SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

DIA SEIS DE JANEIRO - DIA DE REIS



DIA DE REIS

Como ainda ontem à noite me lembrou minha mãe pelo telefone (não há ano que não mo lembre), faz hoje setenta anos que nasci para Cristo, no seu crente falar. Eu, mais prosaico, direi que faz setenta anos que fui filiado no sindicato católico, apostólico, romano, por vontade expressa e exclusiva dos meus pais. Eu contava apenas um mês e oito dias de vida e a idade da razão, essa, ainda vinha longe, como aliás, ainda hoje. Já me lembro muito bem é de andar a cantar os reis de porta em porta, quando ainda infante. Eu que nunca era seleccionado para nenhuma das equipas de futebol, formadas ad hoc, salvo quando faltava um para formar uma das equipas e eu era o único ainda disponível, já facilmente era arvorado em mestre e solista da cantoria. Já adolescente, a comandar um grupo de estudantes, lá íamos nós a duas ou três casas dos pais de colegas nossas de estudo, tudo previamente combinado. Quadras devidamente enquadradas na época, mas inéditas, feitas, por mim, a propósito. No final da cantoria, escancaravam-se as portas da casa onde nos esperava uma temperatura amena e um bom repasto. Acabávamos todos já bem bebidos a fazermos uma monumental serenata, até que o frio de rachar nos fosse sorvendo os eflúvios e os calores dos álcoois. Isto em Tabuaço, coração do Douro Vinhateiro.
Ainda me lembro do refrão de uma das modas mais tradicionais dos cantares dos reis: "As boas festas nós vimos dar, o deus menino vimos visitar; as boas festas nós vimos dar, o deus menino vimos visitar”. Seguiam-se depois as quadras direccionadas aos membros da família, a começar pelo senhor da casa, logo seguida da senhora da casa. "Quem diremos nós que viva no copinho do licor, viva o dono da casa e mais quem lhe tem amor”. Quem diremos nós que viva no grãozinho do arroz, viva a Dona Maria por muitos anos e bôs”.
Para todos, bom fim destas festas natalícias! E Feliz Carnaval, que não tarda aí!
André Moa!

29 Comentários:

  • Às 7 de janeiro de 2010 às 08:11 , Blogger Osvaldo disse...

    Pois é irmão, também eu nos anos 50 o fiz. Cantar... cantava, desafinar... desafinava, mas as portas sempre se abriam.

    Claro que ainda hoje respeitamos o Dia de Reis como parte integrante da Quadra Natalícia (ou Natalina) e hoje fiquei em casa para desmontar o Presépio e a Árvore de Natal que todos os anos fica exposta na sala do 6 de Dezembro (dia de São Nicolau) ao 6 de Janeiro (dia de Reis). E quando não estou, deleguei ao Léo este trabalho simbólico que será provávelmente o único no ano em que temos um enorme respeito pelas tradições recebidas pelos nossos antepassados porque já na casa dos meus avós que tu conheceste bem (o Delfim e a Ma.da Conceição), assim se passava e certamente assim continuará pelos séculos e séculos...

    Um grande abraço, irmão e bjs às tuas mulheres e netinho.
    da Ana e Osvaldo

     
  • Às 7 de janeiro de 2010 às 10:11 , Blogger Bichodeconta disse...

    Penitencio-me, eu não cantei e pior, nem comi bolo rei.Pode?Claro Moa, essa voz tem muitos anos de traqueko, nota-se ao ouvir-te.Espero que o tempo aqueça e possamos rever-nos a todos em breve.Parabéns pela tua mãe ainda com essas lembranças tão atempadas.Já não se fabricam pessoas com essa força.Um abraço á família, um beijinho doce ao Luis Tiago, Um abraço a todos, abreijos, Ell

     
  • Às 7 de janeiro de 2010 às 18:47 , Blogger Laura disse...

    Ora vivam ora vivam
    os moçoilos desta casa
    que decerto ainda estão
    c'o grãozinho ali na asa.

    Moa menino menino Moa
    que cantou e encantou
    no tempo que já passou
    mas parar, não parou.

    Conitnua a versejar
    a cantar as janeiras
    na casa da tia aninhas
    que lhe cerzia as joelheiras (a cerzideira)

    Quando ele saía
    c'oas calças a estrear
    mas pôs-se com a bola, a jogar
    e claro as calças foi rasgar.

    e para esconder da mãe
    correu para a cerzideira
    mas que pena menino Moa
    tão mal acabou a brincadeira.

    Foi não foi ó Moa? estavas a contar lá à porta da tua casa, apanhavas pra caraças, mas que queres, eras maroto...
    beijinhos repenicadinhos, laura

     
  • Às 7 de janeiro de 2010 às 22:50 , Blogger Andre Moa disse...

    Pois é, Osvaldo irmão,
    os da nossa geração,
    lemos pelo mesmo caderno:
    Folguedos no São João;
    Senhora da Conceição,
    Natal e Reis no Inverno.

    Minha mãe, querida Ell,
    não precisou de papel
    para fazer sua história.
    Foi sempre mulher de luta,
    de genica,de labuta
    e de uma grande memória.

    Ainda hoje dá cartas.
    Sabe de cor muitas datas,
    desfaz-nos muitos enganos.
    Quem havia de dizer
    que está prestes a fazer
    vejam só, noventa anos.

    A Laura a versejar,
    é capaz de inventar,
    nomes e até profissões.
    Chamava-se Eva, era moça,
    mas p'ró caso não faz mossa,
    quem me coseu os rasgões.

    Não foi a jogar à bola
    que rasguei calças e tola;
    foi num grande trambolhão
    que dei por muito correr
    e sem no caminho ver
    um enorme cagalhão.

    Ai que já disse uma asneira!
    Mas que suja língua a minha!
    Foi mesmo por brincadeira.
    E agora vou p'rá caminha.

    Está na hora. Boa noite.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 7 de janeiro de 2010 às 23:30 , Blogger Kim disse...

    Eu cantei, cantei, cantei!
    Cantei na noite fria, as janeiras dum tempo que não esqueço. Bati à porta do tempo e o tempo a abriu.
    De porta em porta arrecadava parcas moedas, que sabiam a muito, e a noite continuava mais noite, fria como as noites que se seguiam. E depois, acordava e sabia que os Reis tinham passado.
    Hoje já nem sei o que isso significa.
    Um grande abraço, amigo que saído dum bloco de gelo, chegaste quente até mim.

     
  • Às 8 de janeiro de 2010 às 10:09 , Blogger laura disse...

    Ai então entendi mal
    essa de saltar caca de cão
    e que foi por isso
    que aconteceu o rasgão...

    Ora vê lá tu se não rima
    a caca de cão com adão
    e foi a Eva que evitou
    tamanha confusão.

    Ai que tola, eu não sou
    ó Moa que desplante
    chamares-me assim de tola
    ó seu grande moinante!

    Espera aí caro amigo
    deixa-me ir ao dicionário
    não vá eu pensar que moinante
    tem significado contrário!

    Afinal nem me enganei
    moinante significa
    brincalhão e sempre rima
    com a caca de cão!

    Afazeres chamam por mim
    de motorista vou fazer
    levantar uma encomenda
    que no aeroporto me vão trazer

    Trata-se de um embrulho
    de dimensões arrojadas
    estatura avantajada
    e virei super carregada

    Com um moço bem janota
    a quem amo tanto assim
    e segunndo ele diz
    também me ama tanto a mim.

    Ciao, vou buscar o rapaz, estava ansioso sem saber se chegaria a tempo e no dia, pois a neve fechou aeroportos e comboios...
    Beijinho e já não falamos há dois dias, ai, tanto tempo pró meu gosto...laura

     
  • Às 8 de janeiro de 2010 às 18:33 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro Kim,

    Cantaste tu, cantei eu,
    fomos muitos afinal,
    em frias noites de breu,
    cantar reis em Portugal.

    Crescemos, tudo passou,
    e tudo não era nada.
    Lérias que alguém inventou,
    p'ra entreter a pequenada.

    Significado? Nenhum.
    Só o que se lhe quer dar.
    Acordámos, catrapum!
    Lá se foi tudo pelo ar.

    Saí dum bloco de gelo?
    Aqueci-te, amigo Kim?
    Mas com que amor e desvelo,
    tu me derreteste a mim!?

    Esta parece de Gays
    que não somos, mera sorte.
    Hoje é dia, bem sabeis,
    de tolerância mais forte.

    Vota-se hoje em Portugal
    para os Gays o casamento.
    Sinto-me hoje mais igual,
    com menos constrangimento.

    Sou um heterossexual,
    só casarei com mulher,
    mas acho tão natural
    que alguém case com quem quer!

    Tendências, aptidões,
    dão-no-las a natureza.
    Naturais inclinações
    são p'ra seguir com justeza.

    E quem não gostar, não coma,
    a tal não é obrigado.
    Casem os Gays! Ora toma!
    Não me sinto ultrapassado.

    Se eu fosse mulher seria
    lésbica de corpo e alma.
    Com homem não casaria,
    que é bicho bruto e sem calma.

    Olá, Laura! Como vais?
    Tu não és tola, credo!
    Leste-me tarde de mais
    ou então foi muito cedo.

    Rasguei as calças de ferro,
    Rasguei a tola, a cabeça.
    Da tola fiquei bem perro.
    Tola, tu? Nunca! Hom'essa!

    Não desconfies de mim,
    não estragues meu fadário.
    As palavras são assim:
    vai ver ao dicionário.

    Tôla e tóla: som diferente.
    Ambas tola na grafia.
    Estás agora mais contente?
    Viva a Paz! Viva a harmonia!

    Não faças mais confusão:
    o que me fez ir de borco
    não era merda de cão,
    mas sim cagalhão de porco.

    Ía o suino, coitado,
    levado pr'ó matadouro.
    Sentiu-se tão apertado,
    que ali deixou seu tesouro.

    O contemplado fui eu
    que ia sem tino e juizo.
    Mas olha, destino o meu:
    Só tive dores, prejuizo.

    Neste meu começo de ano,
    estou com língua de garage*
    Serei eu um novo Elmano?
    Encarnou em mim Bocage?

    * garage em francês para melhor rimar com Bocage, nome igualmnte francês. De facto, o poeta sadino, que chegou a usar o pseudónimo Elmano, chamava-se José Maria Barbosa du Bocage. E como sabem, era um tanto desbragado na lingagem.
    Desculpem qualquer coisinha sim? Mas sabem, aqui, no nosso cantinho privado, nesta secção de comentários, sinto-me convosco, como que em família, por isso, com a linguagem menos cuidada, menos aturada, com a língua mais solta: sai oração, sai oração; sai bojarda, sai bojarda. Tudo depende da convesa e do tema. Convosco, confesso, sinto-me muito à vontade. Como que num grupo de amigos, na adega, na garage. Já no post é outra coisa, outra a exposição, onde só usarei linguagem de salão. Até ver, sei lá, digo eu, que isto, quando se vai para velho, vai-se perdendo a tineta, o tino, o juizo, o bom-senso, o comedimento. Ou a hipocrisia? O constrangimento? O parece mal, só de fachada? Não sei. Isto já me cheira a desculpa antecipada. Espero bem que não, que eu quero morrer tarde, mas com a razão a funcionar como deve ser, a par com o coração.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 8 de janeiro de 2010 às 20:28 , Blogger Laura disse...

    Rapaz tu nem sabes como adoro
    ler o que prá qui vai
    com decoro ou sem decoro
    aqui é tudo "água vai".

    Não me importo de ser tola
    porque eu já sei que o sou
    e ser tola nem é nada demais
    apenas chamada de atenção nada mais.

    O teu fadário tomara eu
    tê-lo cá nas minhas mãos
    assim como tenho o Dicionário
    pra acabar com a confusão. (bicho)

    Eu sabia que moinante
    era algo assim pró brincalhão
    mas se não fosse o caso
    ainda me mandavas um caga...o(do porco)

    Acabaste de dizer que aqui
    de tudo se pode escrever
    e como não há melhor rima
    seja lá o que vier.

    Espero livrar-me de bordoadas
    de palavras de calão
    e se não me agradarem
    olha, sou surda até mais não!...

    Isto anda paradinho
    as meninas assustaram-se
    ou então é lá do frio
    e elas agasalharam-se.

    Estou mal da minha garganta
    ele é spray ou comprimidos
    e vou deitar-me no ninho
    descansar um bocadinho.

    Já não te vejo há muito
    na janela do gmail
    olha que mais que um dia
    pra mim já parece mal.

    Beijinhos, agasalhadinhos, olha que o frio tá mau! agasalha-te e plas 22, ala que se faz tarde..laura

     
  • Às 8 de janeiro de 2010 às 20:30 , Blogger Laura disse...

    Ai li-te assim desbragada
    pois só agora reparei
    falaste na tola rachada
    ou meada já nem sei...

    isso é tudo fruto
    de ler tudo a correr
    e quando respondo claro
    é tudo a desdizer.

    ora entendi que a tola bateste com ela, e aí está a confusão, assim meu amigo desculpa, desculpa até mais não..um xi, de? mim, ora pois..

     
  • Às 9 de janeiro de 2010 às 21:09 , Blogger Laura disse...

    Fui ver o filme AVATAR, coisa mais linda, emocionante, pena o teu neto ser ainda pequenino...crescendo, hás-de levá-lo, porque vale a pena, e a história é linda também, Amor,s empre amor, o que não impede uma desforra, no fim..beijinho da laura

     
  • Às 10 de janeiro de 2010 às 20:52 , Blogger Andre Moa disse...

    Surpreendido e, mais que surpreendido, espantado com o que acabo de ler no blogue do nosso querido amigo Kim, eu, que não nutro qualquer interesse pelo assunto - CASAMENTO GA - acabei por não resistir em lá deixar o que abaixo transcrevo, para, já agora, que conste neste nosso cantinho.
    Um parêntesis para sublinhar e enaltecer a tua postura sobre o assunto, querida Laura: inteligente, amorosa, lúcida e muitíssmo bem explanada. Sinceramente, o meu aplauso. E parabéns pelo aniversário da tua querida nina.
    Beijinhos para ambas. Já deixei para ambas um "ramo de flores" no teu Résteas de Sol.

    Crónica sobre o casamento Gay

    Sim, senhores! Belas gargantas
    que eu aqui vim encontrar!
    Lucubrações tais e tantas
    e todas de embasbacar!

    Querem-me casar com um Gay?
    Voto contra, já, a correr.
    Não me obrigam, quanto sei?
    Então, quero lá saber!

    "Ficam teus olhos em brasa
    quando um casamento vês?
    Deixa lá casar quem casa,
    que ninguém te tira a vez!"

    Velho fado Coimbrão
    dizia o que fica atrás.
    Que decida o coração
    se quer moça ou rapaz.

    Eu nessa não voto, não.
    Isso não me diz respeito...!
    Abaixo a má tradição!
    P´ra quem casa, bom proveito.

    P'ra quem não casa também
    Felicidade e amor,
    Viver,amar sabe bem
    a mim, a ti, a quem for.

    Quem casou está casado,
    quem não casou é solteiro.
    Viva o sexo e o "pecado"!
    Viva o amor por inteiro!

    Eu só caso com mulher!
    Se amo muitas por igual,
    então que venha o Harém.
    na Arábia ou em Portugal!

    Depois de vos ler a todos,
    apeteceu-me meter também o bedelho
    onde e para onde não fui duplamene chamado: no blogue do Kim (desculpa, amigo Kim) e nessa história do casamento Gay (que me desculpem os homossexuais).

    Abreijos para todos.
    André Moa

    P.S. - Para não se pensar que sou dos que batem e fogem ou que me vim aproveitar do blogue de um amigo para brincar com coisas sérias, vou copiar esta minha paródia e colocá-la nos comentáros do meu blogue.Já

    E cá está ele.
    Abreijos para todos.
    André Moa

     
  • Às 10 de janeiro de 2010 às 21:42 , Blogger laura disse...

    Começo por cantarolar
    viva o pecado sim senhor
    pois mais vale pecar
    do que casar sem amor.

    É que quando nos casamos
    o amor parece existir
    surgindo os conflitos
    acabamos por desistir.

    Mais vale juntar os trapos
    nem que sejam apenas farrapos
    e gostar de viver lado a lado
    com quem nos mantém em pecado.

    Porque no pecado há contradição
    e quem tem tudo de feição
    não aprende da vida a lição
    e vive-se mais sem contenção!

    Se eu pudesse viver em pecado
    ai que bem me iria saber
    se vivi toda a vida, acertado
    acredita que nem sei o que é viver.

    Não sei o que é ter
    um companheiro querido
    que me sussurre também
    palavars de amor sem ser no ouvido.

    Um companheiro que me dê arrimo
    e saiba dividir comigo
    as coisas belas da vida
    e seja meu porto de abrigo.

    Mas juntanço só com Homem
    daqueles com um grande H
    pois homens desses vulgares
    é o que mais há por cá.

    Assim grito alto e bom som
    casem-se lá com quem quiserem
    sejam lésbicas ou gays
    o que quero é todos sejam felizes
    como no tempo dos nossos pais!...

    Não, para mim não existe viver em pecado, isso é tudo inventado pelas religiões, pelos armados em sabedores, para fazer a mulher ser mais respeitada, (isso dizem eles, mas são os primeiros a enxovalhá-la)o casamento foi inventado para tornar a mulher, numa criada para todo o serviço, sem ser preciso pagar um salário...homem sempre teve a mania que é esperto e a mulher sempre gostou de mostrar que era burra, isso era antes, e por isso agora descasam, casam, tornam a descasar e a casar, problema delas mas, já não se sujeitam a tanto, as mais emancipadas, ora pois!...

     
  • Às 10 de janeiro de 2010 às 21:44 , Blogger laura disse...

    Quanto aos gays e lésbicas, é sabido que vivem maritalmente e nem sempre coabitam da melhor das formas, conheço algumas e vivem na corda bamba com a relação marcada pelas lutas, gritos e ciumes, os homosexuais, a mesma cosia, assim; casar? xiça, penico, chapéu de coco...é mais para terem direitos, mordomias, uma reforma na viuvez? talvez, samicas, como diz a nossa estrelinha.
    Um abraço apertadinho meu querido Moa, e que saudade tenho de ti, de me sentar junto de ti, a falar do que queria falar, enfim, um dia será..laura

     
  • Às 10 de janeiro de 2010 às 21:52 , Blogger laura disse...

    Um Harém querido Moa
    ó valha-te, pró que te foi dar
    tu já viste a quantas tinhas
    de passar o dia a cantar?

    A mulher quer-se amada
    desejada e sei lá que mais
    mas não quero ser divida trocada
    por outras que tais.

    Quando eu amar
    um Homem só, vou querer
    nem preciso de lhe jurar
    que fiel eu hei-de ser.

    mas um Harém ó senhor
    onde é que o nosso Moa
    ia alojar tanta mulher
    só se fosse lá pra Goa!

    É que aqui não terias
    instalações de primeira
    e de fartura morrias
    com tanta barulheira.

    É bonito de falar
    e mais bonito de imaginar
    mas acho que desistias
    com o trabalho que ias ter!...

    Ai que pagode não seria
    viveres na santa alegria
    rodeado de mulheres
    como numa romaria!...

    beijinhos mil, da laura amiga e..ora pois, a tua Musa!...

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 10:28 , Blogger Maria disse...

    André, meu amigo

    Tu filiaste-te ou filiaram-te, dia 6. A mim fizeram-me o mesmo, no dia 7, no mesmo clube. Ainda não me desarrisquei de sócia, mas já não pago as cotas há uma data de anos. Além disso, casei-me no mesmo dia, 21 anos depois. Não dá para esquecer. Depois, o meu adorado irmão, militante do dito clube, não deixa esquecer. Faz como a tua mãe: avisa de véspera.
    Até hoje não me fez diferença, mas eu antes queria ser filiada no União de Tomar. Sempre é o clube da minha Terra e, o meu pai até era presidente quando eu nasci. Vê lá para o que lhes havia de dar. Ainda por cima, sabes quem é o meu padrinho? O São José. Só visto. Com tanta gente rica lá na terra, vão convidar o pobre homem, que já tinha que criar um filho que não era dele (dizem as más línguas). Feitios!
    O melhor é parar por aqui, se não ainda sou excumungada.
    Beijinho
    Maria

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 10:41 , Blogger Laura disse...

    nananináná,Mária as más linguas continuam a zurzir, mas, Jesus era filho de Maria, e de José, ora pois, quem diz Espirito Santo, diz muita cosia mas a sementinha foi o José que a plantou e nasceu aquElE lindo e amado Jesus, só que eu acredito que tiveram contacto fisico,de amor,de paixão, como qualquer casal.Numa alcova a mulher é rainha, e sabe muito bem da sua vida!...deixem-se de dizer que antigamente nem sabiamos o que era um orgasmo, ó, vai dái!...Apesar da minha experiência nessa área, deixar muito a desejar!...O Amor é lindo e sexo faz parte dele, tanto assim que é a melhor coisa depois de amor, amar!... Maria, o S. José é um Bom Padrinho, podes crer, mas não sei como é que ele assinou a papelada lá do Registo, enfim!...
    Haja Amor, Verdade, Alegria e vivamos todos em Santa Paz!...Beijinhos Petit Marie, Beijinhos Moa, misturados com abreijos..laura
    Quanto aos que acreditam que Jesus é somente Filho do Pai Espirito Santo, cada um sabe de si e como pensa, só isso! Mas nunca deixo de dizer o que sinto...o que penso, óbviamente, sem querer faltar ao respeito seja a quem for que acredita no que quer!.
    Moa, lembras.te quando passamos em Tabuaço, iamos a pé pela cidade e havia uma imagem qualquer, talvez da Virgem,esculpida, parece-me, e falamos sobre isso, é assim que penso!...assim como penso que amar e amor são duas coisas lindas e que, amando, vai-te a elas! mulheres? o mesmo!...

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 11:19 , Blogger Andre Moa disse...

    Ó minha cara Maria,
    mas que bela sinfonia!
    Para mais em sintonia,
    com o que sou, noite e dia!
    Filiado a contra-gosto,
    tal como tu, hoje, aposto
    nos antípodas, no oposto
    do mito há muito deposto
    dos seus falsos pedestais
    onde os nossos ancestrais,
    nossos avós, nossos pais,
    os nossos e muitos mais
    o colocam, o adoram,
    e lhe cantam e lhe choram,
    enquanto outros exploram
    e vivem do mito, e oram,
    e alimentam crendices
    com argúcia, matreirices
    que só provocam chatices
    e empanturram de tolices
    as ingénuas criaturas
    que se sentem inseguras
    e vivem como penduras
    suspensas lá das alturas.

    Feliz, sempre que te vejo,
    aproveito este ensejo
    p'ra satisfazer meu desejo:
    Agradecer-te com um beijo.

    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 15:56 , Blogger Laura disse...

    Já foi Jesus que expulsou os vendilhões do templo, lembras-te? mas cada um com suas crendices e repara que é a religião que impede a maioria de pecar!...ao menos aguentam-se os maus figados cheios de fel, mas, já não fazem tanto mal quanto querem...andam no meio termo...

    Beijinho da laura..

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 18:11 , Blogger Bichodeconta disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 18:13 , Blogger Bichodeconta disse...

    Ai o que ando a perder
    De não passar por aqui.
    Já se passou tanta coisa
    Ás quais eu não assisti

    ...... Ainda não fui convidada pra qualquer casamento, mas haja decoro!Lésbica?Nánananananinana.. Gay, neveeeeeeer, um Harém até pode ser engraçado..Pra mim as pessoas vivem como querem, sem que isso seja pecado. Os pecados estão na cabeça das pessoas, imaginem mulheres o que seria um harém, um homem dividido por seis ou sete mulheres não era difícil de aturar ehehehe. Era a roupa de um , o ressonar hehehe de um, tenho de estudar este assunto que não sei muito bem como funciona..Decididamente sou uma pessoa antiquada e fora de tempo..Diz que sim!!!!!!!!!!!!!!Felizes todos nos matrimónios que se seguirão.. Abreijos, Ell

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 22:28 , Blogger Andre Moa disse...

    E porque é que não passaste,
    bichodeconta querida?
    Ainda não reparaste
    que sem vós eu perco vida?

    Abreijos.
    André Moa

     
  • Às 11 de janeiro de 2010 às 22:32 , Blogger Andre Moa disse...

    Eles não aguentam nada,
    querida amiga Laurinha!
    Que o diga o Torquemada
    que tão maus fígados tinha!

    Abreijos.
    André Moa

     
  • Às 12 de janeiro de 2010 às 11:19 , Blogger Laura disse...

    Amigo se te queres rir
    desanda daí e segue
    para o blogue do Kim
    o rapaz é cá um riso
    que dá cabo de ti e de mim.

    Agora diz que vai marcar almoço
    só aqui pró mulherio
    porque diz que nós mulheres
    não nos sabemos aguentar
    entre tanto falar, falar...

    Já marquei o meu lugar
    mas antes inda vou treinar
    aprender o Kic Boxing
    para saber enfardar
    a guerra que prá'li vem.

    Acho-lhe imensa piada
    quando diz que as mulheres
    não percebem nada
    e por dá ca´daquela palha
    andamos logo à porrada!

    Mas isso não acontece comigo
    porque eu sei o que digo
    se em toda a vida ainda só ouvi
    estalar na cara de alguém
    as chapadas que lhe dei!

    E eram homens por sinal
    assim não me levem a mal
    as amigas que eu tenho
    sempre a todas respeitei
    e delas o mesmo recebi.

    Agora se ele entende
    que vamos ter almoçinho
    declino a contento
    prefiro almoço d'homens
    dos quais recebo carinho!

    Um beijinho repenicado, querido Moa, e sim, estranhei a nossa bichinho de conta andar desaparecida, mas ela tem mais afazeres...

     
  • Às 12 de janeiro de 2010 às 22:30 , Blogger Andre Moa disse...

    Laura, como sugeriste, fui logo a correr ao blogue do Kim e deixei lá a seguinte pegada:

    Meu caro amigo Kim,
    posso pedir-te um favor?
    Sai da frente dela, sim?
    Guarda as fotos, meu estupor!

    O homem é bicho feio.
    Isto é verdade e não crítica.
    Com homem só me enleio
    no desporto e na política.

    PS - Ou numa boa jantarada. Ou almoçarada. Ou... Ou...Ou...

    Grande abraço
    André Moa

     
  • Às 13 de janeiro de 2010 às 14:21 , Blogger Bichodeconta disse...

    Não quero que percas a vida
    Já chegui, depressa vim
    A razão desta viagem
    Ficou no blog do Kim..

    Na política ou no desporto
    Ou en festa mais ufana
    Eu só me enleio com homen
    Em tudo, até na cama ehehehe.
    Abreijos, Ell

     
  • Às 13 de janeiro de 2010 às 20:47 , Blogger Laura disse...

    Para me enlear com homem
    alto lá e haja calma
    não me meto assim na cama
    se não entrar com a alma.

    Tenho que sentir amor
    os calores do costume
    no coração muito ardor
    e aí sim, transar em amor.

    Não sou capaz de me ir
    assim com um qualquer
    tenho de saber o caminho
    e se é isso o carinho.

    Assim deitar com um homem
    é uma grande aventura
    e só o farei
    se a vida for em ternura.

    Porque dar o meu corpo
    não o dou a qualquer um
    pois para ter fraca festim
    mais vale nenhum pra mim!

    Bom, falavamos de lésbicas e Gays, isso sim, cada um é como é, antes de criticarem, e dói-me tanto ouvir os nomes que lhes chamam...nem todos sabem que a maioria é induzida a essa mudança, pelos genes que já trás, questão de estudo para quem estiver interessado em aprender, porque,está tudo explicado!...
    Na África do Sul, não escondiam tanto como cá e as lésbicas pela primeira vez, soube o que eram, pois nem imaginava que existiam relações dessas, a vida ensina-nos...há que aceitar, não quer dizer que se concorda, respeitar e nada mais...beijinhso Moa, nina Ell, um xi..laura

     
  • Às 13 de janeiro de 2010 às 22:39 , Blogger Andre Moa disse...

    Dado que os reis já la vão há oito dias, dado que os comentaristas estão a folgar, e, muito principalmente, poque hoje fui ao médico oncologisa e há novidades, talvez possamos ficar por aqu, não acham? Vamos, então preparar um novo post.
    Abrejos
    Andre Moa

     
  • Às 13 de janeiro de 2010 às 22:42 , Blogger Laura disse...

    Novo post em alegria
    novo post em harmonia
    novo post sem nostalgia
    dos resultados de antes
    porque queremos saber
    cosinhas de alegrar
    e não de entristecer...

    beijinhos da laura

     
  • Às 30 de janeiro de 2010 às 12:17 , Blogger laura disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...