SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

sábado, 19 de dezembro de 2009

BOAS FESTAS







NATAL PARA TODOS OS GOSTOS E DESGOSTOS

NATAL?

mais um natal. que enorme frenesim!
que louca correria consumista!
que quer dizer natal? é isto, assim?
e quem não sente assim? é comunista?

um anjo de natal, ou um anjinho?
um jesus de peluche, ou um messias?
um pai natal a encher o sapatinho,
ou um cristo a lutar por melhores dias?

de nada valerá tocar os sinos!
de pouco servirão as vossas preces!
não nos iludam com melosos hinos!
lutamos por direitos, não benesses!

André Moa


CREIO NO NATAL QUE NUNCA HOUVE


desde que disseram que nasceu neste dia
o homem embebeda-se e chama-lhe alegria

depois de dizerem que o crucificaram
vem sendo esperado ao terceiro dia

trinchadores de peru e outros que tais
afirmam que já veio: comem cada vez mais

nanja os meninos que não têm seio
nem os poetas que choram por isso

André Moa


TARDES DE NATAL


pelos brinquedos que exibem
as crianças mostram bem
a classe em que’stão
o zezinho acciona um comboio
o zé um pião

a criança não nasce burguesa
faz-se
à medida
a cada natal que passa
entre sorrisos
de traição
e tradição
e os presentes que os pais
lhe dão

André Moa

94 Comentários:

  • Às 19 de dezembro de 2009 às 16:51 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Querido amigo Moa,

    Sabes que não temos as mesmas crenças e que não concordo com tudo o que escreves mas está tão bem escrito que só posso te tirar o meu chapéu !

    Estás convidado a ficar o tempo que quiseres na minha ilha paradisíaca com a tua querida família !

    Muitos beijinhos

    Verdinha

    P.S. O teu blog levou um belo arranjo que só pode ser obra de uma artista...

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 17:01 , Blogger Bichodeconta disse...

    Eu quero um combóio e uma pistola
    Uma roupa quentinha e uma grande bola
    Um computador e uma canoa
    Não será demais só para uma pessoa?

    É certamente e isso temos de ser nós a fazer acreditar que o mais importante é a solidariedade, calor humano, um brinquedo sim mas que não precisa de custar o salário com que alguns alimentam a família.As crianças são as vitimas do consumismo, querem, claro que querem, mas não morrem se não tiverem tudo o que pediram.Quem pode dá aos filhos um presente sempre que isso se torna possível.Um livro , um boneco, um carrinho, não importa. Importante é que consigamos dar-lhes em cada dia o presente de amor, de bem querer, o conforto do lar.O abraço em que se cresce.Eu tive por presente de Natal Batata doce assada e divinamente embrulhada para que estivesse limpa.Era o pai que as deixava a assar debaixo do borralho do lume e cedo fazia os embrulhos onde juntava castanhas, bolotas e alguns rebuçados.Da mãe vinha um lencinho com um boneco e era uma preciosidade., da avó materna recebi a minha primeira cesta de costura, eu era muito pequena, mas gostava e gosto de trapos.Fiquei radiante, ali tinha a minha tesoura, o meu dedal, as minhas linhas e um pano com o desenho já feito em cruz, seria só seguir o risco.O dedal estava dentro de uma caixa com forma de ovo, isso aumentou-lhe o valor e de tal forma que o guardei até há pouco, penso que se perdeu numa mudança de casa.Querida avó que já partiste há tanto tempo. Recordo o teu rosto sereno ,cabelos de prata, de preto vestida, a parteira de todos os meninos que nasceram durante anos.A comadre Joaquina.Avó querida manda-me o conforto do teu abraço que recebia em criança e do qual tenho saudades. Avó agora o Mundo já não é tão bonito, Tem mais casas confortáveis, tem coisas que ambas então não conheciamos mas perdeu o encanto do teu olhar.O pai também já partiu, o João partiu num dia de Natal há vinte anos, estão junto a ti certamente.Para que te estou eu a contar estas coisas avó? Tu sabe-las, sabes que todos foram ao teu encontro numa viagem sem retorno, e o meu Mundo perdeu encantos que não voltará a ter. A mãe, tua filha e minha mãe não tem o teu coração. Sabes que não lembro os beijos dela em criança, nunca.Lembro o beijo que era dado quando eu menina feito mulher ia pra lonje com as irmãs mondar o arroz ou trabalhar na vinha.Apenas esse beijo lembro, era um beijo igual aos que recebia de uma vizinha ou da madrinha Benvinda. Beijo e abraço de mãe é outra coisa e não lembro porque não tive.Imagina avó que eu achava que essa falta nunca se faria sentir! e Hoje, mulher e mãe sei que nunca se recupera o amor perdido.A mãe ainda que quizesse jamais me conseguiria dar todos os beijos não dados.Os abraços negados. Mas ela está aí, viva e bem de saúde, mas continua sem beijos .Azedou porventura com as agruras da vida, nas eu não tenho culpa de que a vida não lhe tenha sorriso como ela queria.Nesta noite como em todas as noites vou esperar , e numa estrela brilhante vou-te encontrar, por perto estará o mau pai, o mau irmão, a tia gertrudes e o tio kim, a tia Rosinha e todos os que tinham o coração doce como tu querida avó.Do brilho dessa estrela manda um abraço que me reconforte neste Natal silitário.Perdão Moa amigo, acho que me perdi e entrei no consultório do psi .Bem pelo menos a consulta foi grátis. As tuas palavras são as palavras que sinto .Abreijos, Ell
    Abreijos

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 17:05 , Blogger Bichodeconta disse...

    Venho ainda agradecer esta balada de Zeca Afonso, Porque será que entoa em mim a voz do Moa.
    ó águas da fonte secai ó ribeira chorai
    Que eu não volto a cantar.
    Voltarás a cantar sim. Abreijos

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 19:20 , Anonymous Dad disse...

    Querido Amigo,

    Como soam a sinos de revolta urgente as tuas palavras! que isto de ser Natal tem muito que se lhe diga - num país de miséria com gente desempregada todos os dias, mais e mais, não cheira a liberdade não soam os Natais! Que a vinda do Jesus anunciou amor e liberdade, mas infelizmente só vemos, maldade, desigualdade e todos os ades que são tantos que não nos podem fazer felizes... No entanto há que esconjurar a tristeza e esperar que melhores dias venham e que felicidade não foi embora...
    Acabei de chegar de um Concerto num lar de 3ª idade, de cantámos e senti-me confortada com o calor que passámos aos velhinhos...
    Beijinho grande,

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 20:13 , Blogger Laura disse...

    Voltar a ouvir esta balada, leva-me a ti meu amor de amigo, leva-me aquele almoço de Domingo,dia 6 quando me olhaste e disseste; é para ti! soube tão bem ler em ti, soube tão bem acompanhar-te por dentro, na balada linda do Zeca, ah, que bem me senti!
    Reparei que realmente andas a alindar a casa, ele é quadros, a sala confortavel com musica para ouvir, ah, quem quer que seja, que lindas mãos, fazem Arte no pc... Abençoadas, desconfio que não és tu, mas, lá chegarás um dia, devagarinho aprende-se tudo.

    Natal
    são festas anunciadas
    desde há milénios
    trazendo a Boa Nova de um Menino jesus
    que à terra desceria (em espirito)
    nascendo do ventre de Maria
    que foi uma Mãe como outra qualquer
    sem luxos ou mordomias!

    Eu acredito n'Ele
    jamais O negarei no meu coração
    pois é n'Ele que banho o meu espírito
    quando sofrida deito contas à vida
    e é Ele que me acalma, me dá paz
    aquela paz que me deixa sentir livre
    e me diz que tudo irá passar
    que a vida irá de novo, sorrir!

    É por Ele e através d'Ele
    que nasce o meu amor
    aquele amor que vive em mim
    e não tem fim
    qual semente deitada à terra
    que jamais deixará de brotar
    e florir
    o amor que a vida em mim encerra !

    Amo Jesus, menino
    Jesus Homem
    amo a Jesus e não penses que vivo
    de candeias ás avessas com a Luz
    ou que a guardo debaixo do alqueire
    eu tenho-a em mim e sinto-a brilhar
    e consigo guardá-la
    dentro do meu olhar!

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 20:18 , Blogger Laura disse...

    As crianças nascem iguais
    os pais é que são diferentes
    e os meninos crescem
    por vezes nem tão inocentes!

    Se as ensinarem de pequeninas
    o que é o amor, em crescidinhas
    já saberiam ajudar e entender
    cada um no seu sofrer!

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 20:35 , Blogger Laura disse...

    Já há muito que reparei
    que o Povo é folgazão
    e nos dias tão festivos
    bebe, até perder a razão!

    E nesses dias seria
    da mais pura cortesia
    passar o dia em familia
    e receber outras também.

    Ou sair plas ruas
    ao encontro dos mais sós
    levar-lhes carinho e amor
    um cadinho de farnel.

    Algo que dê um aconchego
    um agasalho, uma manta
    um pedacinho de amor
    que quem agradece é o Salvador!

    Só que fomos habituados
    que nesse dia não se sai prá rua
    se não levarmos os tristes e os sós
    para dentro da nossa casa

    que remédio temos nós
    se não ir ao seu encontro
    e sentirmos cá por dentro
    a alegria do reencontro!

    reencontro com Jesus
    que Ele avisou que em cada
    sofredor que se encontrasse
    o tratassemos como se dele se tratasse.

    Ai Moa que já levaste um banho de Jesus e como Ele é meu Amigo, faz favor de o receber bem ai em casa! é a Ele que peço por ti, mas sabes, cada um tem a vida que tem e, o que é é o que tem de ser, tão simples assim!...e tão dificil de entender..
    beijinhos miminhos mil
    Já pedi à estrelinha que arranjasse para nós as imagens para teres nos seguidores, ehhh detesto essa palavra que se usa, seguidores, parece que seguimos uma seita qualquer e não um bloguista ehhh, que eu sigo-te e não chegando isso, ainda te persigo por aí fora, ehhhh..
    laura

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 23:01 , Blogger Kim disse...

    Meu querido Moa!
    Feliz Natal, para os ateus e para os crentes.
    E eu acredito que tu existes!
    Um grande abraço

     
  • Às 19 de dezembro de 2009 às 23:16 , Blogger Laura disse...

    Ahhh meu querido Kim, este foi o melhor comentário que li hoje sobre o Natal... a melhor foi que; eu acredito que tu existes, logo!...
    Kim, disseste mais nessa simples quadra do que todos juntos em milhares de letras...Boa...

    Moa, amei quando lá no lugar do pic-nic, disseste quando subimos os dois ao pulpito se é assim que se diz, laura, a minha mulher há dias por qualquer coisa que não correu bem, disse alto; Ai meu Deus e eu cheguei ao pé dela e disse-lhe; o que é que queres!... Ai Moa, és querido, maroto e mesmo assim, todos gostamos muito, muito, de ti!...
    Beijinho repenicadinho nesse rosto muito amado, da laura...

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 00:08 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Verdinha,
    claro que eu sei que tu sabes que eu sei que tu és crente e eu não. Mas também ambos sabemos que somos espíritos abertos e tolerantes e que, acima das crenças e das ideologias de cada um, está a amizade e a compreensão, a aceitação do outro. Todos iguais, todos diferentes.
    Claro que os belos arranjos se devem a uma grande artista. A quem não me canso de agradecer. Sem ela, nem blogue do Moa existiria.

    Cara Ell,
    mais um belo conto de natal familiar e tradicional. Que lindo! Que terno! Mil venturas para quem, como tu, merece mil e uma.

    Querida Laura, sem ti este blogue ficaria reduzido a um terço. Que garra, mulher, e que dobadoira de palavras! Brigado, como diria a nossa estrelina do sul.

    Querida Dad, só tu, para me proporcionares elogios imerecidos. Bem-hajas, amiga parceira!
    Claro que esconjuro as tristezas e procuro a felicidade. Aliás estes três poemas de Natal já têm uns anitos. Um deles tem pelo menos quarenta anos, vê lá tu. Foi a forma de esconjurar a tristeza, de me obrigar a permanecer alerta e em luta, isto é, vivinho da costa, em mais um natal balofo e sem nexo.

    Nós existimos, amigos Kim, permanentemente em busca do verdadeiro espírito natalício. Mas não está a ser fácil. Só que nós sabemos que nada do que é precioso é fácil de alcançar, por isso, toca a lutar. O filho do carpintgeiro fez o mesmo até o crucificarem. Por isso ainda hoje é lembrado. Mal lembrado por uns, bem vivido por outros, como nós.
    Feliz natal, ó descrentes do meu país e arredores! Acordai para o espírito de natal, ó crentes dos arredores e do meu país.

    Cara Laura, sabes, é que eu sei que sou o verdadeiro e único deus. E sei que só quando cada homem e cada mulher se convencerem e actuarem como verdadeiros e únicos deuses, deixando assim de adorar falsos deuses, é que o mundo se transformará no paraíso terreal pelo qual todos nós, crentes e não crentes, suspiramos.
    Boas Festas para todos.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 09:22 , Blogger Laura disse...

    Somos Deuses secundados pelo verdadeiro Deus, ó Moa querido. Não é por eu ser como tu me sentes, de Deuses Anjos coisas afins, que faz de mim uma menor pessoa! refiro-me à minha forma de ser e estar na vida! e com uma deficiência como a minha, céus, até dela me esqueço, mas sei que a tenho! infelizmente. não me sinto diminuida nem revoltada! Aceito, simplesmente sinto que é assim que tem de ser! e acredita que se todos pensassem apenas um cadinho, como a tua laura, ah, o Mundo seria Melhor, muito melhor, pois o AMOR viveria em cada pessoa, nada mais que isso, ora pois, amo-te rapaz do meu coração, ahhh, como chamo rapaz do meu coração a todos os amigos, daqui nada chamam-me embusteira, mas, não sou, sou euzinha simplesmente, pequeninha a bolinha de natal que se pode pendurar no pinheirito, sem que caia abaixo dela de tão gordinha!...
    Beijinhos a todos da laura.

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 12:04 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 12:11 , Blogger Bichodeconta disse...

    Deus está em toda a parte e em cada um de nós.Assim diz a bíblia.Cada um ao praticar o bem será um Deus,Moa eu acrdito na tua existencia e nas pessoas de boa vontade.Não importa a religião que professem, a cor que tenham, a classe social a que pertençam.É nas pessoas que quero acreditar, naquilo a que sempre chamamos os homens de boa vontade.Desculpem mas o meu Deus existe, é palpável, com ele posso falar de igual pra igual.Em oração feita de palavras de revolta, porque não? Num pedido pela saúde de alguém,uma conversa com ira pela fome e maus tratos infrigídos ás pessoas, com amor quando algo acontece em prol dos mais desfavorecidos. A este meu Deus, que tem muitos emissários na terra, Imploro, paz ao mundo, sejamos portadores de boas novas e de conforto aos que vivem em solidão, sem comida, agasalho, e aceitam essa solidão como se natural fosse. Deus está nessas pessoas certamente.Deus não pode estar nos que não amam o próximo, nos que correm desenfreadamente para que nada lhes falte na mesa farta de Natal e no coração vazio de amor por aqueles a quem olham de soslaio alguém que pouco lavado , com trapos andrajosos , cabelos em desalinho e o coração em chagas se lhe cruza no caminho.Em cada um desses mendigos e sem abrigo está Deus.
    Abreijos.

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 13:00 , Blogger Laura disse...

    Está sim querida nina Ell, está em todos, e em todos o que o queiram ter em si!... Mas, cada prova que temos, pensamos ser o castigo dado por Ele, mas não é, há que reportar aos anos de há milénios, há que voltar ao passado, e, cada um só chegará lá, quando se decidir, estudar a fundo os porquês dos caminhos da vida. Ah, tantas dores eu tive e tenho ainda, e não me revolto, porque sei que todas elas, hoje, têm razão de ser nas coisas mal feitas de outras Eras!...
    Assim, os mendigos de agora, foram os que deixaram outros a mendigar, digamos, os pobres e com vidas difíceis, também algo fizeram, e tu, eu e todos, todos asneiramos em demasia e o tempo tudo volta a colocar no seu devido lugar,se fosse a dizer parte do que penso, lá estaria o Moa com um jornal de Notícias de Domingio, grátis, ehhhh...
    Continuação de sia solaheiro, dentro e fora da alma...laura

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 13:07 , Blogger Laura disse...

    Ah, e para que conste, não sou praticante de nada, de religião nenhuma, fui criada como católica romana, mas, não ouvir afastou-me dos cultos religiosos, mas, não tenho pejo em ir a qualquer Igreja o que for, simplesmente sou como sou, respeito a todos e a única doutrina que faço por aprender cada dia mais, é a do Amor e bem fazer e o resto é treta! Não há ninguém que me faça mudar de ideias, sou como sou e respeito as vossas, tão simples assim!...concordo convosco, não discuto! Na amizade nada há a discutir, há falar, mostrar o que se pensa e acredita; tudo bem, não censuro ninguém, acreditem, nem para dentro! Aceito cada um como quer ser. Que bom que sou assim!
    Envolvo a todos no meu demorado abraço, a vossa laurinha que quer morar sempre em cada um de vós, em Paz e Amor!

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 13:09 , Blogger Laura disse...

    Não é um Jornal mas já parece um folhetim, só falta acrescentar um romance e já tens leitura Dominical, ó Moa! Lá voltamos nós ao seminário! Diabos os levem a quase todos não era o que pensavas do que te ensinavam e castigavam e bem? Mas, acredito que já perdoaste tudinho, tem de ser..jinho meu, laura

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 14:13 , Blogger Laura disse...

    No meu blogue tem post sobre o perdão e mais um cadinho de lenga lenga, a lenga lenga do costume...
    Almocei bem, churrasquinho e me perdoem os bem comportados à mesa, mas, churrasco por mim, come-se à mão,tal e qual aprendi com quem o comia muitas vezes em Luanda!...soube-me bem e como não há namorico nem passeio (passeio nem faz falta, preferia um cadinho de conversa com gente à minha altura, mas isso é outra história, e, assim, vou para o ninho ver tv enquanto bebo a minha deliciosa cevada com soja...e com o shakita ao lado, enroladinho encostado á laurinha para dar calor...beijinhos.

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 16:00 , Blogger Maria disse...

    Querido André

    Desculpa a pobreza deste mau soneto, feito em cima do joelho, agora e em directo.

    Um dia, só um dia de fartura
    para quem tem fome todo o ano.
    O calor de uma sopa, um nada de ternura,
    E não sentem como isto é desumano.

    Meninos e meninas da Alta Roda
    Servem sem abrigo, sem ninguém,
    E lá porque serviram lauta boda
    Sentem que com eles ficam bem.

    No dia seguinte volta o frio, a fome
    A falta de carinho aos sem abrigo,
    Mas haverá mais, ano que vem.

    E os meninos e meninas de bom nome
    Voltam a pensar no seu umbigo
    E sentem que fizeram algo, por alguém.

    Beijinho

    Maria

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 17:24 , Blogger Andre Moa disse...

    Ai queridas,
    li-vos com gosto e, vejam só, apreciando-vos a todas e concordando com todas. Quanto à Ell, apenas diria que deus não está em. Deus é esse em, ou não é nada. Os outros, os que não são deuses são os diabos, os demónios, os anjos negros, os filhos da ....outra.
    Isso, Laurinha, o Amor é que é, tudo o mais é treta, como dizes.
    Ai Maria, que bem que zurzes nessas senhoras e meninas queques!Que lavam as mãos sujas com a caridadezinha do coitadinho, chá e canasta. Estou contigo. Apreciei muito o teu soneto, quer na forma, quer no conteúdo. Está muito bem uma para o outro. Muito bem urdido. Parabéns
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 18:21 , Blogger Bichodeconta disse...

    Não podia estar mais de acordo. Tudo o mais é treta.Laurinha, é por seres assim que te amamos, no repeito pela diferença encontramos os nossos pontos comuns.O amor ao próximo.COM RESPEITO POR TODOS , AMIZADE A RODOS.Lindo o soneto da Maria, fresco e de uma verdade avassaladora.Abreijos a todos.Moa amigo, transmite ao Osvaldo e á doce Ana o meu desejo de felicidades ao longo do ano que se apróxima , diz que espero que nos possamos voltar a encontrar.Também ao teu irmão António , o teu Stº Antónioe á esposa o meu desejo de paz e amor no dia a dia.Não fiquei com contactos.Aos outros encontro por aqui.Não tem importancia que não me visitem, isto não é obrigação ou despique e há tanta coisa pra fazer.Eu passo em cada um para deixar o desejo de festas felizes.Aqui chove torrencialmente, lá fora o Mundo acontece ,Igual a ontem e a amanhã.Indiferente. Abreijos, Ell

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 18:31 , Anonymous Dad disse...

    Adorei ler-vos! Engraçado! Em todos vós brilha uma centelha, a partícula divina de cada um! Quer acreditemos quer não, o que deverá contar para a nossa evolução (os que acreditam em Deus) deverá ser a nossa postura enquanto AQUI E AGORA . Quando fecharmos o olho, logo veremos o que vamos encontrar.
    E depois deste arrazoado...beijinhos para todos neste fim de fim de semana de muita chuva e frio!

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 20:47 , Blogger Laura disse...

    Querida Dad, o que vamos encontrar? ah, coisa boa, só pode, ou não somos uma Centelha Divina, mesmo os que se proclamam ,desta ou daquela Religião, ou deste ou aquele credo! se tiverem Amor (já vi que todos tendes, todos todinhos mesmo,só podemos encontar o que d emelhor há, claro que há quem mereça muito mais, quem tenha sofrido muito mais e tudo em muito mais, mas, acredito que já temos o nosso lugar na casa do Pai! Acredito que vamos trabalhar ainda mais (aqui pouco se faz) em prol dos sofridos, dos magoados, dos abandonados, que, como cada um de nós, sofrem também as suas dores! Não penso nem nunca pensei, como ensina a Igreja, que temos o descanso eterno, não, detesto, descanso a mais, não dá comigo! quero ter que fazer e nesse que fazer enquadra-se a ajuda a quem sofre. Costumo sonhar com bébés, por vezes, que os tenho ao colo, os mimo, dou biberon, colinho, e sei que estou do outro lado a fazer isso, ou noutro mundo qualquer, porque sei e sinto que é assim que tudo funciona, nininhos que perderam as mães, têm sempre alguém que olha por eles, espiritualmente.Sei que enquanto dormimos vamos para outra dimensão, acredito que sim.
    e como digo e sinto. Haja Amor em tudo e todos e tudo se tornará mais fácil!...
    Ah, muitos dos que dizem não acreditar em Deus, só posso dizer que; Não leram o suficiente, é só isso. Moa, estou a rir e não a zaragatear, conheces-me! e sim, oh, sim, como queria continuar a nossa amizade linda, do lado de lá, quando cada um chegar ao destino!...Se chegar primeiro, podes crer que vou em busca de ti! e andarei a teu lado até que me sintas,vou soprar-te atrás da orelha, hás-de sentir pois já fizeram isso comigo, até já te estou a dizer que é para não ficares admirado quando isso acontecer... e depois do mesmo lado, sim, podemos continuar a amizade linda que temos, tão belo que seja assim. Julgas que Ele ia acabar com o amor, com a morte? ah, não querias mais nada! Achas que Ele se ia dar ao trabalho de formar gentes, mundos, tudo, e com a morte, caspité, desligava o botão e acabou-se? nánáninánãooooo...
    Beijinho da laura

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 20:56 , Blogger Laura disse...

    Maria, ouvindo a balada e lendo-te, sentindo a verdade nas palavras que dizes, é tudo para ceguetas verem, mas, alguns até o fazem do coração, e não é justo não, dão as ceias de Natal, e depois volta tudo à mesma, errado, errado, e porquê? porque não nos mexemos como deve ser, porque nos acomodamos e ficamos no nosso sossego, na nossa paz, está frio na rua. Certo há muitos sem abrigo que não querem ser recolhidos, assombrei-me quando me informei e pedi ajuda para uns e outros aqui em Braga, laurinha, eles não querem sair dali, respondi; quem não está na posse das suas faculdades mentais, acho que não tem direito de escolha! A obrigação do Estado é levá-los, dar-lhes um quarto, alimentação e cuidar deles, ou de outra forma qualquer. Não é justo para ninguém que isso seja assim, não aceito!...e quem sou eu?
    é assim, só que nada resolvemos a protestar baixinho, precisamos de levantar as nossas vozes, tão alto elas possam soar e, gritar clamar que haja mais humanidade, mais amor mais paz entre todos os Povos, mas, a nós já nos chega a nossa santa terrinha...há aqui muito buraco para tapar, muito remendo pra remendar (Moa, não, não são as tuas calças para a cerzideira, vizinha, remendar, senão era mais uma sova da mãe!)mas, somos o que somos por culpa de todos, nós mesmos, somos mais culpados pelo silêncio que temos e mantemos!Haja força e perseverança e devagar, quem sabe, conseguimos algo de positivo em prol de uma ou outra causa que seja justa! Amen, Maria...beijinho da laura

     
  • Às 20 de dezembro de 2009 às 20:56 , Blogger Laura disse...

    Moa, já parece que estou na minha casa, avio a tudo e todos, ehhhhh, que menina abusadora.Posso? vai ao kilo, ao metro, o que for..laura.

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 01:13 , Blogger Andre Moa disse...

    PODEIS CONTINUAR, MINHAS QUERIDAS AMIGAS. ESTAIS A AGRADAR. SUPONHO QUE A TODOS. A MIM, CERTAMENTE. ESTÁS NA TUA CASA E ESTÁS BEM, LAURINHA. TU E TODOS OS QUE VIEREM POR BEM. E O ZECA AFONSO DIRIA: "TRAZ OUTRO AMIGO TAMBÉM" E EU ACRESCENTAREI. TRAZEI MAIS DOIS OU TRÊS.
    ABREIJOS
    André Moa

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 08:29 , Blogger Laura disse...

    Ui, laurinha entrando, sacudindo a poeira, batendo pés no tapete, devagarinho, o Moazinho ainda deve nanar, mas eu, eu já estou a pé há muito, e feliz...e agora ao ver a sala embelezada, ah, o nino andou em bolandas e eu nem vi, muito lindo, muito moderno o ambiente, ora aí está o que umas mãos podem fazer, xi, transformou-se num blogue de luxo...
    e, vou viajar, é pra perto mas vai saber-me bem, e de combóio, ah, pena que chova, mas nem isso me vai impedir, sabes para onde vou e...prepara-te que as tuas orelhas vão queimar, tanto de ti vamos falar... de ti e de todos os do grupo, e claro, nem darei pelo tempo passar, até vou de ténis, nanja que aquilo tem uma subida e nem me envergonhod e pedir ajuda ao diabo, ó pra cima, que pra baixo, como se diz, até os santos ajudam ehhhhh... e olha, podias emprestar-me a bengalinha do teu braço como em Tabuaço! (até rima)
    Beijinhos e volto pela noite e conto como foi...laura

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 11:02 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro irmão;

    Belos poemas de Natal...

    Eu não acredito no Pai Natal, não acredito nas modernices em que o comércio transformou esta Divina Quadra, mas acredito profundamente no Menino Jesus e no Espírito de Paz e União que deveria reinar na humanidade. Sei que nunca acontecerá, mas deixem-me sonhar.

    Um abraço, beijinhos para a Teresa, Susana e Luis Tiago e Festas Felizes para todos.

    Ana e Osvaldo

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 12:29 , Blogger Bichodeconta disse...

    Osvaldo, que bom saber que já chegaram e estão bem.Fiquei triste quando vi o blog fechado, Isso é coisa que se faça amigo? Gostaria de ter ficado com um outro contacto vosso de forma a poder nestes e outros dias saber como estão e desejar que felizes sejam os vossos dias em paz e amor.Quero deixar pra entrega um beijinho á doce Ana, Parabéns Osvaldo, ver-vos, conhecer-vos dá a resposta a muita questão.Gostei dessa forma eterna de amor.A Ana é linda, os dois são lindos por dentro e por fora, e agradeço a oportunidade de os nossos caminhos se terem cruzado.Espero que possamos manter e fazer crescer uma amizade.Estão no meu coração. Abreijos a todos.
    bichodeconta

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 19:35 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro irmão Osvaldo,
    para além de fazer minhas as palavras da Ell, aqui ficam os nossos votos de Feliz Natal e um óptimo Novo Ano para todos vós.
    Um grande abraço.
    André Moa & Compahia

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 19:55 , Blogger Laura disse...

    Soa a Balada no meu peito
    ao ler palavras ternas
    de amor e respeito
    trocadas entre dois Seres
    que tive o privilégio de conhecer e Amar!
    (Moa e Osvaldo)

    Soa a Balada no meu coração
    que se sente eternemente grato
    por fazer parte de gente
    com tão belo sentir
    e de tão fino trato!

    Ouço a Balada do Zeca
    que me soa a água das fontes
    fontes que jamais secarão
    dentro de todos nós
    porque temos amor dentro do coração!

    Águas das fontes cantai
    ó ribeiras chorai
    que nós havemos de cantar
    e o nosso Amor
    jamais se irá acabar!

    Águas da ribeira da Moa que passais
    por terras de Tabuaço
    daqui vos mando meu amor
    já que vossos caminhos palmilhei
    e troquei passos e abraços!

    Águas do rio cantai
    porque o amor envolveu
    nos seus mais ternos abraços
    quem nunca antes se viu
    ou conheceu!

    beijinhos muitos ao Moa e Osvaldo, a dupla de amigos que muito admiro...porque são da mesma terra, Tabuaço, a terra que nos prendeu, naquele abraço!
    laura

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 19:58 , Blogger Laura disse...

    Ah, esquecid e deixar beijinhos e abraços enviados pela Soledade, com quem tive o prazer de estar desde o meio dia e pouco até às 16.30. Almoçamos na cantina do hospital, estive junto do Julio por duas vezes, e, falamos pelos cotovelos, rimos, choramos, enfim, ficou feliz com o Filme às vezes Tabuaço, gravei e levei, pus a capa tal e qual, e expliquei quem era cada um!...assim, os jinhos estão entregues, a todos..laura

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 20:30 , Blogger Laura disse...

    Moa, como vais ao resteas raramente, e acabaste de lá comentar, já sei que só daqui a semanas lá voltas (ehhhh) e aproveito para trazer para aqui o que te respondi aos teus desejos de Boas festas...

    Querido Moa;

    As tuas Boas Festas vou guardar
    no fundo do coração
    e com elas vou tentar
    não deixar que morra a ilusão!

    Já me chamaram a louca do amor
    ao menos não sou a louca de Chailot
    sempre há que separar as águas
    da fonte de onde a água brote!

    Não é tanto assim como grãos d'areia
    mas as sementes estão aqui
    e quem as colocou cá
    sabia o que eu com elas faria!

    E só me sinto bem
    onde haja amor em demasia
    razão porque a minha alma
    no amor tem sempre a primazia!

    Beijinhos querido Moa, tantos que nem os consigas guardar todos, tantos, tantos sim.
    Quando vinha no Combóio há pouco, vinha a pensar na vida, como ela nos surpreende com coisas lindas, o vosso encontro e claro, empatia, sentimentos mútuos de paz, harmonia, e, sabes que mais,dei comigo com os olhos marejados, por te encontrar já tarde, por cada dia que perca será um dia a menos para a amizade com o nosso grupo, o nosso grupo amado.O Osvaldo? Idem, o Kim? as ninas,idem, enfim, todos, porque o amor e a paz, vivem entre nós, quando juntos, damos aso à alegria que os bons sentimentos geram...
    Obrigada pelo amor querido Moa, obrigada pelo tempo que me dás e perdes comigo no Gmail, quando eu e estrelinha, te arrancamos dos teus quefazeres, para nos brindares com palavras de amor e amizade. bem hajas rapaz peregrino do meu mundo, o mundo onde habitam as pessoas de belos sentimentos!...

     
  • Às 21 de dezembro de 2009 às 22:21 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Caro Moa,

    Eu sabia que tu sabias que nos sabiamos ...ser amigos ! :-D

    Como neste blog, temos que mostrar a nossa "pata" de poeta para podermos entrar, esforcei-me para te deixar esta poesia (LOL LOl LOL) :

    Gostei de receber a visita
    Dum poeta na minha casita.
    Foi uma surpresa bestial
    Para me desejar Bom Natal.
    Há 2009 anos foi um Menino
    E hoje foi o meu amigo Leonino !

    Feliz Natal para ti e para a tua querida Família !

    Verdinha

     
  • Às 22 de dezembro de 2009 às 01:54 , Blogger Maria Soledade disse...

    Meu Querido Môa

    O meu pedido é curtinho
    Mas sei que é muito real
    Dentro do meu sapatinho
    Já sei que vou encontrar
    0 "Mau Tempo no Anal"
    Que a minha Inês vai deixar... QUE SORTE!!!

    Gostava de ter comigo
    Na noite do meu Natal
    O meu marido trazido
    Da cama de um hospital!:( Sei que não pode ser!!


    MEU QUERIDO, UM NATAL MUITO FELIZ.MUUUITO MESMO,O MAU TEMPO VAI PASSAR...LEMBRE-SE, QUE O QUERO UM DIA ABRAÇAR...

    MUIIITOS BEIJIIINHOS MUUUAAAHH******

     
  • Às 22 de dezembro de 2009 às 09:24 , Blogger Laura disse...

    Ah, abraçar ó Soledade
    só abraçar?
    pois eu deixo-te;
    abraçar, beijar
    com ele dançar
    com ele falar
    rodopiar
    ah, tendes muito que falar.

    Pois é Sol, entendo-te mas sabemos ambas que isso já não pode ser! assim, dá graças porque ainda o podes ir ver estar com ele, dar-lhe miminho, mas, haja esperança, a esperança nunca se perde.
    Um beijinho da laura

     
  • Às 22 de dezembro de 2009 às 11:16 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 22 de dezembro de 2009 às 17:09 , Blogger Bichodeconta disse...

    Isto aqui está animado
    Com tanta visita amiga
    Todos passaram e rimaram
    Falta aqui a rapariga

    Cheguei,deixo o meu abraço
    Nada vou dizer de mal
    Quero ir a Tabuaço
    Seja hoje ou no Natal

    E num desejo infinito
    De amor e de amizade.
    Felizes dias pra todos
    É essa a minha vontade.
    Abreijos, Ell

     
  • Às 22 de dezembro de 2009 às 21:18 , Blogger Laura disse...

    Bicho de conta...

    Se é essa a tua vontade
    a minha também há-de ser
    deixemos passar a festividade
    e Tabuaço bem nos há-de receber!

    Já agora esperemos
    dos campos o reverdecer
    as flores da terra a brotar
    e o sol a modos que, a jorrar!

    Esperemos que o grupo
    resolva a questão
    se o passeio será por lá
    ou debaixo de um jacarandá!

    Parece-me que os Algarves
    vão ser terra de eleição
    porque por lá vive uma menina
    entranhada no nosso coração!

    O seu nome é estrelinha
    que as alvas nela retém
    gostamos assim tanto dela
    e ela amor por nós também tem!

    Deixemos o maioral(Osvaldo)
    tomar as rédeas do passeio
    ele sabe sempre o que faz
    e é cada passeio que a todos satisfaz!

    Tabuaço pode ser
    numa altura qualquer
    mas o passeio de Agosto, Setembro
    esse tem de acompanhar!

    A estrelinha querida
    que brilha no nosso olhar!

    Porque eu ouvi prometer
    algo para esses lados
    ela ficaou tão feliz
    e c'o coração aos bocados!

    beijinhos, abreijos, sei lá, mas recheados de Amor...laura

     
  • Às 22 de dezembro de 2009 às 22:46 , Blogger Estrela d'Alva disse...

    Ai minha Laurinha querida obrigada por tudo... o que fazes e o que fazem todos vós por mim!
    Nem sei o que dizer, fico sempre sem palavras.

    Beijinhos a todos, muitos,
    Adoro-vos
    A vossa Estrelinha d'Alva

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 00:13 , Blogger Andre Moa disse...

    Queridas amigas,
    Já que tão bem versejais, posso dar-me ao luxo de descansar um pouco do peso das musas. Musa leve ao longe cansa. Não, Verdinha,sou leão, mas não como gente. Estou a fazer um prolongado jejum e uma aturada abstinência decarne. Por isso, podes entrar sem passaporte e sem pata(?) poética. Aqui, neste nosso blogue, por mim, podem meter a pata na poça e tudo. Só para sair é que têm de pagar portagem. e é cara, aviso já. Por isso, não saiam, deixem-se ficar neste paraíso terreal que vocês estão a construir por estas bandas.
    Cara Maria da Soledade, antes do mais, as melhoras rápidas e seguras para o seu maridinho. Não desespere, que há mais natais, para além de que natal é sempre que a gente quiser. Quanto aos abraços, já os tenho reservados para si. E é aproveitar a "boa vontade, a generosidade, a determinação de dividir contigo o monopólio que a nossa querida Laura tem exercido sobre esta mercadoria que sou eu, ao dar-te carta branca - "eu deixo-te abraçar, beijar, rodopiar..." escreveu ela - para fazer de mim o que quiser. E se ela deixa e a Soledade quer, a Soledade com os dois braços e eu igualmente, só lamentando não ser como a deusa Xiva que tem braços tantos capazes de abraçar o mundo inteiro.
    Ell querida, Bichodeconta linda, cara rapariga, também quero ir contigo a Tabuaço. Se possível passar o natal,pois há muitos anos que não vou lá nesta quadra. Gosto mais do Verão. Agora é frio pra caramba. No Verão é que é bom. Mas, a fazer fé nas palavras da Laura e atendendo ao regozijo logo manifestado pela estrela d'alva, tenho a impressão que o próximo encontrão será no Algarve. Será?
    Até lá,
    abreijos
    André Moa

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 08:58 , Blogger Laura disse...

    No Algarve é que será
    ora patati patatá
    ao Algarve a gente vai
    do Algarve a gente não sai.

    é que já reparamos
    que por lá vive alguém
    a quem muito entranhamos
    e nos entranha também.

    A festa vai ser todinha
    para uma certa estrelinha
    que nos carrega as luzes
    de amanhã até à noitinha.

    Esperemos que ela possa
    junto connosco estar
    e se ela puder estar feliz
    ora, nós também o vamos estar.

    Assim fiquemos cientes
    que será a alegria
    de mãos dadas com a harmonia
    e o amor terá a primazia!

    Beijinhos, Moa, esta Soledade é capaz de , memso sofrendo, nos deixar a rir, no meu post, refeiru-se a despachar-me para agarrar o amor senão!... se der tempo vai só ler, e ri-te com esta descarada às mãos cheias... e claro que a nossa Soledade vai aos Algarves, tão logo o Julio melhore, e, será um prazer ter tão ilustres personagens junto do grupo, a nina Ell, a Sol, a estrelinha já lá estará, à nossa espera a brilhar, toda carregadinha de electricidade e vai dar choque no seu abraçar!...
    Bom, vou buscar a dona Elisa para a romaria em Braga, análises primeiro e depois vem para aqui e quando quiser, lá vai ela..amo-vos a todos,sem escapar nenhum, laura

    Moa, Moa, aquele nosso abraço, ah, estamos tão lindos nas fotos do nosso Osvaldo, a dançar, ahhhhhhhh puxa, parecemos um par da noite da entrega dos Óscares, ora biste, biste? com B sim senhora...

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 10:57 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 11:00 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 11:03 , Blogger Bichodeconta disse...

    Por mim corro este País
    Onde há muita gente boa
    Vamos Ver a Soledade
    E num gesto de amizade
    Todos abraçar o Moa.

    Agora fiquei marada
    Vou meter-me num embróglio
    Olha aqui querida Laurinha
    O Moa é Monopólio?

    Se é, é de todos nós
    Melhor, é de Portugal
    Ou do Mundo , porque não
    Que não sei se Portugal
    Merece ter como filho
    Este nobre Cidadão

    Seja então do Mundo inteiro
    Daqui ou de Tabuaço
    Mas fica assente Laurinha
    Partilhemos o abraço.

    Abreijos, e porque á saída se paga deixa-me escapulir antes que me apanhem em flagrante "delitro" ehehehe

    Volto mais tarde, a porta está aberta e bichodeconta entra por qualquer lugar.

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 11:05 , Blogger Bichodeconta disse...

    Perdão, nós vamos visitar e abraçar a Estrelinha, mas queremos levar a Soledade também.
    Abreijos.

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 13:19 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Caro Moa,

    Percebi que não entendeste o meu verso sobre "a pata". Vem duma expressão francesa "montrer patte blanche = montrer que l’on est digne de confiance". É capaz de ser ligada ao Capuchinho Vermelho mas não confirmei isso.

    Gosto muito de utilizar expressões idiomáticas e às vezes, faço traduções que não querem dizer nada em português mas não será por isso que vou deixar de fazê-lo... ;-)
    Começo sempre as minhas aulas de francês com uma expressão idiomática e os meus alunos gostam muito porque algumas são procuradas "Au diable vauvert ", isto é, muito longe, daí em terem dificuldades em percebê-las...
    A língua francesa é tão rica como a portuguesa e é muito interessante saber sempre mais sobre elas, o que faço quando venho aqui ler as vossas poesias e espero que aprendem um pouco comigo também !

    Desejo-te a ti e à tua querida família um FELIZ NATAL (já que não será Santo ... ;D . Sou muito malandra, não sou ?) com Paz, Harmonia, Amor e principalmente Saúde. Em que o ANO NOVO tenha também todos os ingredientes que terás no Natal !

    Muitos beijinhos amigos da Verdinha e um abraço do Leo

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 13:24 , Blogger Laura disse...

    A Soledade vai a reboque
    Da laurinha
    e a laurinha levada vai
    Plo osvaldo e pla'Aninhas.

    Todos juntos nós iremos
    por esses mundos fora
    e juntos caminharemos
    até soar a nossa hora.

    Já não me vejo distante
    dos amigos que conquistei
    sinto-os tanto em mim
    e a todos dou tudo de mim.

    Vamos lá a ver a coisa
    da melhor forma possivel
    haja quem tenha uma casita
    para a todos albergar.

    Eu prometo e de pés juntos
    nas lides hei-de ajudar
    e se não crerem em mim
    à Aninhas vão perguntar.

    Sei que quem tem casa
    gosta de a ter arrumada
    e quantos mais pra lá forem
    mais desarrumada ela fica.

    Ou então todos juntos
    puxam lá da algibeira
    e dividido por todos
    há-de ser um preço à maneira.

    Aluga-se uma casita
    grande ou pequenita...

    Eu cá por mim durmo
    nas aforas do salão
    e quem sabe arranjarei lá fora
    quem me aqueça o coração.

    Aqueça não é bem o termo
    porque Agosto é calorento
    assim bem posso passar
    as minhas noites ao relento.

    Toca a reunir o conselho
    dos mais velhos e sabidos
    e pelo respeito que lhes tenho
    é que eles são meus amigos.

    Arranjem lá a vida
    que eu bem preciso de airar
    espraiar o coração
    para não andar sempre a chorar.

    E um dia destes, quem sabe
    já não terei lágrimas de dor
    sorrirei a todos feliz
    porque encontrei o meu amor!

    Ai amor que tardas tanto
    em te fazer á laurinha
    se tu sabes tão bem
    que ela é boa rapariguinha.

    Se me andas a testar
    deixa-te lá de manias
    que como diz a Soledade
    olha que passam os dias.

    E depois fico com trintas
    de miopias e se já não te vejo agora
    que será lá noutros dias
    despacha-te lá ó Amor!

    E se o tempo correr
    ai quem me há-de valer
    os dentes a cair
    como vou poder sorrir?

    Bom, tenho de saír
    vou num pé e volto noutro
    mas isto sabe-me a pouco!...

    beijinhos da vossa laura

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 15:50 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 15:53 , Blogger Bichodeconta disse...

    Laurinha que maldade, nem ligaste nada ás minhas arremessadas de brancadeira..Abreijos.Tb volto e até lá deixo o nada que sou, deixo tudo o que repartido em amor dou.Um átomo ?Ião, electrão ou protão»? Grão de areia, molécula, particula de um todo, a desagregar-me com o tempo..Verdinha, Laurinha, Estrela que nos ilumina, Moa amigo e seus irmão,A D.Teresa e filha, o Luis Tiago em cujos olhos se esconde e desabrocha o Mundo.A Brancamar, A Maria,Osvaldo e doce Ana, a Susana e a sua voz de encantos, o Kim que nem se lembra de mim.O Zá do cão, a doce Paula Raposo com olhos da cor do mar.A Dad , linda, com pinceladas de ternura. A todos o meu sentido abraço e o desejo de felicidades. Ell

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 17:11 , Blogger Laura disse...

    Isto de agradar a Gregos e a Troianos
    tem muito que se lhe diga, se me meto
    a versalhar e na mosca não vou acertar
    o remédio é mesmo parar!

    Ó meu rico Bicho de conta
    que me contas do Imbróglio
    onde te meteste a contento
    para adjudicar o Moa

    Ou o homem do momento
    O Moa não é da Nação
    isso era o que mais faltava
    ficarem-nos co rapaz

    E nós sem o rapagão
    O Moa é cá dos nossos
    nesse seu jeitinho de ser
    ele é um amigo para guardar
    dentro do nosso Ser!

    Encontrei-o ainda há pouco
    mas a sua forma de ser
    tem tanto a ver com a minha
    que já não sei o qu'heide fazer.

    Lamento tanto morar tão longe de vós
    do Kim, de ti, da Verdinha, Maria
    mas a vida é assim fico a pregar
    na minha freguesia.

    Acredita rapaz querido
    que se perto de ti estivesse
    eu seria o teu arrimo
    até onde a vida desse.

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 17:35 , Blogger Laura disse...

    Nada somos e somos tudo
    nada temos e tudo damos
    esquecemo-nos de nós
    para amar os que amamos.

    Menina Ell tome lá
    um cadinho de arremessada
    nestes meus versos escritos
    em linguagem falada.

    Que de arremessada não tem nada
    é apenas alegoria
    ou a querer ser engraçada (eu)

    Tabuaço ou Algarve
    a mesma coisa não é
    mas o que a gente quer
    é ter a nossa gente ao pé.

    Eu já nem me preocupo
    c'os lugares pra onde vamos
    confio em quem me leva
    como confio nos meus Arcanos.

    Mas uma coisa é certa
    eu preciso mesmo de todos
    senti-los perto de mim
    a espalhar amor a rodos.

    E só de pensar que em breve
    todos juntos iremos ficar
    os meus dias hão-de passar
    comigo os dias, a contar.

    Faz-me assim tanto bem
    estes cadinhos de amor
    e ajudam a afastar
    de mim, a dor.

    O nosso Kim anda aflito
    co trabalho que é aos montes
    mas não penses que foste esquecida
    pois és uma nina muito querida.

    Nestas alturas do mês
    o trabalho é a dobrar
    e quem vive dele
    tem sempre de aproveitar.

    Fiquemos por aqui então
    a contar os meses primeiro
    e os dias só se contarão
    depois de passar Janeiro.

    E Fevereiro chegará
    e num ai, embora se vai
    28 dias passam num ápice
    Março e Abril será de águas mil.

    Maio e Junho, ó ternura
    a Primavera até lá ainda dura
    e o verão chegará a todos
    e a todos apanhará de sopetão.

    Julho e Agosto, deixai-os ficar
    é só para incomodar c'o calor
    e pra ir prá praia c'o meu amor.

    E Setembro, doce Setembro
    fará um ano, um ano que ainda lembro
    o nosso verdadeiro encontro com todos
    foi no dia 19 de Setembro.

    Por isso não me admiro
    se o encontro for até lá
    e vou começar a fazer
    as fatiotas para usar.

    e Moa, escusas de fugir
    na rua ou no ar
    nós dois vamos sempre
    dançar!

    Com a verdinha, Aninhas e Kim
    la chanson des vieux amantes
    a cantar!...
    Moa, encho-te o blogue com disparates, mas, peroda, é o que sai..beijinhos da laura

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 17:35 , Blogger Laura disse...

    Ressalvo a palavra peroda, é perdoa!

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 17:56 , Blogger Bichodeconta disse...

    Laurinha nós merecemos esta amizade, o Moa merece a amizade e o amor de todos nós.Talvéz o nosso País não mereça muitos dos seus cidadãos .Mas essa é uma questão interior..Ó Laura claro que era bom estares perto de nós, por todas as razões, sobretudo porque és divertida, amiga, solidária, coração derretido . Mas que fazer agora? Façamos da distancia o perto e trocamos palavras, que não são palavras vãs.São palavras de amizade pura e de bem querer. Diz aí á nossa verdinha que essa expressão idiomatica "Montrer patte blanche" não é do Capuchinho Vermelho mas sim da História dos sete cabritinhos, que ao pensar na recomendação da mãe para que na sua ausencia não abrissem a porta a estranhos, e perante as investidas do lobo em bater á porta a fazer-se passar pela mãe cabra, lhe foi pedido que como prova de que era a mãe mostrasse a pata, como a pata do lobo era preta eles, cabritinhos não abriram ma porta, foi então que o lobo depois de muito magicar, de muito pensar, foi ao padeiro, enfarinhou a pata e voltou á carga na vontade de comer os cabritinhos.E como prova de confiança mostrou uma pata branca.Quando eles abriram a porta, claro, alguns foram comidos.O mais pequeno escondeu-se dentro do relógio de parede, o outro escondeu-se dentro de um pote onde a mãe cabra guardava alguma comida, outro ainda escondeu-se dentro do colchão.Quando a mãe cabra chegou, assustada, constactou que os seus filhos desobedeceram e abriram a porta ao lobo e que alguns haviam sido comidos.Junto ao ribeiro, o lobo descansava incapaz de se mecher, tal era a barrigada.Ressonava.A mãe cabra ordenou então aos cabritinhos que não fizessem barulho.Com uma tesoura abriu a barriga do Lobo e retirou de lá os filhinhos que correram a abraçar os irmãos enquanto a mãe cabra metia pedras pesadas no lugar de onde tirara os seus meninos.Coseu a barriga do lobo que só ao fim de muitas horas acordou.Esperguiçou-se abriu a grande boca ainda satisfeito de tanta comida e com muuuuuuita sede.Levantou-se o lobo meio estremunhado,a custo caminhou até ao ribeiro para saciar a sede, e com o peso das pedras na barriga, caiu ao ribeiro e morreu.Na relva circundante os sete cabritinhos deram as mãos e dançavam de roda enquanto cantavam.Quem tem medo do lobo mau, lobo mau lobo mau!Quem tem medo do lobo mau, lobo mau, lobo mau!
    Hoje faz anos que o meu pai partiu.Contadas com amor, dele ouvi e guardo estas e outras histórias infantis que mais tarde descobri nos livros e me fizeram questionar onde o pai aprendeu tantas e tão bonitas histórias que á lareira , com amor repartia com os seus sete "cabritinhos".filhos.
    Abreijos, paz e amor.Ell

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 17:59 , Blogger Bichodeconta disse...

    Claro que sei minha doce Laura que o Kim tem de trabalhar e aqui ninguém tem obrigações de nada.Primeiro as obrigações e depois as devoções.Só queria mesmo rimar e vou sair antes que seja expulsa por atentado e açabarcamento de espaço.EHEHEHE
    Abreijos, Ell

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 18:50 , Blogger Teté disse...

    Um Feliz Natal para ti e toda a tua família! E que entres em 2010 com o pé direito...

    Gostei de voltar a ouvir a canção do Zeca, que cantas tão bem, lembrou-me de um almoço de agradável convívio, numa tarde de chuva... :)

    Beijinhos, amigo!

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 21:21 , Anonymous Dad disse...

    ♥☆♥
    ________ ♥ ▓ ♥ FELIZ NATAL e
    _______ ♥ ▓▓▓ ♥ um óptimo ANO NOVO
    ______ ♥ ▓▓▓▓▓ ♥ Que esse novo ano
    _____ ♥ ▓▓▓▓▓▓▓ ♥ possa vir
    ____ ♥ ▓▓▓▓▓▓▓▓▓ ♥ cheio de amor,
    ___ ♥ ▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓ ♥ paz,
    __ ♥ ▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓ ♥ saúde e
    _ ♥ ▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓ ♥ muita felicidade...
    ♥ ▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓▓ ♥ Que tu consigas
    ___________███ ________ todos os teus sonhos
    ___________███ ________♥ ♥ FELIZ NATAL! ♥ ♥
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~e óptimo ANO NOVO!

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 21:41 , Blogger Laura disse...

    É Mesmo, o momento é solene...

    Desejos de festas felizes
    já tos dei
    desejos de noite feliz
    penso que também
    e sendo assim nada mais resta
    do que dizer - Amen -

    Boa Consoada no lar
    juntos dos filhos que como tu e eu,são peregrinos da vida, da vida que nem sempre nos sorri, nem sempre nos ama, e nem sempre por nós chama, mas, hoje, hoje desejo que o teu Natal seja tão grande tão grande, que para o Ano que aí vem, e em Dezembro, ainda cá estejamos todos a rir e a cantar...Não te esqueças que; quando nos encontrarmos, nunca se sabe se é mais cedo do que o previsto ou mais tarde do que o imaginado, quero que cantes a Balada para mim...

    Já fiz mexidos,(formigos) cozi a abóbora de manhã para os bolinhos de gerimú, fiz a aletria, agora, uma tarte de grão, costumo fazer azevias, mas este ano deu-me na telha fazer a tarte, o recheio é exactamente o mesmo das azevias, só leva menos óleo e tempo que não gasto a fritar... já pus a toalha na mesa, veio um bolo Natalício dos pais de um amigo do Nuno,Manchester, que ele trouxe da última vez que cá esteve, o Bolo rei é só amanhã, enfim...

    Falta muita gente, muita mesmo, mas, remeto-me ao silêncio, no silêncio de dentro, quando me afasto de todos e vou à janela olhar o céu, falar com eles, dar-lhes o meu beijinho pois todos foram e são ainda muito amados...Porque acredito no amanhã, aquele lindo amanhã em que todos juntos e unidos no mesmo amor, renovaremos as palavras do Mestre! tende Fé!...

    Um abraço apertadinho, daqueles desganar, a todos aí em casa, laura

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 22:31 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    O Amigo Moa, a nossa amiga Ell tem razão, derst vez meti mesmo a pata na poça....

    Bichinho-de-conta,

    Obrigada por me elucidar da pata branca dos cabritinhos, eu sabia que tinha a ver com o lobo mau e só me lembrei do lobo do Capuchinho Vermelho e com o tempo tão ocupado, não fui verificar a história. És um Google, uma verdadeira Wikipedia !
    Está feita a rectificação. Obrigada Ell !

    Beijinhos natalícios para todos !

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 22:58 , Blogger carla mar disse...

    Feliz Natal :)

    ... beijo meu*

    c

     
  • Às 23 de dezembro de 2009 às 23:38 , Blogger Bichodeconta disse...

    Verdinha minha(nossa)querida Verdinha o que eu sou é uma guardadora de sonhos da infancia , Por isso criança comigo não chora como diz a minha querida filha.Estas histórias foram-nos contadas pelo pai, por mim foram contadas á filha e aos sobrinhos.E são tão engraçadas.Se um dia for presenteada com netos vou deliciar-me a contar as que sei e a inventar outras.Já trabalhei com crianças por mais de uma vez, é uma felicidade, é uma benção trabalhar com crianças.Tenho sobrinhos Netos, Não sei como se diz no teu País, aqui chama-se assim aos filhos dos nossos sobrinhos.Tenho então o Francisco , tres anos, o Dinis cinco anos, o Tomaz , cinco anos e o martin que deve ter tres também, e tenho um bombom de chocolate, oJoão Gabriel de um ano.É lindo, Um latagão, chocolatado, a Madá, mãe do pequenito e casada com o meu sobrinho é de origem Africana, Madá, doce Madá, daqui vai um abraço daqueles.Minha preta linda.E já sabes, caso um dia não consigas adormecer e já tenhas contado todos os carneirinhos, Ligas e eu conto-te uma história de adormecer.Pela porta das traseiras vou mandar o contacto telefónico que não dei no dia do nosso saudoso almoço.Abreijos a todos e cada um á sua maneira tenham o Natal feliz em paz e amor.Que não demore o nosso reencontro é um desejo meu para o ano que se avizinha.Felicidades para todos sem excepção!Bichodeconta

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 00:41 , Blogger Andre Moa disse...

    Passo aqui como gato sobre brasas,
    só para ver se não me ardem o pêlos.
    Anjo não sou, eu sei, não tenho asas,
    mas nem um anjo escapa a tais desvelos.

    Se vós me quereis, a todos também quero,
    se me cantais, a todos vou cantar,
    tratar a todos com carinho, esmero
    e tudo o mais que vos possa agradar.

    Feliz Natal a todos vós desejo,
    que a todos quero, a todos por igual.
    Paz na Terra. Hossanas cá nos céus.

    Destes meus céus envio-vos um beijo,
    e como benção de um Santo Natal,
    Um santo abraço, deste santo d(EU)s.

    Agora não menos a sério:
    BOAS FESTAS
    para todos vós, familiares e amigos.
    André Moa

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 08:55 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 08:57 , Blogger Bichodeconta disse...

    Eu passo numa corrida
    Pra hoje já não está mal
    Chove a potes, ruge o vento
    Mas mesmo assim é Natal..

    Saibamos então na serenidade viver estes e outros dias.Sem grandes folias.

    O País está em alerta
    Uns sem água outros sem pão
    A todos deixo um abraço
    Do fundo do coração

    ...................................
    .........................................Mas as crianças "senhor", porque lhes dais tanta dor, porque padecem assim!
    Augusto Gil, espero não estar errada.O resto todos sabemos da balada da Neve.
    Abreijos, paz e amor.

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 12:46 , Blogger Laura disse...

    E já que todos passam aqui
    eu quero passar também
    mas para fazer o quê?
    isso já não sei muito bem.

    Passo aqui decidida
    cheia de força e de garra
    a este frio rendida
    e ao vento que tudo agarra.

    De manhãzinha estava
    o estandal num escarcéu
    tudo quanto era vaso
    saltou da varanda foi pró laréu.

    Mas dentro de casa há aconchego
    ternura, há resguardo do frio
    fogão para fazer aletria
    e uma mesa feita em alegria.

    Fiz mexidos e rabanadas
    bolinhos de gerimú
    tarte de grão como azevias
    é que eu sou cheia de manias.

    Há bolo Rei, daqui e de Londres
    receita da Era dos Condes
    e mais Bolo Rei à moderna
    e até peras Helena.

    Pratinhos com figos e nozes
    avelãs e ameixas secas
    peras pessegos e outros que tais
    como em todos os Natais.

    O Polvo já está amanhado
    o bacalhau espera para ser escamado
    o Manel tratará disso
    sob risco de ser excomungado.

    De mnhã pus o pessoal
    a limpar a casa à maneira
    nanja que já me cansei
    de ser sempre eu a primeira.

    Cada um fez a sua parte
    e plos vistos resultou
    assim reduzi trabalho
    e de tarde vou pra onde vou.

    Só falta mesmo almoçar
    eu já disse que não queria
    pois entre um frito e outro
    já comi para meio dia.

    Despeço-me de todos
    com amizade e gratidão
    e envolvo a todos
    bem juntinho ao coração!

    Comemorem bem o dia
    que a festa é total
    e que em todos os lares
    haja harmonia!

    Mais logo outro post farei, mas agora o tempo escoa, e se não vos encontrar, lembrem-se d emim, na mesa, ao Consoar!.

    Moa, aquele abraço apertadinho,desganar, mas eu deixo-te uns ossinhos..laura

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 12:51 , Blogger Laura disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 13:10 , Blogger Laura disse...

    Nina Ellzinha, o sofrer de crianças,de todas as crianças que ainda sofrem é ditado pelo passado, porque como todos sabemos, nada acaba, tudo se transforma!...mas, se todos as ajudassemos am melhor forma, creio que deixaria de haver ese sofrimento, se houvesse pais que não as magoassem , irmãos e amigos, familiares que se vingam nelas, ah, isso já seria meio caminho andado, para que o sofrimento deixasse de existir, as doenças, fazem parte, eu tive o meu quinhão durante 50 anos!...
    Apenas quero dizer que; na vida tudo tem um sentido, tudo é um meio, e tudo há-de ter o seu fim!...arranje-se apenas o meio termo para conseguir equilibrar tudo...

    O coment acima, apaguei-o pois tinha um erro enorme que daria aso a má interpretação.

    Beijinhos miminhos e adorarei ouvir-te contar historinhas, sentada no chão junto á pequenada...
    felizes festas no lar de todos, laura

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 16:53 , Blogger Maria disse...

    André

    Deus não serás. Nunca o vi. A ti, vi-te. Vi esses olhos, cheios de vida e esperança, essa força de herói, capaz de tudo.
    Esta noite, no meio do vendaval, pensando nos que não estavam abrigados, quentes, alimentados, com eu, saiu isto:

    Natal dos pobres

    Na casa pobre, triste e escura
    Gelada, sem nada sobre a mesa,
    Há fome, amargura, frio, tristeza,
    Copos vazios e uma côdea dura.

    À meia-noite em ponto, um gemido,
    Uma praga, um grito de revolta,
    Palavras sem sentido à rédea solta,
    Que só traduzem o ódio ressentido.

    Nos caixotes do lixo amontoados
    Os restos dos banquetes dos senhores.
    Ossos, restos de pão, bolos mordidos.

    E eles, de madrugada esfomeados,
    Vão como os cães virar os contentores
    E matam a fome em restos já comidos.

    Natal de 1909 Maria

    Beijinho para ti, Teresa, Susana e para esse pedacinho do teu coração, tão lindo e esperto.
    Boa Noite de Natal
    Maria

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 19:46 , Blogger Laura disse...

    É na madrugada que os pedintes
    abandonam a sua vergonha
    despem-se dela e enfiam as mãos
    no lixo que os abastados deixaram.

    Comem de tudo o que apanham
    e muitos já foram como nós
    onde nada lhes faltava
    mas quem terá sido o causador
    de tamanha dor?

    Somos todos nós
    que deixamos que irmãos
    façam isso a outros irmãos
    e os abandonam sem trabalho e pão.

    Chegou a hora da revolta
    de gritar a plenos pulmões
    de dizer alto e bom som
    que chega de fazer sofrer.

    Chega de destruir o destino
    e as esperanças de quem quer viver
    chega de magoar e explorar
    o Homem pelo homem.

    Falar não basta
    é preciso agir
    agir não chega
    é preciso querer.

    Levantem-se da tumba os nossos heróis do passado, e venham de novo, mostrar o que é a coragem e a ousadia, e essa dúzia de poltrões, saberia onde eles tem o medo!

    Ah, Camões para versejar, D. Afonso Henriques para batalhar, e tantos tantos que foram os heróis que o nosso Povo aprendeu a respeitar!...

    Doce Maria, é verdade, eu na minha casa quentinha, e eles lá fora ao frio, se visse algum, aqui o traria a jantar, mas, quanta pobreza envergonhada por estas terras fora...
    Beijinhod a laura

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 20:18 , Blogger Andre Moa disse...

    Maria caríssima, eu sou um d(EU)s visível, humano, de carne e osso, real, verdadeiro.
    Se para ser deus é preciso ser invisível, não existir, então eu não sou d(EU)s. Sou apenas EU,um deus sem asas: sem a asa d à esquerda e sem a asa s à direita.
    Que lindos versos os teus! Soneto divino.
    Bom Natal, minha deusa querida.
    Bons natais para vós outras, deusas igualmente minhas.
    Adoro-vos a todas.
    BOAS FESTAS
    André Moa
    Abreijos.

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 20:43 , Blogger Andre Moa disse...

    PARA CANTAR NA MESA DO GALO

    «Ó meu menino Jesus,
    ó meu menino tão belo»,
    como eu nasceste nu
    em noite de caramelo.

    «Alegrem-se os céus e a terra,
    cantemos com alegria»,
    há muita neve na serra,
    rabanadas e aletria.

    «Entrai pastores, entrai
    por este portal adentro»,
    esta é a mãe; este, o pai,
    o menino está no centro.

    «Alegrem-se os céus e a terra,
    cantemos com alegria»,
    há muita neve na serra,
    rabanadas e aletria.

    «Entrai, pastores, entrai
    por este portal sagrado».
    Lá fora a neve cai
    e o menino desnudado.

    «Alegrem-se os céus e a terra,
    cantemos com alegria»,
    há muita neve na serra,
    rabanadas e aletria.

    Bom Natal.
    André Moa

     
  • Às 24 de dezembro de 2009 às 22:28 , Blogger Laura disse...

    Ehhh meu amigo,estou numa de maus figados, em discussão com a minha querida dona Elisa, porque se lembrou que o zeca era da esquerda, ó valha-me, Jesus, se ouvisses, mas como sempre disse, amo cada ser independentemente do seu Partido político. Foi uma discussão breve, mas, acesa. E fica contra mim por não sentir como ela, azar! Mas, é Natal, nanja discussões, esta Balada é linda e soa-me sempre a algo de bom, maravilhoso


    cantai águas das fontes
    cantai à vida à esperança
    cantai e gritai bem alto
    que há seres que querem a bonança!

    Cantai ó almas amigas
    à amizade e à Paz
    que se lute com todas as forças
    ou até onde a alma é capaz!

    Para ajudar os mais fracos
    os oprimidos
    os cansados de serem pisados
    os estropiados!

    Era isso que o Zeca fazia, queria o melhor para o Povo... e isso não significa como para mim também não é, ter um partido, uma ideologia, porque hoje as ideologias não vencem...
    Ah, grande ceia de natal, até o shakita teve direito a uma bolinha embrulhada que adorou rasgar o papel...
    Beijinho da laura

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 00:51 , Anonymous DAD disse...

    Pessoal - notícia de última hora!

    A Dad(eu) vai ser vóvó!

    Foi o melhor presente de Natal que poderia ter tido!

    Beijinhos para todos!

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 09:16 , Blogger Bichodeconta disse...

    Parabéns Dad, vai nascer o teu menino Jesus, Um ser de magia e encantos.
    .......................
    .....................
    Moa AMEI o poema da Laura, a "zanga"com a D.Elisa prova que a Laura está no sitio certo, com a cabeça no lugar certo e de coração aberto!

    Ó gentes da minha terra
    Parai pra pensar
    Que importa quem canta
    E a todos encanta
    Quando está a cannnnnntar!

    Cantei a sério, alegrem-se os céus e a terra, mas saída da cama, da janela vislumbro o cenário. Os contentores ou Ilhas ecológicas como lhes chamam agora rebemtam pelas custuras,O cenário é surreal, prova de que terminou o Natal.Crescem os amontoados de papéis, caixas de mistura com garrafas e um arsenal que diz:Terminou o Natal.E porque é feriado, aquele lixo estender-se-á até que ................Abreijos,
    .............................
    ........................................Laurinha gostei do grito de revolta,esse é o meu grito que grito e voltarei a gritar até sufocar!
    "Um dia a menina vai descobrir que padece de uma doença sem cura e cujo nome ainda não sabe.." !

    Os sintomas estão lá todos
    Desejos de paz
    Revolta
    Amor a rodos.

    Não é grave Laurinha, bem pelo contrário.

    Como eu gosto de ti miuda.
    Abreijos a todos.

    PS:As palavras da Maria estão DIVINAS.Parabéns.E vamos todos dar á Dad os parabéns , ser avó! A magia do nascimento , da família que cresce e assim enriquece.Sejas bem-vinda criança.Este Mundo que anda um pouco, muito tremido precisa de gente boa.Abreijos.....

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 09:18 , Blogger Bichodeconta disse...

    Costuras, ai ai ai...

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 09:43 , Blogger Laura disse...

    Querida DAD, já te parabenizei no resteas, amei a notícia, foi presente infinito, e em breve acolherás no teu regaço o prazer infinito também, de sentir o renovado Amor!Que ele venha cheio de tudo, cheio de saúde, perfeição, e , acima de tudo, envolto no brilho das Estrelas, e siga sempre a sua Constelação Maior!...Enfim, que venha para fazer a felicidade e tê-la também, sabes, parece-me que é um menino, refiro-me a ele como um menino, porquê? nem sei! Ora, aguardemos...

    Ser avó deve ser
    algo que nos vai levar
    a trepar montanhas
    a inventar mil manhas
    para o neto acalentar.

    Inventar mil desculpas
    para escoar tanto amor
    é deixar novamente de dormir
    e voltar a ser paciente
    aumentando a dose do Amor.

    E sabe tão bem ter em nós
    outros olhos a brilhar
    mil meiguices a dar
    chorares de zanga e amuos
    que a Dad há-de acalmar.

    Lembrei-me do meu Pai
    da ternura infinda
    dos cuidados sem fim
    que dava aos seus netinhos
    saídos de mim.

    Assim; que tudo decorra pelo melhor
    que seja protegido pelo Bom Pastor!

    E que possas sempre estar por perto
    nas suas horas de aperto!

    Um grande abraço de felicidade, comecei a escrever aqui, a Noticia está aqui, mas,vou enviar-te copiando..beijinho da laura

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 10:59 , Blogger Osvaldo disse...

    Uffffa, levei uma hora mas consegui,... ler tudo!.

    Que gente maravilhosa passa por aqui. Este blog virou sinónimo de união, amor, amizade (verdadeira), de paixões, passos de dança ao luar (isso só em Tabuaço), de desfile das melhores poesias e vitrina de poetas e sobretudo, de uma grande solidadriedade entre pessoas que ainda não há muito tempo, não se conheciam e hoje fazem parte desta verdadeira familia que certamente tende a aumentar.
    Eu quero agradecer a todos os amigos que aderiram a este blog como ponto de encontro, verdadeiro rendez-vous de amizade. O Moa, o nosso Moa, meu irmão, Patriarca do Grupo, bem merece toda a nossa consideração, respeito, amor e amizade. E ainda voltaremos todos e muitos mais, à Fonte da Moa, bebermos daquela água e vocês sabem que quem bebe em conjunto naquela fonte o amor e amizade serão para todo o sempre.

    Laura, Kim, L&L, Verdinha, Léo, Ana, Maria, António, Dad, Ell, Zé do Cão, Estrelinha (Elisa), Arminda Branca & filha, Soledade, Paula, Teté e tantos que por aqui passam, obrigado em nome do meu irmão pela vossa amizade e já agora e em principio, em Setembro de 2010, teremos um fim de semana de encontro no ALGARVE!... Que acham vocês da ideia?!.

    Reservem uma data e dê-em a vossa preferência.

    Estrelinha, espera por nós!!!!!

    Feliz Ano Novo...

    Caro irmão, beijinhos às tuas mulheres aí de casas e ao Luis Tiago.

    Parafraseando o meu irmão, abreijos a todos.

    ..."Inté".

    da Ana e Osvaldo

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 11:57 , Blogger Bichodeconta disse...

    Osvaldo meu querido amigo esta ginástica matinal de descer pela corda até ao último Comentário é uma delicia.Há aqui poemas maravilhosos que se adentram em nós como rio se adentra no Mar.Foz de encontros e de amizades.Gosto deste lugar e gosto de todos vós.Espero merecer sempre esta amizade.. Fim de semana Algarvio, eheheh, mas claro que bamos !Pelo menos gostava de lá encontrar todos e mais algúns.Abreijos ao casal Osvaldo e doce Ana..Abreijos aos aqui chegam egostam de mim, Abreijos para aqueles que ficam indiferentes perante a minha presença.Abreijos a todos, Ell

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 12:22 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Querida Dad,

    Fiquei muito feliz por saber que um menino está a caminho para ser o netinho da minha amiga !
    Que maravilhosa prenda te ofereceram o teu filho e a tua nora !

    Muitos Beijinhos

    Verdinha

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 13:41 , Blogger Andre Moa disse...

    Bos Festas, amicíssimos amigos! Isto não é pleonasmo, nem redundância, nem outro erro de estilo, apenas a única forma que encontrei, ao correr dos dedos, para salientar a lufada de fresca amizade que por aqui vai soprando. E agora, até um menino Jesus muito nosso, entre nós, já temos, ou melhor vem a caminho: o neto da DAD. Parabéns, avó, parabéns querido pai Nuno e querida mãe Ruca!Que nome irá ter este nosso menino Jesus? Adivinhe quem quiser. Ah, mas desta vez a prenda não serei eu a dá-la. Agora a prenda é mesmo a sério, dada pelo nosso menino Jesus: uma mijinha no colo da feliz contemplada.
    Mijinha pura
    húmida candura
    p'ra nos alegrar,
    mijinha de truz
    do nosso Jesus
    que está p'ra chegar.

    Tens razão, irmão Osvaldo.
    Para se ler tudo duma assentada
    é preciso tomar uma boa gemada.
    A não ser que, como diz a Ell,
    se amarre um lençol no alto
    e se desça por ele.
    E o que poderia ser uma estultícia
    passa a ser uma delícia.

    E agora vou ficar por aqui, que o meu neto reclamou colo (já cá canta) e quer ele tomar conta do computador, para ver os balões.
    Abreijos de avô e neto para todos vós.
    André Moa

     
  • Às 25 de dezembro de 2009 às 17:47 , Blogger laura disse...

    Presente, diz a laura
    arengando c'os seus botões
    presente entre tanta gente
    que brota amor aos borbotões.

    Presente ao toque a rebate
    para nos juntarmos todos
    em espirito e afeição
    pelos quais, nosso coração, bate.

    Setembro passou a ser
    o meu mês de eleição
    e agora acompanho a velha canção
    Doce September, até mais não.

    Sem saber que ela iria
    influir na minha vida
    que tanta alegria me traria
    e a tornou mais divertida.

    Vivia na minha concha
    quase sempre fechada
    aprendi que ao abri-la
    fico entre gente, amada.

    Gente que eu já senti
    que tem amor dentro de si
    e não vou deixar fugir
    este novo elixir.

    Vou continuar a sorrir
    e a contar dias e meses
    que se lixem os reveses
    que sempre hão-de persistir.

    Vou começar a pensar
    a planejar dias sem fim
    e ao lembrar-me de todos
    vou esquecer-me de mim.

    Assim; Osvaldo, a primeira a ser chamada, a primeira a responder, até que já tinha sido convidada, no primeiro dia em que te dignaste (depois das férias) a aparecer.
    A Estrelinha estava junto a mim, ficou radiante,de alma efusiante, coração aos saltos, feliz, feliz, e assim sabemos que o encontro é por lá, porque ela brilha ali, e não pode sair ainda, de perto, da mamã e do papá!... (é só pra rimar) que é pai e mãe... Agora já começo a pensar, se precisarem de mim, muito antes da festa começar, eu estarei lá, para em tudo ajudar...
    Gostaria imenso que o local ficasse apenas entre quem vai participar, só peço isso!cala-te boca.
    Beijinhos, e, minha nossa, o Ano ainda nems equer acabou, ou outro está prestes a começar, e já viste osvaldo, os meses que vou ter de sonhar, e somar, diminuir? Eu sei que chegaremos lá, eu sei, Tabuaço valeu pela eleição dos lugares, pela Natureza amiga a andar, ah, foi bom sim, danças ao luar, um pedacito de estrelas ahhhh maravilha e fui a feliz contemplada com essa dança linda, filmada, guardada na alma...Bom, também fui a única que me atirei ao rapaz Moa, ehhhhh, ver um homem a dançar sozinho, não lembra ao diabo e logo com uma dançarina como eu ali ao lado! Já está, valeu pela minha ousadia! Quem não arrisca não petisca!

    Beijinhos a todos e, caprichem nos pensamentos positivos que foi o que fiz!...e, saiu tudo lindamente, por isso entreguem-se nas mãos do osvaldo, ele sabe organizar! passeatas é com ele, o almoço estava bem, lindo, num local onde podia-mos esticar as pernas por ali fora, houve onde estacionar e só isso já foi bom..um reparo, para a próxima olhem lá a Músicaaaaa!... que se não fosse o nosso Tenor, o Kim, ficavamos de baile cancelado, Moa, abri o baile sem ti, estava destinado, enquanto foste ao mar, outro tomou o teu lugar ehhhh, com tanta gente a cantar!...
    Abreijos sem fim...Combinem tudio muito bem para que não haja imperativos da última hora..laura la Nina.

     
  • Às 26 de dezembro de 2009 às 09:44 , Blogger Laura disse...

    Passaram os dias festivos
    voltaram ao mesmo de sempre
    acabaram-se os sorrisos
    somos os de antigamente.

    Corpos entorpecidos
    pelas canseiras da vida
    os risos mais reprimidos
    e a vida seguindo a vida.

    A mente essa cansou-se
    de pensamentos positivos
    pensa que não basta pensar
    para nos sentirmos vivos.

    E lá estamos nós outra vez
    a pensar que ainda falta muito
    para ser Natal e voltar ao frenesim
    que me faz lembrar a mim

    Que a minha festa será antes
    muito antes de o Natal chegar
    e só me preocupo com ela
    quando vir os meses passar.

    Até lá, ó minha gente
    desejo-vos o melhor de tudo
    que passeis um bom Entrudo
    e alcanceis a Primavera

    E que o Verão esteja já
    à nossa espera,
    para que Setembro chegue
    feliz como sonhada quimera.

    Assim, vou passar o tempo a voar
    com o pensamento retido
    nos lugares que visitei
    os quais tanto amei.

    E recomeçar novos sonhos
    criar cenários e rostos
    risonhos, momentos de amor
    alegria, esperança, calor.

    E Setembro chegará enfim
    será feliz para ti e para mim
    e mostrará a todos os que se querem
    que o Amor existe, não desesperem!...

    Beijinhos da vossa nina, laura

     
  • Às 26 de dezembro de 2009 às 11:14 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Caros amigos,

    Como não tenho por hábito responder aos comentários nos meu blog, vou aproveitar este espaço aberto deste nosso amigo comum para comentar o último poema da Laurinha, já que ela também deixou o mesmo no meu espaço.

    É certamente um poema bem engendrado
    Mas com a mensagem nem sempre concordo
    A nossa amiga já fez desfilar o tempo
    Para mais rapidamente chegar a Setembro

    "as canseiras da vida corpos entorpecidos"
    Não me vão eliminar os pensamentos positivos
    Não considero esta data com mera quimera
    Mas os outros meses a minha mente enumera

    Deixem-me viver primeiro o presente
    Aproveitando tudo da vida calmamente
    A minha agenda consulto diariamente
    Porque é agora que quero viver intensamente

    Não sabemos o que nós reserva o futuro
    Nestas andanças longínquas não me aventuro
    Mas ao seu tempo ultrapassarei qualquer adarve
    Para estar em Tabuaço, na Parede ou no Algarve

    Uma vez mais a Verdinha fez a imprudência
    De se juntar aos poetas apesar da ambivalência
    Que um dia decidirá anular sem hesitação
    E deixará de escrever com precipitação

    Um beijinho para todos

    Verdinha

     
  • Às 26 de dezembro de 2009 às 13:21 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 26 de dezembro de 2009 às 13:32 , Blogger Bichodeconta disse...

    Ó minha querida Verdinha
    Bem-vinda aqui novamente
    Este espaço que é do Moa
    Que por ser grande pessoa(Não Fernando)
    Deixa entrar toda a gente.

    Só os de boa vontade
    Aos outros falta coragem
    Gosto muito da Laurinha
    E de ti querida Verdinha
    Aceito a tua mensagem.

    Vamos viver o Presente
    Setembro é ali á frente
    Até lá tenhamos calma
    Pra poder naquele dia
    Com todos por companhia
    Em festa lavar a alma.

    Moa amigo aparece
    Já temos saudades tuas
    E do que escreves tão bem
    Ou fico a pessar que os fritos
    Que comeste no Natal
    Não te cairam tão bem

    Eu só comi uma filhóz
    Acreditem todos vós
    Um sonho e uma azevia
    Que o Mundo de todos nós
    Não começa e termina
    Sómente naquele dia.

    Passado o dia festivo
    Bendigo este desapego
    Tanta coisa pra comer
    E tanta mesa vazia
    E se comesse demais
    Rebentava ao outro dia. ehehehe

    Abreijos.
    E bom ano para todos.
    Haja paz e amor a rodos.
    Nã sei se esqueço se lembro
    Vamos esperar até Setembro
    Pra poder abraçar todos.

    Olha que a Laurinha tem razão, Setembro não pode ser já amanhã?Fica a pergunta e o meu abraço.Ell

     
  • Às 26 de dezembro de 2009 às 13:38 , Blogger Bichodeconta disse...

    Perdão pelo erro.

     
  • Às 26 de dezembro de 2009 às 15:50 , Blogger Laura disse...

    A verdinha até tem razão em;

    querer que o tempo escoe
    na sua forma de ser
    sem ser preciso apressar
    o processo natural.

    Mesmo que eu e a bichinho
    o tempo quisessemos empurrar
    a coisa não ia dar
    pois o tempo é resmungão
    e só passa quando tem de passar.

    Assim, só nos resta esperar
    deixar o tempo passar
    deixar de contar os dias
    e diminuir não somar.

    O Moa está ausente
    de certeza a comungar
    com a familia presente
    aqui ou noutro qualquer lugar.

    A gente clama por ti
    rapaz do nosso coração
    e a saudade em si
    dá-nos a volta á razão.

    Quanto a viver o presente
    a coisa vai ser custosa
    e eu que ando contente
    por ir abraçar toda a gente.

    Não me importo com o futuro
    nem com o que a vida me reserva
    quero é viver intensamente
    o amor que ainda tenho de reserva.

    Já parece que me refiro
    a alguma velha garrafa
    mas na verdade meus amigos
    quando não se ama
    a vida perde a graça!...

    Beijinhos a todos e vamos lá prá rima, versejar, cantar...laura
    daqui nadinha vou-me encontrar com a Dupla L e L olarilaaaaaaaaaaa, só espero que a neide chegue para ligar... depois vou ao lanche dos meus primos, pois quando fui com Osvaldo e Ana no dia 5, era o jantar dos Primos, queriam-me lá, não deu, marcou-se mais um lanche pra mim..Beijinhos..laura,

    Estreei roupa nova
    saia preta de cós alto
    meia fina
    sapato alto.

    a dona elisa quando me viu
    perguntou se o manel
    não aplaudiu, se o pobre
    nem me viu!

    Disse ela para mim
    que bonita que estás
    e eu toda vaidosa
    rodei prá frente e pra trás.

    Agora é que me vou
    a mocidade espera por mim
    os meus primos são todos
    muito mais novos que a mim!

    O mais velho deve ter uns quarenta
    os outros andam nos trinta e tal
    e eu como não aparento quase 60
    fico ao lado deles sem ficar mal!...

    Uma coisa é certa,a doram-me, mimam-me, riem-se comigo, enfim...que bom laurinha que nem tudo é mau...

     
  • Às 26 de dezembro de 2009 às 21:34 , Blogger laura disse...

    Ahhh quem é que teve
    uma alegria no coração?
    a laurinha até mais não!

    Conforme combinado
    fui ter a um lugar
    e logo apareceu
    a amada amiga que ia encontrar.

    Luisa de seu nome
    da dupla L&L
    e vejam lá
    trouxe-me daquele Moscatel
    e Bom-Bons para saborear!

    Ai como nos consolamos a falar
    como eu adoro esta nina
    que tem um coração de encantar !

    Ora pois, que invejinha saudavel a vossa... Deus é bom e manda sempre dos seus Anjos para me alegrar o coração!...

     
  • Às 27 de dezembro de 2009 às 00:57 , Blogger Andre Moa disse...

    Há três dias que não paro,
    ponho o pé em ramo verde,
    não por ser barato ou caro...
    sou dos que no amor se perde.

    Desta vez foi o Natal
    que me levou para fora,
    p'ra outro amor sem igual,
    com filha, neto e senhora.

    O gato não foi também,
    só porque gato não tenho,
    p'ra casa da minha mãe
    onde se junta o rebanho

    de que ela é a pastora,
    da família a autarca.
    Minha mãe é uma senhora,
    uma grande matriarca.

    Nestes dias de Natal,
    co'o rebanho assim por perto,
    foi-se dela todo o mal,
    voltou-lhe o sorriso aberto.

    O meu neto foi o centro
    dos presentes e atenções.
    Que energia ele tem dentro!
    Como aguentou os serões!

    Cumpriu bem o seu papel.
    Que gestos admiráveis!
    Usa pilhas duracel,
    para mais, recarregáveis.

    Sorriu, fez sorrir, brincou,
    fez trinta por uma linha,
    aprendeu truques, cantou,
    foi há pouco p'rá caminha.

    Vai dormir que nem um justo,
    espero e desejo eu.
    Sem pesadelo nem susto,
    vai sonhar que está no céu.

    Entre os anjos, este anjinho
    vai ter um sono de truz.
    Que lindo é o meu netinho,
    o meu menino jesus!

    Abreijos.
    André Moa

     
  • Às 27 de dezembro de 2009 às 14:20 , Blogger Bichodeconta disse...

    Lindo, e muito bom saber que foram ver a senhora tua mãe.Criança enche a casa de alegria, só por isso o Natal é magia.
    Abreijos
    Ell

     
  • Às 27 de dezembro de 2009 às 20:21 , Blogger Andre Moa disse...

    A quem o dizes, querida Ell, a quem o dizes!
    E por aqui me fico. Penso que o natal não correu nem bem nem mal, foi mais um natal, como de costume: cumpriu-se a tradição,o ritual, aqueceu-se o coração, esqueceu-se o velho estrume. Por momentos, que as cenas tristes continuam dentro de momentos, com ranger de dentes e lamentos.
    Mas se o natal já deu o que tinha a dar, o ano novo está a chegar, mudemos de post, reanimemos a esperança, continuemos a entreter a velha criança que habita em nós.
    Continuação de Boas Festas para todos vós.
    Lá vos espero no dealbar do Novo Ano que não tarda aí. Por mim, aqui, não tardará a aparecer, por antecipação, como preparação para o Reveillon. Que bom! Talvez ainda hoje, lá para as onze e meia, meia-noite.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 27 de dezembro de 2009 às 22:22 , Blogger Laura disse...

    Reveilon rima com tão bom
    e nesse dia estarei
    de olhos colados na janela
    à espera de ver
    se algo de bom o novo Ano me vai trazer!

    Todos os anos fico sozinha
    nesse dia que foi feito para a dois, brindar
    os que se amam erguem as taças
    e brindam a que o amor nunca venha a acabar!

    Eu já não brindo à alegria
    porque ela faz parte de mim
    e se vivo em nostalgia
    é porque vivo a vida dia a dia!

    Porque não sonharei eu
    com o baile de fim de ano
    porque não me imaginarei
    com aquele principe que eu cá sei!

    Porque tento travar os sonhos
    e penso que não tenho o direito
    de os sonhar se o meu coração ficou preso
    num principe de encantar!

    Ele desceu da sua carruagem
    e reparou em mim
    se vi nos seus olhos amor
    é porque o estava a ver
    através do meu olhar!

    Mas ele foi-se embora
    não dava para ficar
    acenou-me com o lenço
    e prometeu um dia voltar!...

     
  • Às 27 de dezembro de 2009 às 22:45 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Laura, para ti, antes do antes, um bom ano novo com paz, alegria, felicidade e amor.
    Beijinhos.
    André Moa

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 00:03 , Blogger Laura disse...

    Paz eu tenho
    felicidade, também
    mas, amor, o amor o bendito do amor, de onde vem?
    beijinho e votos felizes para ti, também, e, ainda tenho os pés gelados, ora pois, e a nossa estrelinha que não me deixa ir aquecê-los...beijinhos Moa, dorme bem, laura

     
  • Às 28 de dezembro de 2009 às 14:57 , Blogger Natália disse...

    Olá Meu querido Amigo.
    Vai ficar admirado com este comentário pela primeira vez no seu cantinho.
    Sempre o tenho lido,desde a nossa Querida Catedral,não tinha ainda blog,não percebia nada destas coisas da net,até que resolvi a muito custo fazer o meu blog mais para me divertir um bocadinho e fazer novas Amizades e tem sido muito bom para mim,tem-me ajudado muito a passar os meus dias,pois também sou uma Guerreira do cancro da mama e da tiroiede,tudo isto aconteceu em 2008.
    Amigo espero que esteja tudo bem consigo,aproveito e desejo um Bom Ano para si e todos quantos o visitam.
    Beijinhos.

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...