dar minha opinião
    Afinal...bendita M. Proença
    Que te fez saltar a tampa
    Deu-te alivios ao coração


    Haja saúde!

     
  • Às 20 de outubro de 2009 às 10:18 , Blogger mariabesuga disse...

    Pois quanto à Maitê
    nem pouco tenho que lhe diga
    proveito lhe faça o riso
    numa grande dor de barriga.

    Em boca fechada não entra mosca
    é ditado que por cá se diz assim
    mas na dela, de tão escancarada
    fizeram as ditas um festim

    e mais não digo até porque mais não vale a "senhora".

    Abreijos Moa
    Obrigada por (re)começar a andar por aqui...

     
  • Às 20 de outubro de 2009 às 20:21 , Blogger Andre Moa disse...

    Haja saúde, caro anónimo!
    Um abraço.

    Cara Maria Besuga, eu é que agradeço a vossa presença. Vou fazer os possíveis, para ir andando por aqui, para gozar a vossa indispensável companhia amiga.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 21 de outubro de 2009 às 15:41 , Blogger laura disse...

    Hoje vão apenas abreijos
    Que os abraços já tardam
    E na saudade que fica
    Lembremos aquelas tardes
    deliciosas
    E ansiemos por voltar
    Áquele lugar
    Que a nossa sede de amor
    Pode colmatar !...

    (refiro-me à fonte da Moa, nada de sedes de beberricar ehhhhhh, só sede de amor e sede dos amigos que já parece que foi há muito tempo.
    Beijinhos e abreijos quais deles os mais docinhos... da laura

     
  • Às 22 de outubro de 2009 às 13:20 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro Kim,

    Embora com três dias de atraso, aqui estou eu para festejar a tua amizade com o grande Raul Solnado, um homem com quem nunca falei, mas que há muitos anos admiro e sigo.
    Como ele nos ensinou, insisto: façam favor de ser felizes.
    Feliz sinto-me eu hoje, graças a ti, amigo Kim. Finalmente, e depois de várias peripécias (tenho o DVD estragado, pelos vistos, e o computador sem o necessário programa), consegui ver o filme genialmente filmado e realizado por ti - ÀS VEZES..TABUAÇO.
    E que bela surpresa! Inimaginável! A Teresa e eu agradecemos muito, muito, a tua sensibilidade e generosidade.
    Com amigos destes, a gente nem precisa de fazer grande esforço para ser feliz.
    Um abraço do tamanho do mundo e arredores.
    André Moa

     
  • Às 23 de outubro de 2009 às 19:35 , Blogger Laura disse...

    Hoje convido-te para passares nos fados que organizei no resteas. A Verdinha já lá está de copo na mão, mai'la Maria e o João, canta-se o fado na letra que escrevi, ouve-se a guitarra a gemer, anda, bebe um copo e come chouriçoa ssado, broa, castanhas e..diverte-te connosco, estão todos a chegar. beijinhos.

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...