SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

2O10 - FELIZ ANO NOVO - 2010

ANO NOVO, VIDA NOVA
- Senhor Ano Novo,
Que novas me trazeis?
- Que novas quereis?
- Saúde, bem sabeis!
- Se é saúde que quereis,
Saúde tereis.
E que mais querereis vós?
- Saúde para todos nós.
Pedi mais, se mais vos aprouver!
- Saúde
E virtude
Para a conservar.
- Que mais vos posso dar?
- Saúde e juízo para a gozar.
A saúde em primeiro lugar.
- Já sei que a saúde está primeiro!
Mas não quereis mais, sei lá… dinheiro?
- Ó senhor novo ano,
Isso queria eu!
Mas como sei que não cai do céu…!
- Sempre, magano!
E se dinheiro eu vos der?
- Depois da saúde? Pode ser.
- Não me pedis, como os demais,
Felicidade, Paz, Alegria, Amor…?
- Isso toda a gente pede, ano após ano,
Em todos os natais e fins de ano,
Com isso eu sonho em cada instante.
Sou poeta…!
Mas quando finco os pés na chão,
Chora-me o coração
Ao ver
Que tudo não passa
De uma grande treta,
De palavras vãs,
Enorme trapaça
Para animar manhãs
De denso nevoeiro
À espera
Da ansiada primavera
Prometida por Sebastião Primeiro.
- Como isso me dói!
Mas sonhar é preciso!
- Eu sei, bom ano!
Por isso,
Entre dor e pranto,
Eu sonho tanto!
E luto e canto
Para ver se se constrói
Pela vez primeira
Nesta estrumeira
Um paraíso.
- Carpe diem!
- Esse é o meu lema.
Mesmo na dor,
no meio da aflição,
Penso na vida.
Não embarco no tema
De enterro ou caixão.
Mesmo de ossos perros
Dou asas ao coração.
- Então, desejo-vos Bom Ano,
Caro André Moa!
E juizinho!
- Em meu nome pessoal e do meu povo,
Senhor Ano Novo,
Obrigadinho!

André Moa

Lisboa, fim do ano de 2009

69 Comentários:

  • Às 28 de dezembro de 2009 às 08:51 , Blogger Linda disse...

    Amigo André,
    Desejo-lhe um excelente 2010, com tudo de bom para si e para toda familia!
    bjs
    Linda

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 09:21 , Blogger Laura disse...

    Ano Novo, vida nova
    ouvi eu dizer a alguém
    e acreditando no que ouvi
    esperei e nada vi.

    Tem sido assim ano após ano
    e fico sentadinha esperando
    que o bom do velhinho
    traga o novo, alegre e cantando.

    Quando bate a meia noite
    lá vem o Manel de cálice
    como se a vida fosse um romance
    e eu por ele, entrasse em transe.

    Enfio-me na cama a ver TV
    onde o meu amigo me acompanha (shaka)
    agradeço e retribuo votos felizes
    mas não passa tudo de uma grande manha.

    Dali a nada desligo a TV
    recosto-me e falo com Jesus
    pergunto-lhe se ainda falta muito
    para terminar a minha cruz.

    Ele responde-me que;
    assim assim
    que não vim ao mundo
    para ser muito feliz.

    Só que sou tesa que nem carapau
    encolho os ombros e digo pra mim
    então não vou desistir
    vou lutar e hei-de conseguir.

    ver a luz brilhar dentro de mim
    a murmurar que tudo há-de passar
    e que pela vida hei-de ter
    o ansiado amor para alcançar!

    Moa, Moa, acho bem, a saúde a tua saúde, precisa de nova dose, acredito que o Novo Ano já ta injectou nas veias, e, agora corre célere, atravessa o teu corpo, renova-te as forças, o sangue, e ficas que nem um Ás. Força meu rapaz, força nesse coração, nesses braços ternurentos que dão magia ao amor, pois mal te pus a vista em cima, senti o teu calor, o carinho amigo, transformaste-te no rapazinho, tão puro de coração, aquele menino lindo que andei a descobrir naquela foto antiga de um seminário, é assim que te vejo, ó grande rapagão!

    Ao Novo Ano peço, que possamos continuar, a desbravar o caminho das palavras, a entrar no chat e falar, falar, podem ser disparates, poesias, o que for, mas é uma forma de dar e receber amor!...que tão bem me sabe, assim, estás avisado que não me podes abandonar no altar, ah, digo na janela das nossas casas, onde damos vida aos sonhos, à esperança...e onde trocamos musicas e passos de dança, pois a nossa estrelinha dalva está lá, sempre, sempre presente a dar-nos música... e de vez em quando ainda diz, não sei que dizer a essa treta que estais a tretar, é quando falamos da vida e do amor!...é linda a nossa estrelinha, pois quando o assunto já não é lá muito sonante aos ouvidos dela, fica coradinha, ó, mas que linda a nossa estrelinha que nos alumia a todos com o seu brilho de paz e amor!...

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 09:31 , Blogger Laura disse...

    Ano Novo Vida Nova
    assim anseio que seja
    que a saúde se renove
    e que o Bom Deus te proteja.

    Que a vida te dê forças
    para mais um ano aguentar
    e que Setembro venha lá
    para a gente, junto estar.

    Mas como ainda falta muito
    vamos lá a inventar
    qualquer coisa pelo meio
    para nos podermos abraçar.

    Há feriados e festas
    dias santos ou nem isso
    e eu apenas te quero ver
    e para isso algo vou fazer.

    Fico por aqui...
    Que tenhas a ansiada saúde, que possas sempre ter tempo para esse menino ternurento, o Luis Thiago, o acompanhes por muitos e muitos anos...
    Beijinhos à doce teresinha, e à querida Susana e filho...
    Um xi apertadinho da laura a márida de ti!...ou já nos divorciamos? hum, não me parece ó márido!...

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 11:15 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro irmão;

    Depois de ler tão real poema (real em todos os sentidos), que mais poderia eu juntar, escrever ou palrear?!...
    Pedes pouco e pedes tudo ao Ano Novo. Também nós o pedimos por ti. Também nós o pensamos diáriamente, para que se um ser supremo existe, te ofereça como prenda de Novo Ano, toda a saúde que tanto almejas e necessitas porque todo o resto a tua familia e teus amigos te dão... e não faremos nada demais, visto tudo o que tu nos tens oferecido sem nada pedires.
    Caro irmão, nunca será demais repetir que nós por aqui, estaremos sempre contigo e uma vez mais te desejamos a ti, à Teresa, Susana e Luis Tiago um bom ano de 2010.
    Votos de saúde, de alegria e felicidade.
    São os desejos do Osvaldo, Ana, Léo, Anabela, Débora, Olivier, Solange e Lucy.

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 14:04 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 14:08 , Blogger Bichodeconta disse...

    Cheguei,que faço?
    Tudo foi dito e redito
    Por Alguém de Tabuaço

    Já sei o que vou fazer
    Por isso aqui fica escrito
    Este alguém é homem de aço

    Mesmo no seu sofrimento
    Alento ainda consegue
    Dá força onde ela falta
    Com tudo aquilo que escreve

    Eu escrevo só disparates
    Atiro palavras á toa
    Obrigada e um abraço
    Para ti meu querido Moa.

    Se não fossem os amigos
    O que seria de mim
    As coisas não estão famosas
    Pra pior já basta assim

    Tudo tretas amigo Moa.
    Que fazer ás nossas máguas
    Quero ir á fonte de Moa
    E beber das suas águas.

    Abreijos.e desculpem qualquer coisinha.. Ell
    Tudo de bom para todos.

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 15:30 , Blogger Maria disse...

    Querido André

    Que o Novo Ano te traga saúde e te conserve essa alegria de viver, coragem, combatividade.
    Felicidades para todos os teus.
    Os teus versos estão lindos, como sempre.
    Junto envio uma coisinha para ti.

    Ano Velho, Ano Novo

    Dois anos que se cruzam, por momentos,
    Um Velho, gasto, já sem ilusões
    E um jovem, a quem os tormentos,
    Não imagina que vão nos corações.

    O Velho, quer contar suas agruras,
    O Novo, sonha sonhos de encantar.
    Por mais que o Velho fale de amarguras,
    O Novo, só em coisas boas quer pensar.

    E nós, pobres mortais, acreditamos
    Nas ilusões do Novo, e só sonhamos
    Com um Ano de Paz e felicidade.

    Queremos esquecer velhas tristezas
    Enchemos de comida as nossas mesas,
    E acreditamos dos homens, na bondade.


    Maria 2009

    Abreijos

    Maria

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 16:09 , Blogger Laura disse...

    Ai Maria Maria
    como dizes a verdade
    mas nós preferimos sonhar
    a viver na realidade.

    A vida em si já dói tanto
    e transforma-se em desencanto
    e para apagarmos a dor
    preferimos sonhar com o amor.

    Gostamos de sonhar à rédea solta
    que viveremos mais um e outro ano
    e que tudo o que sonhamos
    nos será dado como ganho.

    Saúde eu pedi para ti e para mim
    para o Moa ainda mais uns bons anos
    e outros anos que tais
    e acredito que o passarito (Moa)

    Ainda o vamos ter
    e a cantar pelos trigais
    e possa cantar para mim
    uma e outra vez mais.

    O rapaz é de boa cêpa
    caiu-nos no goto que nem sei
    gosto dele tanto tanto
    que mal o vi, o amei.

    Não importa que o conheça
    apenas há um tempo
    importa que se esclareça
    que o tempo nos vai dar tempo.

    Para levar todos os sonhos
    até onde puder ser
    e é por isso que eu quero
    mais uma e outra vez o tornar a ver.

    Esperar até Setembro
    acho que vai ser cansativo
    eu vou fazer o tempo correr
    para mais depressa o poder ver.

    Ai rapaz que me caíste no goto... Não fosse este mau tempo, arranjava já um pic nic daqueles aqui por Braga e vinham os Mouros ao Norte, percorrer as terras Lusitanas!...
    Beijinhos da laura..a todos, ora pois.

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 16:56 , Blogger Paula Raposo disse...

    Amigo: saúde é o mais importante, sem dúvida. Mas estamos todos unidos para te desejar a maior esperança: os Poetas nunca a perdem!
    Muitos beijos e que 2010 seja bonito.

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 17:47 , Anonymous Dad disse...

    CINCO CAMIÕES CARREGADOS DE:



    Olá!
    Está alguém em casa?
    Foi aqui que encomendaram...?


    |''''''''''''''''-- - '''''''||_
    |................*AMOR*...........|||'|''__
    |________________ _ |||_|___|)
    !(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



    |''''''''''''''''-- - '''''''||_
    |............*CARINHO*.........|||'|''_
    |________________ _ |||_|___|)
    !(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



    |''''''''''''''''-- - '''''''||_
    |............*ALEGRIA*.........|||'|''__
    |________________ _ |||_|___|)
    !(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



    |''''''''''''''''-- - '''''''||_
    |............*AMIZADE*.........|||'|''_
    |________________ _ |||_|___|)
    !(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''



    |''''''''''''''''-- - '''''''||_
    |........*FELICIDADE*.......|||'|''__
    |________________ _ |||_|___|)
    !(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)



    e agora o sexto, sempre esquecido





    ''''''''''''''''-- - '''''''||_
    |............ * SAÚDE*.........|||'|''__
    |________________ _ |||_|___|)
    !(@)'(@)''''**!(@)(@)***!(@)''

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 18:19 , Anonymous DAD disse...

    Querido poeta,

    Belo colóquio com o Ano Novo! Gostei muito!

    Beijinho grande,

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 19:47 , Blogger Laura disse...

    Nem me lembrei que sou Poeta, Poetisa, parece que o Poetisa já se foi e ficamos Poetas e tá feito...ou alguém me elucida? é que se referem á pariga laura umas vezes de uma forma outras de outra e pergunto; em que ficamos? Moa? Dad?

    Realmente o colóquio foi uma belezura de palavras trocadas com o Novo Ano e acho muito bem, o nosso Moa tem-no na mão é o que é! Senhor Ano Novo, vamos a cumprir as promessas todinhas,sem falhas! Muitos anos de vida ao Moaaaaaaaaaaaa, e tudo aquilo que ele quiser, já agora, senhor Ano Novo, bote pra mim também umas ajudazitas, por aquilo que vai lendo aqui, é não é!

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 22:49 , Blogger Andre Moa disse...

    Vir aqui, ler-vos a todos
    é bom p'ra adiar da cova;
    ver jorrar amor a rodos,
    é receber VIDA NOVA.

    Ver a Linda e a Laurinha
    a Ell, a Dad, a Maria,
    torcer por mim noite e dia...
    Mas que grande sorte a minha!

    Osvaldo, meu caro irmão,
    P'ra Genève de Lisboa,
    um grande xi-coração
    do teu irmão André Moa.

    Ana, Osvaldo, filhos,netas,
    tenhais vós um Ano Bom!
    Alegria, Boas Festas,
    um alegre Réveillon.

    Mais uma vez a Maria
    nos dá um belo soneto.
    Fala de esperança, alegria,
    em tom sério e não faceto.

    Bichodeconta, queres água?
    Água, fresquinha, da boa,
    que elimina qualquer mágoa?
    Tens que ir à Fonte da Moa.

    Poeta, Paula Raposo,
    tu sabes, poeta és,
    é bicho esperançoso
    da cabeça até aos pés.

    Nunca perder a esperança
    é o lema do poeta,
    que é um misto de criança
    e de místico asceta.

    Diz a Laurinha com graça
    que eu lhe caí no goto.
    Vou fugir pela vidraça
    ou pelo cano de esgoto?

    Já sei: vou pedir à DAD
    que me empreste o camião
    da saúde e da amizade
    e assim resolvo a questão.

    Não fujo, fico à vontade,
    ao volante agarradinho
    do que trás felicidade
    alegria, amor, carinho.

    Destes babados avós,
    Susana Pedro, Luís,
    beijinhos pr'a todos vós,
    Um Novo Ano Feliz!

    De poeta para poeta ou poetisa,
    neste mundo de delícias,
    Abreijos e mil carícias.

    André Moa

    P.S - Laurinha, o feminino de poeta é poetisa, mas no entusiasmo da luta pela igualdade e pela aproximação dos géneros, passou a usar-se o termo poeta para o poeta e para a poeta ou poetisa.
    Fui claro e convincente? Espero que sim.

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 23:24 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Querido Moa,
    Querido amigo Moa,

    Ano Novo, Vida Nova!
    Vamos mas é mudar de corpos !
    O teu está debilitado pelo malvado caranguejo, experimenta a lagosta do Leo. Estava deliciosa !

    Eu também tenho que trocar o meu corpo porque nunca cheguei a ser acabada... A minha mãe caiu quando estava grávida de 8 meses e sem mais nem menos, expulsaram-me da barriga dela. Não faltavam peças mas não chegaram a serem afinadas !
    E agora para endireitar a minha coluna, falam em placas e parafusos e iria parecer um robô !

    Vamos lá os 2 às compras e arranjar outros corpos mas desta vez, recuso-me a comprar um para mim em saldo, não vou cair de novo no mesmo erro de cada ano em querer poupar os tostões.
    Quero um corpo caro e de luxo !
    Deixamos passar os saldos, esperamos para a nova colecção e depois vamos fazer um relooking ! Combinado ?

    Feliz Ano Novo para ti e todos os que te são queridos, eu, incluída ?????? :-D

    Verdinha

     
  • Às 29 de dezembro de 2009 às 11:22 , Blogger Bichodeconta disse...

    Jundo-me a vós , preciso de ir á recauchutagem.Nada que o Dr Biscaia Fraga, O um dauqles lugares nas clinicas finas onde somos passados a ferro pra sair tudo o que é papinho a mais.Papinho? Sim, papinho fica melhor! Imaginem se vou dizer papão! Mas que preciso de ir á recauchutagem, lá isso preciso, ou é melhor ganhar juizo? Talvez.Beijinho a todos, Ell

     
  • Às 29 de dezembro de 2009 às 11:27 , Blogger Parisiense disse...

    Também eu vim saciar a minha sede de amor, carinho e amizade aqui no teu cantinho.

    Desejo que este Novo Ano traga tudo o que pedires com todo o amor que brota do teu coração e sei que serás ouvido.

    A mim resta-me desejar-te as maiores felicidaes para este Novo Ano 2010.

    Beijinho muito grande

     
  • Às 29 de dezembro de 2009 às 11:58 , Blogger Laura disse...

    Renovar corpos apenas
    que a mente nem precisa
    mudar o que enferrujou
    troque-se o mau pelo bom.

    já que falaste em papinhos
    eu tenho cá uns,escondidos
    lá atrás dos joelhinhos
    e causam-me embaracinhos.

    Já me tinham dito isso
    de Poetas e Poetisas
    mas seria pelo termo certo
    tratar cada um pelo nome correcto.

    Homem Poeta
    Mulher Poetisa
    não seria caso para igualdade (só na escrita)
    porque somos diferentes.

    E claro que somos
    e eu gosto que seja assim
    jamais quis ser homem
    e gosto de mim, mulher, assim.

    Não precisas de fugir de mim
    ó rapaz do meu coração
    eu só quero ter-te ao lado
    e andar contigo de mão na mão!

    pelas ruas da cidade
    e acredito que sim
    que um dia combinamos
    e a cidade vai cansar-se
    de ti e de mim!

    Quero ter-te só para mim
    numa conversa amena, sincera
    abrir as nossas almas
    e os quereres que cada um
    encerra!

    E o Poeta e a Poetisa
    podem dar-se as mãos
    falar do que lhes vai na alma
    sentir seus coraçõs, irmãos!

    Não vás plo cano do esgoto
    nem que seja pra rimar
    porque seria fraca a sorte
    quando a água secar!

    Pede o camião à Dad
    e passa depois por nós
    recolhes-nos nalgum lado
    e lá vamos de retrós.

    mas arranja um escadote
    pra subirmos todas pra lá
    é que se a perna não alçamos
    como vamos entrar lá?

    E depois para nalgum lado
    onde haja chão lisinho
    para podermos dar ao pé
    e dançar agarradinho! (é pa rimar ai ai Teresinha)

    beijinhos mil para todos
    e felicidade sem fim
    pois se vos sentir assim
    eu esqueço-me de mim!

    Beijinhos a todos, todos, todinhos, da laura

     
  • Às 29 de dezembro de 2009 às 18:30 , Blogger Estrela d'Alva disse...

    Um beijinho, Moa... e desejos de um óptimo ano!
    Foi essa a razão porque passei por cá.
    Adoro-te

    Estrela d'Alva

     
  • Às 29 de dezembro de 2009 às 23:38 , Blogger Kim disse...

    Oh Grande Moa!
    A Fénix renasceu das cinzas! O Ano Novo também renascerá da decrépita noite em que nos atolou!
    Mil venturas para os dias que vão chegar.
    Um grande abraço

     
  • Às 30 de dezembro de 2009 às 00:47 , Blogger Andre Moa disse...

    Meninas recauchutáveis,
    já que sois p'ra mim amáveis,
    amável vou tentar ser.
    Quereis perder uns quilinhos?
    dai-mos todos, sim, todinhos,
    que eu tenho onde os meter.

    Vós ficais como quereis,
    eu engordo sem pastéis,
    sem natas e sem crocantes;
    eu menos um trinca-espinhas;
    vós, se quereis, menos cheinhas,
    mas sempre, sempre, elegantes.

    Eu sempre ouvi dizer
    o que passo a escrever
    e que julgo um bom preceito:
    Magra? Só p'ra comquistar.
    Cheinha para agradar
    com um bom rabo e bom peito.

    Grande Moa ou grande Nóia?
    Olha que grande tramóia
    me pregaste, seu estupor!
    Isso faz-se, amigo Kim?
    Estás perdoado! Enfim,
    foi tramóia, mas de amor.

    Antes que em pranto me afogue:
    eu deixei lá no teu blogue
    onde sou celebridade
    toda a minha gratidão
    para ti, grande amigão,
    grande abraço de amizade.

    A vós todos, meus queridos,
    vos peço e sem pruridos
    o que quero e sempre quis
    ver-vos aqui muitas vezes,
    todo o ano,dias, meses...
    Convosco aqui sou feliz.

    Para todos um Ano Feliz.
    André Moa

     
  • Às 30 de dezembro de 2009 às 09:43 , Blogger Laura disse...

    Ai vai que não vai
    vais ter-me sempre à perna
    durante toda a vida
    sorte a tua
    só agora te vi.

    E continuas a ter sorte
    por eu morar longe de ti
    até aproveitava
    para ter dar uns kilitos
    que de resto és bem bonito.

    Despachado, engraçado
    falador, de fados
    Baladas e canções, cantador
    diz-me lá tu ó rapaz
    onde há outro como tu?

    quem falou em cheiinha
    com bom rabo e bom peito?
    apresenta-se a laurinha
    que de tudo tem de sobra
    tal e qual como a sardinha!

    Isto é que é ter auto estima
    a esbanjar pla panela
    mas se sei que sou gordinha
    porque não hei-de concorrer
    a mais qualquer coisinha!

    Moço Moa que riso o meu
    e logo de manhãzinha
    mas é tão bom vir à janela
    ler os escritos na vidraça
    e fazer parte delas!

    Um beijinho bem repenicadinho, a ti, a toda a Familia, a todos os ninos e ninas que por aqui passam, e Familias também..laura a rasteirinha do GT... ah, como diz o Osvaldo, Grupo de Tabuaço, o homem das siglas...

     
  • Às 30 de dezembro de 2009 às 12:32 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 30 de dezembro de 2009 às 12:35 , Blogger Bichodeconta disse...

    Daqui não arredo pé
    Que companhia tão boa
    tão boa a vossa amizade
    Tão bom conhecer o Moa

    Não ficai traistes amigos
    gostei de vos conhecer
    De falar com todos vós
    A quem nunca vou esquecer

    Amizade repartida
    Kim ,doce Ana e Laurinha
    Maria e Zé do Cão
    E a nossa querida Verdinha

    Grande D.Maria Teresa
    Candida , Susana e Dad
    Paula Raposo e António
    Que grupo, tanta amizade

    Corvo, Osvaldo,e Marazul
    Luis Tiago é o Rei
    Neste Grupo de amizades
    A Brancamar encontrei.

    Não vos vou perder o rasto
    Pareço mas não sou tonta
    E no próximo repasto
    Lá está o bichodeconta

    Abreijos, Ell

     
  • Às 30 de dezembro de 2009 às 16:28 , Blogger Natália disse...

    Todo mundo sempre costuma repetir:
    "Ano-novo, vida nova".
    Mas até que ponto sabemos realmente medir o peso desta afirmação e a colocamos em prática?

    Se no ano que passou,
    você não conseguiu atingir suas metas,
    concretizar sonhos, acumulou mágoas
    e não superou desafios inesperados,
    agora é a hora de abrir as janelas da mente e do coração para o futuro.

    É importante captar mensagens externas e não esquecer de olhar para dentro de si porque o caminho para uma vida nova passa, impreterivelmente, por nosso universo interior.

    A mutação de seu momento atual, enfim, depende exclusivamente de você. Depende do seu trabalho mental, em acreditar e realizar. Nada, nem ninguém poderá fazer isso por você.

    A ajuda pode, sim, vir de fora, mas o impulso deve partir de você. Independentemente de sua situação atual.

    Em primeiro lugar, questione com honestidade:

    "Eu realmente quero mudar minha vida?"

    Se a sua resposta for afirmativa, então é hora de mexer-se porque o ano-novo está aí.
    Para que isto dê realmente certo, é necessário, antes de tudo, se permitir mudar.

    O próximo passo é derrubar aquelas barreiras internas tão prejudiciais, como o preconceito consigo próprio, o medo, a inveja e o rancor.

    E, não esqueça, o mundo ao seu redor apenas reflete o que você é.

    Feliz Ano Novo!!!

    Um abraço.

     
  • Às 30 de dezembro de 2009 às 22:18 , Anonymous DAD disse...

    Encontrei agora este poema do nosso amigo Jorge Castro, o que fomos ao lançamento do livro dele no Museu da Electricidade e aí vai que está muito giro!

    Crónica de Natal


    Crónica de Natal e Presépio em 2009


    quem sabe o que é o Natal?
    dos anjos? dos passarinhos? dos sinos? dos azevinhos?
    ou de um et coetera e tal
    que vem por bem ou por mal em festa do eterno início?

    desse início-recomeço festa ao rés do precipício
    das passadas que não meço nem se me dá de ser vício
    mas que não seja só prendas
    daquelas com que pretendas dar sustento ao artifício

    eu gosto dela quentinho
    com boa mesa – bom vinho – amizades e carinho
    e ter no fundo a certeza de que o universo todo
    no desconcerto é certinho

    muito lamento entretanto que o Homem-do-saco
    o tal
    sendeiro – bruxo – macaco
    que me atormentava tanto em pequeno – vejam lá
    ao crescer é o Pai Natal
    hipotecando-me em prendas o dia que lá virá

    no presépio o burro afoito de tanto correr no emprego
    está com as pernas num oito
    arfando desassossego

    e sorte tem ele
    vereis
    pois que a ovelha – coitada – sem emprego nem dez reis
    deixou no prego os aneis p’ra dar aos filhos consoada
    depois de tanto mungida
    depois de tão tosquiada

    talvez com usurpação
    de nome que se daria ao cordeiro do Senhor
    um dos tais filhos da dita
    que no meio da desdita lá chegou a ser doutor
    com Bolonha de permeio
    bacharel – licenciado – pós-graduado – mestrado
    é hoje uma mais-valia por elevada função
    de caixa em supermercado

    a vaca palhas rumina e teme a avaliação
    que penalize auto-estima
    ou que lhe apouque a pensão

    mais ao fundo os três reis magos
    aos camelos dão afagos aprestando-se à viagem
    pois os camelos – coitados – com dois dedos de forragem
    cobrem caminhos sem fim sem gasóleo nem portagem


    São José
    Virgem Maria
    trocando olhares entendidos da miséria dia-a-dia
    em que se encontram perdidos na busca do que não há
    pensarão porque se adia a ida pr’ò Canadá
    ou para a Austrália quiçá
    na ânsia de um novo dia
    que lhes traga a alegria de viver que não há cá

    já o Menino Jesus
    antevendo milagreiro essa desgraça de truz
    de vir a morrer na cruz por ser ele o agnus dei
    ou só por ser carpinteiro
    pensa com as suas palhinhas na play-station brincando
    na perdição das alminhas que se deixam ir tentando
    compradas por sucateiro que faz das prendinhas lei

    brilhante só a estrela
    que brilha e brilha e rebrilha como se o mundo fosse ela

    aparece na tv essa magna maravilha
    dando o corpo aventureiro em fugaz telenovela
    consta até que tem prevista
    uma carreira de artista e romance com banqueiro
    esse nem está neste enredo
    tem um consórcio com o medo – outro com a alta finança
    vende presépios a eito – compra armamento sem jeito
    sempre em favor da criança (tem lá por casa dois netos…)
    importa fatos de treino – carros – pessoas – faiança
    negoceia sentimentos – dá de barato os afectos
    para cumprir o preceito: «venha a nós o vosso reino»
    que mais dia menos dia salvará a economia

    que fazer? bradar aos céus?
    renas por cá? ora adeus
    frango capão – bacalhau – polvo – peru do Natal
    estes sim são cá dos meus

    rabanadas – aletria – se calhar uma filhó
    bem regadas de alegria
    em memória de uma avó que sem ela eu nem seria

    com um abraço aos amigos que hão-de ficar contentes
    e um outro aos inimigos mesmo com ranger de dentes
    que bem visto é como os figos
    mesmo sem flor dão sementes

    quanto ao mais – concidadãos
    aprendei a dar as mãos contra o que der e vier
    que p’lo Natal sois irmãos
    e o Natal sempre vem – disse-o um poeta tão bem
    quando algum homem quiser.

    Boas Festas e Feliz Natal!


    Jorge Castro
    Dez.2009

     
  • Às 30 de dezembro de 2009 às 22:50 , Blogger Andre Moa disse...

    Queridos amigos,
    não vou aqui deixar nada de novo, pois que não consigo articular grande coisa ante o que de tão bom, tão belo e tão sentido trouxeram e aqui deixaram.
    Limito-me, pois a agradecer-vos com um sentido bem-hajam todos e a deixar-vos um grande abraço com os meus votos de Feliz Ano Novo.
    André Moa

     
  • Às 31 de dezembro de 2009 às 01:18 , Blogger Júlia Coutinho disse...

    Caro amigo, depois de muito tempo, passei hoje para lhe desejar um BOM ANO! Tenho sabido noticias pela Dad e fico muito feliz por o saber muito melhor!
    Queria muito ter um exemplar do seu livro, aquele mesmo que eu lhe aconselhei a editar com os textos que aqui ia deixando, lembra-se?
    Pois eu adorava que mo enviasse. O meu email: juliacoutinho@gmail.com para combinarmos pagamentos, etc.
    Um forte abraço de amizade da Julia

     
  • Às 31 de dezembro de 2009 às 08:57 , Blogger Bichodeconta disse...

    Está na hora de abrir as portas de par em par pra sair o ano velho e o novo poder entrar.Com o novo ano entrará um cabaz onde renovo o stock de amizade, onde vai o meu desejo de felicidade.Abreijos, Ell

     
  • Às 31 de dezembro de 2009 às 08:58 , Blogger Laura disse...

    Hoje deixo-te apenas
    um tchim tchim
    num cálice de Moscatel
    pra te lembrares de ti e de mim
    quando a vida se tornar, fel.

    É que temos dias e dias
    e como a vaca rumina
    eu também fico a ruminar
    o que será que o novo ano
    nos anda a aprontar?

    Desassoego já temos tanto
    há novos ricos com tanto
    e ricos velhos, em pranto
    pois a sorte muda
    quando há quebranto.

    Somos tantos a sonhar
    e tantos a desejar
    outros tantos a pedir
    e o Bom Deus
    nem sabe pra que lado há-de bulir.

    Cá por mim vou deixar
    que o meu ano comece
    com um 'deixa andar'
    e o que tiver de ser
    há-de por aqui passar.

    Mas logo p'la meia noite
    à janela vou estar, sonhando
    desejando bem cá dentro e,
    tudo de bom nos há-de entrar
    p'las portas adentro!

    Moa, amigo meu
    não do tempo do Liceu
    mas de há meses atrás
    desejo para ti
    toda a saúde que o mundo trás!

    Deves ter festas de Reveillon
    junto da familia amada
    até bem de madrugada
    eu ficarei na janela
    ansiando a sua chegada.

    Espero em paz deixar
    aquela garrafa de néctar
    que anestesiada me vai deixar
    e apagar da memória
    o que não quero recordar!

    Haja brilho na noite de todos
    os que por aqui passam
    e não se esqueçam de pedir
    por aqueles que tão mal
    estão a passar!

    Beijinhos sem fim, desejos de Amor, Paz e Luz no coração de todos.
    Da laura que vos estreita ao peito, em arrimo de Amor!

     
  • Às 31 de dezembro de 2009 às 15:25 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Tenho que terminar o Ano 2009
    De maneira em que comove
    Para entrar dignamente no 2010
    Vou ter que escrever em francês

    Chers amis de la poésie
    Que cette nouvelle année
    Vous apporte inspiration et vie.
    Que vos secrètes et joyeuses envies
    Qui, au fond de votre coeur, sont gardées
    Soient présentes dans ce lieu de fantaisie !


    As palavras FELIZ ANO NOVO
    Ao Thiago Luis e à mãe Susaninha,
    À avó Teresa e ao Moa, seu avô
    Vêm directamente do coração da Verdinha

    Ao meu amigo-artista-Paciente
    Que enfrenta os seus males de frente
    Saibas que estou bem consciente
    Que os vais vencer certamente!

    Aos amigos do GT e da blogsfera
    Que entram aqui com plena liberdade
    Desejo um ano 2010 cheio desta atmosfera
    Onde se encontram poesia, alegria e amizade.


    Muitos beijinhos da

    Verdinha


    Abraços do Leo ... que não tem nada a ver com a pseudo-poesia da sua mulher, que se lhe diga (palavra da Verdinha) !

     
  • Às 31 de dezembro de 2009 às 16:23 , Blogger Bichodeconta disse...

    Agora eu é que fiquei verde! Está tudo dito, a todos os amigos e familiares um ano novo de arromba!2010, vai ser um bom ano, vamos toods acreditar e fazer força para que assim seja. Até pró ano amigos, abreijos, Ell

     
  • Às 31 de dezembro de 2009 às 16:33 , Blogger Teté disse...

    Como não tenho jeito de poeta, segue só um sincero desejo de um FELIZ 2010! Para ti e todos os teus familiares e amigos, obviamente!

    Carpe diem, amigo!

    E um Tchim-tchim nesta noite, com muita música e alegria a acompanhar! :)

     
  • Às 1 de janeiro de 2010 às 00:57 , Blogger Laura disse...

    Tchim tchim, escuta o partir dos vidros das nossas taças que tlintaram depressa demais...
    mas, vidro partido é bom sinal.
    Já levei a getta a casa e vou pró ninho, aqui de casa via-se o fogo de artifico, lindo, os meus filhos estão bem e sendo assim; também estou. felizes dias durante todo este ano e no fim, fazemos de novo as contas...
    Beijinho a ti ó homem do ANO!...

     
  • Às 1 de janeiro de 2010 às 01:00 , Blogger Andre Moa disse...

    Dois mil e dez já cá canta.
    E outros mais hão-de vir.
    Quem canta seu mal espanta.
    Canto p'ra me divertir.

    Divertir-me a mim mesmo
    e alegrar todo o povo.
    P'ra todos canto a esmo:
    Feliz e Bom Ano Novo!

    Dois mil e dez abreijos
    André Moa

     
  • Às 1 de janeiro de 2010 às 10:26 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Bom dia neste ano de 2010 !
    Gostei de te ler em francês !
    (repito-me mas ainda estou com sono...)
    Será a partir deste ano
    Que falarás na língua de Malraux
    Com justeza e tamanha fluidez ?

    Beijinhos

    Verdinha

     
  • Às 1 de janeiro de 2010 às 11:08 , Blogger Laura disse...

    Eu venho desejar-vos um Bom Dia
    feliz, feliz também eu estou
    se a vida assim o diz
    se a vida assim o quiz.

    É que já cheguei à conclusão
    que tenho de me mexer
    no que trata ao coração
    senão não consigo viver.

    Vou arengar c'oa vida
    e expor-lhe a questão
    se sigo os meus sonhos
    ou se sigo o coração!

    Só que andam sempre os dois
    um a sonhar outro a bater
    sempre para o mesmo lado
    e a vida sem eles, é um fardo!

    Estou cheia de pensar
    de falar cá para dentro
    que se continuo assim
    já não respondo por mim.

    Estou cansada de sonhar
    e ver todos os meus sonhos
    pelas janela voar
    e nenhum consigo agarrar.

    Moa, ó Moa que me vais aconselhar
    tu que és de pensar como o meu
    dá uma luzinha aqui prá rapariga
    e ajuda-a a bem pensar!

    Ah, temos de marcar um dia
    um almoço mas a sós
    onde eu palre como a cotovia(devia ser a gralha)
    e tu cantes como os rouxin(ós)is.

    Como lamento morar tão longe
    e não saiba fazer o longe mais perto
    como queria poder correr para ti
    quando sentisse a alma num aperto!

    E assim começo meu dia, sonhando sempre, e acredita não sonho a sós, ele está comigo como disse no meu post, eu trago-o em mim, mantemos ternos diálogos, não temos tempo a perder,se já perdemos tanto!...
    Oh vida, vida, porque és para mim, pranto!

     
  • Às 1 de janeiro de 2010 às 12:01 , Blogger Bichodeconta disse...

    Chego atrasada, mas chego e fico feliz por ter chegado a mais um ano, bom? Mau? Assim assim? Agora pouco importa, importa que cheguei, e não estou morta, também rima com torta, ou com porta mas fica assim.Se até a D.Lili Caneças sabe que estar vivo é exactamente o contrário de estar morto! Quantas enciclopédias, calhamaços e alfarrábios a senhora terá consultado para chegar a comentários tão sábios? A todos feliz desejo que o ano sorria como sorri o dia em sol, por aqui.. Abreijos, Bichodeconta

     
  • Às 1 de janeiro de 2010 às 18:01 , Blogger Graça Lopes disse...

    Passei para desejar FELIZ 2010.
    Fiquei sem palavras...

     
  • Às 2 de janeiro de 2010 às 00:41 , Blogger Brancamar disse...

    Querido amigo,

    Embora já passe da meia-noite e já não seja o primeiro dia do ano, ainda venho a tempo de desejar que seja um ano de vitória sobre a doença e que seja óptimo sobre todos os aspectos. Cá estaremos todos para festejar em mais um encontro daqueles que reforçam os laços que por aqui vamos criando.
    Peço desculpa pela minha ausência dos últimos dias aqui no blog, mas sabes bem que isso não significa que estou esquecida, apenas dificuldades de um período curto. Hoje estou a visitar os nossos amigos e a pôr a escrita em dia, porque o coração esse está sempre convosco.

    Um grande beijinho, com muita amizade.
    Branca

     
  • Às 2 de janeiro de 2010 às 13:23 , Blogger Laura disse...

    Olha´nossa querida e amorosa Branca, Branquinha! Té que enfim, a gente sabe que não há tempo, mas, queremos o tempo ora pois. Beijinhos a ti, muitos e quem sabe em breve, tornamos a juntar a nossa cavalaria!..

    Moa, ao Résteas , ao ataque, em força, esgrimir a espada da palavra! ah, que linda cinderela e não menos belo o principe!...
    Beijinho da Musa entradota.

     
  • Às 2 de janeiro de 2010 às 18:22 , Blogger Andre Moa disse...

    Fui ao Résteas, como sugeriste, e lá deixei este meu rasto:

    Não sei bem com quem bailei!
    Sei que às tantas escutei:
    princepezinho! - disse ela -
    Não sabes com quem bailaste?
    Foi a mim que enlaçaste!
    Sim, eu sou a Cinderela!

    De ti só ficou sapato...!
    Retorqui eu, que sou chato,
    a precisar de um açoite.
    Foi ao fugir - disse-me ela.
    Lá se foi a Cinderela
    ao soar da meia-noite!

    Parabéns pelo belo Post, vermelhinha Cinderela

    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 2 de janeiro de 2010 às 20:16 , Blogger paula disse...

    Olá André
    apesar de não ter a vossa arte de rimar não poderia deixar de passar por aqui para lhe desejar um ano cheio de luz, paz e amor...
    Cura Vida e alegria para si...
    beijinhos de luz
    Paula PAdinha

     
  • Às 2 de janeiro de 2010 às 21:05 , Blogger Bichodeconta disse...

    Paula, eu que te conheço, que te vi menina.Que conheço o drama vivido nestes anos com a Maria que é uma menina linda, cheia de amor pra dar e que canta como gente grande, tenho quase a certeza de que, se te esforçares um pouco, até sabes versejar.As gentes da borda d`água e seus familiares são de uma tempera genuina.Nessa força encontrarás certamente o alento para a Maria que não vejo há algum tempo, a para ti e os teus.Conta com este abraço, aí á beira do Tejo.BICHODECONTA

     
  • Às 2 de janeiro de 2010 às 21:12 , Blogger Bichodeconta disse...

    Já encontraram o sapatinho da cinderela? Dão-se alvissaras a quem o encontrar e devolver, a nossa cinderela precisa dele para na calada da noite dançar dançar dançar. Abreijos, Ell

     
  • Às 3 de janeiro de 2010 às 00:04 , Blogger Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

    Caro Amigo

    De tanto ouvir falar de ti, não resisti e vim até aqui no segundo dia de um 2010 que não me sorri. Talvez porque eu seja pessimista? Talvez porque eu seja complicado? Talvez porque eu seja exigente? Talvez porque eu seja perfeccionista? Talvez porque eu seja exagerado? Talvez porque eu seja malandro...

    Creio que, com os meus 68 anos muitíssimo vividos, já tenho a obrigação de encarar as coisas com o sentido crítico necessário. Vindo de Direito e sendo jornalista (nunca se deixa de ser), já não devia ser ingénuo. Mas, dizem que sou, ainda...

    Pronto, não se fala mais nisso. Fico à tua espera lá no meu covil: http://aminhatravessadoferreira.blogspot.com.

    A Maria dos Alcatruzes, mailo João e Corvo, o Kim, o Osvaldo e a Ana, a Verdinha, essa maltosa toda é que meteram neste saralho. Do carilho...

    Abs

     
  • Às 3 de janeiro de 2010 às 00:56 , Blogger Laura disse...

    A Cinderela não quer o sapatinho
    a não ser pela mão do Moa
    ele há-de calçar-mo com jeitinho
    e não me atira com o dito, assim à toa!

    Prefiro esperar mais um pouco que seja
    para voltar a dançar pelas ruas da cidade
    ter os amigos a cantar e com suas vozes
    atroar os ares de musicalidade!

    Assim vou esperar que alguém
    se lembre de planear
    um dia, lá mais pra frente
    pois a Cinderela, não se pode molhar.

    Ela vai meia calçada
    leva um pé descaço plas ruas
    esperando que o Moa
    lhe'mpreste umas meias suas.

    Até lhe calçar o sapatinho
    que ele guardou com carinho
    junto ao seu paletó
    que era do seu avôzinho!)pa rimar)

    Agora deixo-vos que se faz tarde
    e amanhã é outro dia
    vou dormir feliz e sonhar
    que ainda ando plas ruas
    a dançar!...
    beijinhos da laura a todos, ora pois!

     
  • Às 3 de janeiro de 2010 às 14:32 , Blogger Laura disse...

    Vim ouvir o Jackes Brel, mas não tenho quem me cante, me encante, se tivesses por perto, ora pois, além da cantoria davamos uns passitos para lembrar aquele dia...
    beijinhos, já nem sei em que dia da semana estamos, ele é natais, Fim de Ano, feriados, sábados,sei lá, mas, um dia feliz, que seja todos os dias..abraço da laura..

     
  • Às 3 de janeiro de 2010 às 23:36 , Blogger Laura disse...

    Ai, stor, escrevi o nome do JACQUES BREL de forma tão feia, mas, tou desculpadinha? é que, é que, esqueci os óculos na carteira que ficou no carro, o carro na garagem, a garagem fechada e, a chave perdeu-se e, desculpe lá stor mas que vergonha a minha..ai laura que trapalhona tu me saíste..Um beijinho e té amanhã..laura

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 13:17 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 17:52 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    E acrescentarei : quando falam do cantor belga, por favor não digam JAQUÊS BREL mas JACQ BREL.
    O S e o E são mudos.
    Outro grande nome da canção francesa que os portugueses "maltratam" dizendo o seu nome :
    CHARLE(S) AZNAVOUR : aí o S e o E também são mudos e diz-se CHARL-AZNAVOUR mas NUNCA CHARLEZ-ZAZNAVOUR.
    O meu filho quando era pequeno ao ouvir os portugueses pensava que o cantor se chamava Zaznavour !
    Hoje, sou refilona...

    Beijinhos

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 18:15 , Blogger Bichodeconta disse...

    Vous avez beaucoup de raizon mon anie.Il faut aprie a ecrie em Francaise..
    Tudo mal escrito stora, escuse moi.Ademain.Ell

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 18:19 , Blogger Bichodeconta disse...

    ehehehehehheheheh
    Que tonta, pardon amiga Verdinha..
    Hoje levei o grupo ao médico de família comigo.Quando saí as pessoas comentavam, tanto tempo numa consulta?Elas não sabem que o meu médico de família é também um grande amigo e que a consulta se espaia sempre a outros assuntos. Falei do quanto a vossa amizade é importante para mim.Falei do nosso almoço, ele Drº Romeu Teixeira gosta muito de uma boa farra também , e tem um sentido de humanidade incrivel.Beijinho, Ell

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 20:13 , Blogger Laura disse...

    ehhh o filho da Verdinha entendia aquilo na maior ehhhhhhhh, mas que riso, ó menina nunca se ralha com quem não ouve, pois surdo não sabe de sons..nadinha...mas se me levares a ouvir o moço mai'lo Adamo a cantar em Português, isso é que era bom,escusas de ralhar ehhhhhhh. Beijinhos. laura

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 20:20 , Blogger Laura disse...

    Ah, eu hoje ando fora de série, parece-me, senão...entendi que a nina Ell levou o grupo lá de casa ou do trabalho, as amigas do lar de terceira idade, ou os meninos da escola, imaginam né? ao médico, por isso o ror de tempo que ela lá ficou, imaginem quando chego ao fim e, reparo; a nina levou-nos ao médico, ai credo, mas nós nem estamos doentinhos menina Ell, mas, obrigadinha pela delicadeza, depois olhei pra mim e disse; pariga, vá lá, volta a ler de novo, ahhhhhhhhhhhhhhhhhh, a menina Ell levou o grupo do GT ao médico para consultar a genteeeeeeeee, interiormente, ou seja, para nos apresentarrrrrr, ao Dr Romeu teixeira, vá lá, se um dia o encontrar,o homem é Romeu, Ro(meuzinho) abraço-o e depois não te queixes, se a mulher me quiser dar co sapato, mando-a para ti ehhhhhh..
    pois, assim é que é, daqui nada temos a fonte com mais um querido Romeu! bora pra lá prá água da Moa...jinhos da laura

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 21:43 , Blogger Andre Moa disse...

    Caros amigos e amigas,
    gostei das vossas cantigas,
    mesmo que em prosa corrida.
    Se acaso não vos visito,
    é porque ando esquisito,
    ocupado com a Vida.

    Há que fazer pela vida,
    se a quero ter comprida
    cento e cinquenta anos!
    mas tenho de me tratar,
    sem tempo p'ra me coçar
    p'ra não sofrer desenganos.

    Como agora, estão a ver?
    A coisa estava a aquecer
    Agora é que isto ia dar!
    Mas o tempo não perdoa.
    Vamos lá, menino Moa,
    já são horas de deitar.

    Inda há pouco a inspiração
    surgia de sopetão,
    mas numa hora entradinha.
    Agora, às dez em ponto,
    sem folgas e sem desconto,
    tenho de estar na caminha.

    E como só tenho vinte minutos para me preparar, por aqui e por hoje vou ficar.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 4 de janeiro de 2010 às 23:55 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Menina laurinha,

    Não estava a ralhar com ninguém, só estava a ensinar - mania minha.... São palavras que oiço há muitos anos e que agora, ensino aos meus alunos para não dizer como por exemplo : Madame Verdinha. Diz-se
    Verdinha ou
    Madame (sozinho), ou
    Madame + sobrenome

    É feio dizer Madame Verdinha porque lembra uma famosa Madame Claude que era Dona de cabarés...

    Os meus alunos já aprenderam e chamam-me correctamente agora senão faço um franzir das sobrancelhas....

    Quanto à menina Bicho-de-conta, tinha alguns erros, sim, podes vir às aulas... (é amanhã ás 11h...) :-D LOL LOL LOL

    Beijinhos

    Verdinha

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 10:06 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 10:11 , Blogger Bichodeconta disse...

    Como eu gosto de voces!Fazem ideia do quanto?Não, não fazem, até porque não há uma unidade de medida para os afectos.Lurinha fica tranquila o Drº Ro(teuzinho) não é casado, é um gato, estava formado não havia muito tempo quando veio para Alhandra, é meu médico de família faz 28 anos em Maio, conhece-me por dentro e por fora e falo com ele tudo o que não falarei com mais ninguém.Costumo dizer que há pessoas que se cofessam ao padre e eu confesso-me ao meu médico.É um benfiquista ferrenho.Não é um homem alto, mas é um gato Laura.Tem cabelos grisalhos, e um coração onde cabe o Mundo.Acho que ele precisava de uma cinderela sim.Sabes o que mais me agrada nele? Não faz, por vontade própria medicina privada.Não deixa um doente seu sem consulta,todos os dias durante a tarde ali está pronto para nos consultar.Da parte da manhã faz o CATUS Onde as pessoas vão se não tem médico de família ou em situações de emergencia.Faz 24 horas de banco hospitalar, e desdobra-se para socorrer os seus doentes.Num País onde tantas pessoas não tem médico, ou se o tem queixam-se de ter de esperar horas, fica aqui o meu testemunho de alguém que tem um médico de família sempre na linha da frente pelos doentes.Exames de diagnóstico, urgencias, consulta não marcada?Para o Drº Romeu há doentes que precisam dele, ele está ali ao serviço dessas pessoas.Obrigada Drº Romeu Teixeira. Abreijos, ELL

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 10:15 , Blogger Bichodeconta disse...

    Amigo Moa tem de estar na caminha ás dez, claro, eu própria vou prá cama mais cedo.O Amigo precisa de descansar .Pois, e a essa hora verseja assim! Parabéns, e que a saúde vá melhorando, e que possamos um dia dizer.Foi-se.Esse bicho não sabia com quem se estava a meter. Danado, destruidor.Abreijos Ell

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 10:35 , Blogger Laura disse...

    Menina bicho de conta, ai, ai, ainda bem que falas-te na idade, senão ainda ia presa por total insanidade...vá que o moço é novinho, e eu não tenho saber para lhe ensinar, o que ainda nem sequer aprendi, a Arte de Amar!nessa cartilha confesso, sou um zero à esquerda, e um zero à esquerda, mereço.

    Não sei nada sobre sexo
    refiro-me ao que é travesso
    e não é com esta idade
    que me atiro ou arremesso.

    Sei da vida, o preciso
    sei mais, menos, do que mais
    mas ensinar um menino
    não é das artes que gosto mais!

    Assim;
    Mas que pena que o Romeuzinho
    ainda é um rapazinho
    tenho um filho mais velho
    e a ele, sempre posso dar miminho!(ao romeu)

    Que grande encrenca a minha
    quando um dia mais tarde
    encontrar o amor da vida minha
    acho que ainda vou ficar coradinha!

    Se tiver de me despir
    e o corpo de mostrar
    ai jesus que aflição
    naquele dia não me vai dar.

    E isto tudo
    se depois
    o coração
    aguentar!...

    Beijinhos, beijinhos..

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 10:37 , Blogger Laura disse...

    Nina verdinha,

    mas que ensinamentos
    só que eu volto à mesma
    ao mundo dos meus lamentos
    não sei o som que produz
    com o s ou sem o z
    mas quando estiveres por perto
    pergunto a vocemecê!

    Beijinho laurinha, salva-nos a verdadeira amizade e carinho que existe entre nóizinhas...laura

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 15:44 , Blogger Laura disse...

    Então? não há luta
    ninguém toca rabecão
    e não desdiz a pariga
    cuja cabeça
    não bola lá muito bem, não?

    euzinha ora pois!
    faz favor de não confundir
    euzinha a laurinha
    para vos servir.

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 17:17 , Blogger Andre Moa disse...

    ATENÇÃO - PARA QUEM ESTIVER INTERESSADO, INFORMO DE QUE NO PRÓXIMO DIA 9, SÁBADO, PELAS 21,30 HORAS, O TEATRAÇO - GRUPO DE TEATRO DE TABUAÇO -VAI REPRESENTAR NA CASA DO ARTISTA, EM LISBOA, A PEÇA "PRECISA-SE DE UM CASDÁVER".
    ABREIJOS
    ANDRÉ MOA

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 18:27 , Blogger Bichodeconta disse...

    Bem amigo Moa se for só de faz de conta eu ATÉ POSSO FAZER DE CADÁVER.Meu amigo ouvi dizer que anda um pouco cansado etc e tal, porventura não precisa de uma assistente?Quem cuide da parte doente? É que o bichodeconta gosta de cuidar de doente e até é um pouco como o reumático, gosta de pessoa idosa.Na casa do artista,já trabalhei lá depois de ter acabado uma formação em geriatria, foi aí que conheci pessoalmente o grande Raul Solnado.E claro, então o espectáculo vai ser no Teatro Armando Cortez um dos coofundadores..Abreijos e vou tentar estar lá, daqui a Carnide é um saltinho..Vamos tomar os remédios, Por acaso amigo Moa dizem que um tal xarope de Aloe Vera é milagroso, porque não tentar?O que não mata engorda como se diz na minha terra.Aqui diz-se o que não mata fortaleçe! Seja.Isto de ditos cada um tem os seus.Por vezes lembro-me do meu advogado, na altura do meu divórcio e já não sei a que propósito, diz:Carqueja no ´cu dos outros é pó de talco no meu.. Foi rir a bom rir ainda mais no contexto em que ele o disse. Ai pode-se dizer cu? Se não pode eu depois tiro e ponho , ponho o que? Nós não temos rabo ou cauda, logo fica assim se o meretÍssimo não se opuser, Abreijos, Ell

     
  • Às 5 de janeiro de 2010 às 22:19 , Blogger Andre Moa disse...

    Bichodeconta, que riso!
    Ninguém escreve como tu.
    O termo certo e preciso
    não é rabo ou cauda. É cu.

    Eu tenho cu, tenho medo,
    mas tento sempre vencê-lo.
    Deixa dizer-te em segredo:
    há cus que são um desvelo.

    E agora, xixi e cama, que está na hora e basta de tanta asneira. Tomem isto como mera brincadeira de quem já nem forças tem para arrastar uma cadeira.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 6 de janeiro de 2010 às 12:28 , Blogger Bichodeconta disse...

    Moa que bom encontrar-te aqui.Bem, vamos lá a tomar aqueles sucos que fazem bem e de que o bichomau não gosta seguramente.
    Beijinho, Ell

     
  • Às 6 de janeiro de 2010 às 17:19 , Blogger Laura disse...

    Não acredito que esbanjaste as forças
    naquele dia seis de Dezembro
    deste à sola e ao pé
    se é verdade que me lembro!

    Arrastar uma cadeira
    acredito que o faças
    basta dar um empurrão
    e a cadeira, ei-la no chão!

    Agora cuida de ti
    seguir a receita a preceito
    não fazer batota nas horas
    do recolher ao leito!

    E se é que te anima
    vamos antes combinar
    um almoço destalar
    lá plas serras acima!

    Quem anda cem anda mil
    e para o que nos há-de dar
    quem sabe a Tabuaço voltar
    lá para meios de Abril!

    Seria uma risota
    todos unidos e felizes
    voltariamos a ouvir
    o nosso riso a tinir!

    Vamos lá combinar
    um arraial de gente
    gente da nossa gente
    pra todos ficarem contentes!

    E o Mestre Moa vai reverdecer
    vai fazer o tratamento como deve ser
    e vai querer lá estar
    para a todos, abraçar!

    Cuida ti meu amigo
    que eu não tenho outro igual
    amigos eu tenho muitos
    mas como tu? nem sinal!

    Que não seja um desprimor
    para os amigos que me lerem
    pois o Moa é algo meu
    só pra vocês entenderem!

    Que a nossa amizade nasceu
    muito antes de Tabuaço
    a falar numa janelinha
    trocavamos o nosso abraço!

    Pela mão do Osvaldo
    lá fomos apresentados
    e já os tempos são passados
    e a amizade cresce a passos largos!

    Moa, Moa, Moa
    hoje é a ti que canto
    no meu canto de esperança
    esperando que continues a ter
    aqueles dias de bonança!...

    E já pouco falta para nos tornarmos a abraçar, para nos desejarmos o melhor, e a vida a sorrir para ti e para mim, possa continuar!...
    Beijinho sem fim da laura, a Musa de Tabuaço...

     
  • Às 6 de janeiro de 2010 às 21:45 , Blogger Bichodeconta disse...

    Ó Laurinha a menina não leu bem.Se o Drº Romeu se formou em medicina, estagiou, e veio depois para Alhandra, sendo que já É meu mÉdico há cerca de 28 anos faz as contas.O Drº Romeu é da minha idade miuda, é gatésimo.É um ser humano maravilhoso.. Beijinhos, ell

     
  • Às 6 de janeiro de 2010 às 22:39 , Blogger Andre Moa disse...

    Amigo doutor Romeu,
    se o doutor é um gatão,
    então o que serei eu
    que já sou um setentão!?

    Como é dia de Reis,
    vou postar um novo texto.
    Não valerá nem dez reis,
    mas servirá de pretexto

    para mantermos o passo
    mudando alguma coisinha.
    Amigos, sinto-me laço.
    Boa noite, vou p'rá caminha.

    Abreijos.
    André Moa

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...