SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

segunda-feira, 19 de julho de 2010

CRÓNICAS ALPINAS









«OUTUBRO VERMELHO»

Instalada na localidade de Tsartsyne no final do século XIX, esta Usina Metalúrgica, a maior da União Soviética, começou por ser chamada de "Usine Française", por ter sido criada por um engenheiro francês...
Em 1920, quando a cidade mudou de nome para Stalingrad, também esta indústria passou a se chamar de "Outubro Vermelho". Durante cerca de ano e meio (entre 1942/43), esta metalúrgica foi alvo de violentos bombardeios das forças alemãs, sendo destruída por completo, voltando a ser reconstruída após a guerra praticamente como o original.
A Usina está situada por vários quilómetros ao longo do rio Volga e, apesar das novas tecnologias, o que choca são os seus métodos rudimentares, onde os trabalhadores estão expostos a todos os perigos, dada a falta de segurança e a poluição tanto no Volga como na atmosfera. Tais perigos nunca chamaram a atenção das organizações da defesa do ambiente. Porque será?
Osvaldo

Apontamentos anticancro 30
«Há uma epidemia de cancro no Ocidente. Pode mesmo ser datada, com bastante precisão, a partir da Segunda Guerra Mundial. Na sua introdução ao relatório da Agência Internacional para a Investigação do Cancro, o director-geral da OMS concluiu que «até 80% dos cancros podem ser influenciados por factores externos, como o estilo de vida e o ambiente». O cancro é uma doença do estilo de vida ocidental. A «desintoxicação é um conceito fundamental na maior parte das tradições médicas ancestrais, de Hipócrates ao Ayurveda e, actualmente, é imprescindível.
O cancro é mais comum no Ocidente e tem vindo a aumentar desde 1940. Assim sendo, temos de analisar o que mudou nos nossos países desde a Segunda Guerra Mundial. Ao longo dos últimos 50 anos, três factores principais perturbaram drasticamente o ambiente em que vivemos:
1 – A adição à nossa alimentação de grandes quantidades de açúcar altamente refinado.
2 – As alterações nos processos agrícolas e pecuários, e, consequentemente, na nossa alimentação.
3 – a exposição a um grande número de produtos químicos que não existiam antes de 1940.
Não se trata de mudanças circunstanciais. Temos todos os motivos para crer que estes três fenómenos têm um papel determinante no alastramento
do cancro. Para nos protegermos, temos primeiro de tentar compreendê-los».
Do livro «Anticancro – um novo estilo de vida» de David Servan-Schreiber.


28 Comentários:

  • Às 19 de julho de 2010 às 20:34 , Blogger Laura disse...

    Osvaldo! Porque será? porque todos têm medo de se meter com os Russos...ora pois. Aparecem mortos por dá cá daquela palha.
    A Rússia é um dos Países que não olha pelo seu pessoal, seja onde for, há mais que provas que trabalham com radioactividade, há restos da guerra e moram pessoas entre lixeiras atómicas, logo, os cancros avançam pelo mundo! Importarem-se os maiorais? desde quando? O Povo é sempre sofrido atrozmente tratado, até quando?
    Enquanto o homem não sentir amor em si não o sentirá pelo seu irmão e assim, ainda vão passar séculos até que ele olhe verdadeiramente para os eu irmão!

    Aquele abraço apertadinho meu querido Osvaldo. Não tenho receio de te comentar... Já sei que não vais fazer barulho por outro lado...Creio em ti como meu irmão amado, como parte de minha familia e tendo Osvaldo e Aninhas tenho a sensação de que por vós serei sempre estimada, amada, respeitada...

    Aquele abraço apertadinho da laura

     
  • Às 19 de julho de 2010 às 21:35 , Blogger Espaço do João disse...

    Meu Caro Amigo.
    O cancro, na minha prestectiva , éw uma doença criada laboratorialmente.
    Entre outras doenças podemos citar a SIDA, A Coccidiose das aves, A Mixomatose, entre tantas. Quem fala hoje na blenorragia? Na Sífilis? E, mais recentemente na febre porcina ou Gripe A? Enquanto o homem puder explorar o próprio homem, não deixará de aparecer maleitas quase incuráveis. A Tuberculose, já ninguém fala nela, no entanto existe e, de que maneira. Que bom seria se o homem não olhasse para seu umbigo? Desejo ao meu Grande Homem de Aço, André Moa, muita força e bem estar. Um abraço João.

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 00:00 , Blogger Paixão Lima disse...

    Caro Osvaldo,
    Em meados do século XX, nenhum país se preocupava com a poluição. A Rússia, então União Soviética, para recuperar do atraso secular em que se encontrava e no esforço de guerra gigantesco que teve de realizar para sobreviver à invasão nazi, também não se preocupou, como é óbvio, com os problemas ambientais. Em tempos de guerra não se limpam armas. Hoje, no século XXI, estamos as pagar, com juros, os crimes cometidos contra o ambiente. Como animal adaptável que somos, vamos sobreviver à degradação ambiental mas por um preço muito elevado.
    Um abraço.

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 00:22 , Blogger Kim disse...

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 00:25 , Blogger Kim disse...

    Amigo Osvaldo
    Essa é uma pergunta para os ambientalistas, mas há muita coisa por esse mundo fora sem explicação possível.
    Talvez alguém pense que à falta de Gulag, sempre é menos mau.
    Abraço amigo

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 00:38 , Blogger BRANCAMAR disse...

    Olá André,

    Feliz por finalmente conseguir escrever.
    Vou passando, mas escrever, às vezes é tarde e o cansaço grande. Mas, para quê desculpas? O que interessa é que penso na mesma em ti.
    Às vezes a Laurinha vai deasfiar-me e eu lá vou, mas quando vos contar as minhas enormes mudanças de vida compreendereis o cansaço que me vencia.

    Gostei do texto e da informação, é bom que nos mantenhamos atentos, para vencer esse desgraçado, :)

    Beijinhos para ti.
    Branquinha

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 16:49 , Blogger Osvaldo disse...

    Nina;

    Claro que podes e deves comentar. Aliás os teus comentários são sempre uma referência para a qualidade do post. Os teus comentários são sempre de grande qualidade e não importa em que tema tens conhecimentos suficientes e por vezes superiores ao assunto exposto.
    Para mim é sempre um orgulho ler teus comentários.
    bjs, Nina,
    da Ana e Osvaldo e Setembro está à porta.

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 16:56 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro amigo Paixão;

    A Russia e em especial certos lugares da ex-União Soviética, conheço relativamente bem até porque temos convénios culturais com certos sectores da cultura e mais não posso dizer.

    Volgograd conheço depois de 7 anos e acredita que a população só não continua a receber bombas nazis na cabeça, de resto pouco mudou em qualidade de vida (e de salários). Estas fotos não têm anos nem são do século XX, são de alguns (poucos) meses atrás...
    Um dia conversaremos sobre isso.
    Um grande abraço, caro amigo e conterrâneo Paixão.
    Osvaldo

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 17:01 , Blogger Osvaldo disse...

    Kim, meu amigo;

    Antigamente o Regime mandava os dissidentes para o Goulag. Hoje não é necessário porque alguns lugares residenciais não oferecem melhores condições que o Goulag (Centro de reabilitação de trabalhos forçados) em que poucos se reabilitavam em vida porque a morte os reabilitava das torturas.
    Um grande abraço amigo e bjs para L&L.
    da Ana e Osvaldo

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 19:54 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Branca:
    É sempre um prazer ver-te por estas nossas paragens -minhas, tuas, de todos nós.
    Espero que as tuas "enormes mudanças de vida" tenham sido para melhor. Para pior já basta assim, não é?
    Também penso muito em ti. E sempre bem, é óbvio.
    Beijinhos
    Aandré Moa

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 20:40 , Blogger Laura disse...

    Osvaldo, ora aí está, encheste a nina de peneiras e agora ninguém me cala...
    Adoro poder responder da forma que quero e não ter de fazer de conta e botar um arrazoado qualquer. Não falta quem o faça, mas eu sou muito verdadeira muito eu e tenho muito orgulho em ser como sou..eis algo que é genuíno na nina das resteas, ser eu e nunca tentar ser outra pessoa...verdadeira sim senhora, até ao fim da vida!
    Assim; beijinhos para ti e a querida Aninhas e claro que Setembro ainda não está assim tão perto, mas, lá chegaremos. Anseio aqueles momentos nossos, reais, verdadeiros...Amo-vos ó minha gente..Laura

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 20:41 , Blogger Laura disse...

    Moa, Moa, Moinha, ah, rapaz querido, amado, amigo...sabes não sabes? Não é preciso cantar-te a toda a hora...
    Vai mais um dos nossos abraços apertadinhos e até breve...laura

     
  • Às 20 de julho de 2010 às 23:04 , Blogger Paixão Lima disse...

    Caro Osvaldo,
    Sem ser ferozmente contra, por formação democrática, sempre fui um crítico consciente do sistema político conhecido, em abstracto, por comunismo. Porque reconheci, desde sempre, que o comunismo não passava duma ditadura encapotada de palavras de retórica sem significado. Previ a sua queda por morte natural, porque nenhum sistema político pode sobreviver sem uma vertente económica forte. Todos sabemos que é a economia que comanda a política. Uma Rússia democrática e politicamente estável, é fundamental para a Europa e para o Mundo. Porque a Rússia é o maior país e um dos mais ricos. É um manancial de matérias primas de que a Europa e o Mundo tanto carecem. Sigo as pisadas de Charles de Gaulle que, sendo um anticomunista convicto, era um político com visão, quando afirmava que a Europa ia do Tejo aos Urais.
    Um abraço.

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 00:23 , Blogger BRANCAMAR disse...

    Olá meu amigo Moa, claro que as mudanças foram para melhor e a Laurinha quando souber até vai saltar de contente, hihihi, mas só posso dizer daqui a uns diazinhos, lá para Agosto, quando estiver de férias...e só por mail, isto é para lhe deixar água na boca, :))...quando vier aqui ler, hihihi.

    Moa,ando para telefonar, mas os dias profissionais e pessoais têm sido cheios de acontecimentos, tenho tanta pena de não poder ir para a semana a Lisboa, para aquele acontecimento que sabes promovido pela Aida, mas com colegas de férias e sendo dias de semana é impossível para mim...paciência, não se pode ter tudo.

    Ainda comunicarei antes.
    Tudo de bom.
    Beijinhos.
    Branca

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 07:46 , Blogger Laura disse...

    Branca, Branquinha mar...

    Água na boca? onde é que ouvi um segredo sem querer? onde é que eu penso que a nossa querida Branca tem algo para dizer, mas eu adianto-me e nem digo nada aqui...Os segredos nem ás paredes se dizem, sob risco de deixarem de ser segredos... mas eu antecipo-me...e no meu mail vais rir demais!
    Que tudo seja para ti uma feliz forma de viver, de ter os sonhos pendentes...


    Sonhos pendentes
    que a lua já não segura
    são tão quentes
    que o sol se derrete
    na beleza dos dias comuns
    enche a vida de flores
    com seu perfume embriagante
    e torna o viver
    simplesmente
    fascinante!

    Adivinho-te a milhas
    do pensamento comum
    mas como um dia assim
    vale por mil
    estou feliz por ti
    feliz e contente
    porque sei
    que para todos e cada um
    haverá sempre
    o sol poente!...

    Gosto-te muito ó Branca, querida brancamar...menina de sóis e de luas, de paz e amor no coração...
    Continuarei a escrita no correio...
    Aquele abraço apertadinho para ti...laura

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 07:47 , Blogger Laura disse...

    Ahhh...
    Branquinha
    livra-te menina de nem aparecer...
    Datas e quejandos é por email. Só email... beijinhos.

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 07:55 , Blogger Laura disse...

    Paixão amigo Paixão...Com isso levaste-me aos meus tempos de menina, ainda a juntar as letras, li no cabeçalho do jornal, ainda ouvia, estava quase a perder a audição e li assim; Os Comunistas etc.etc... com ares de entendida perguntei ao pai (querido Pai que sempre amarei pela cultura que me ajudou a ter, pois mesmo só com a 4ª classe...posso dizer; tomaram muitos formados...)
    Pai, o que são comunistas, e a resposta dele nem se fez esperar...São pessoas que comem muito...de que valia explicar-me ali aos cinco anos?) Mais tarde já atenta ao mundo que me rodeava e a ler os ditos jornais pois sempre li tudo o que apanhei...não sei porque foi, sei apenas que ganhei um medo ao Sistema Russo que nem te digo, era só falarem neles e jasus, que cagaço, quanta dor nesta menina e quanto medo, acho que se me mostrassem um Russo naquela altura, desmaiava......cresci, vivi, continuei a ler porque a minha pouca sabedoria foi adquirida através de livros, jornais não havia a net e assim lendo e aprendendo lá vi que era o Sistema mais temido do Mundo... mais brutal. Ainda não os olho com simpatia (aos grandes, pois leio imenso e..)

    beijinho da laura

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 11:14 , Blogger Paixão Lima disse...

    Querida Laurita,
    O comunismo, o sistema Soviético ( a Rússia era apenas uma das muitas repúblicas que constituíam a união socialista), foi um sistema temido e brutal. Houve ao longo da história, outros sistemas políticos pelo menos tão brutais como o comunismo. A começar pelo nazismo de Adolfo Hitler que foi apoiado pela Igreja Católica. E a acabar na «santa» Inquisição imposta pela religião que tu tanto admiras , (a Igreja Católica). Que durante séculos condenou, indiscriminadamente, às chamas da fogueira uma multidão de inocentes. Espero que a hierarquia religiosa já tenha pedido desculpa pelos crimes cometidos durante séculos.
    Um beijo.

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 12:45 , Blogger Laura disse...

    Ah, Paixão, e mesmo que pedissem desculpas, quem são eles para o fazer? quem fez o mal é quem pede desculpa, logo, já não estão cá...Não fales apenas na Igreja católica, podes falar também nos Huguenotes em França, e em tantos outros..e Jesus não é apenas o Mestre da Igreja católica ELE faz parte de centenas de Religiões que proliferam pelo mundo, mas isso nem interessa porque cada Religião tem os seus adeptos uns bons e outros nem tanto...nem interessa religião para mim, quero apenas amar a todos ...

    Tenho amigos de várias religiões ou de nenhuma como se diz e são tão boas pessoas que o resto nem interessa!

    E sim amo o meu querido Amigo Jesus...sempre...posso trair algum amigo quem sabe, se tiver de ser, mas a ELE Jamais...

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 13:35 , Blogger Paixão Lima disse...

    Cara Laurita,
    Jesus Cristo é (ou foi) o Mestre do pensamento religioso que tem o seu nome e que é conhecido por cristianismo. Com base no cristianismo, existem várias religiões entre as quais a Católica, a Ortodoxa e as diversas religiões protestantes, entre as quais os huguenotes que referes. No entanto, as religiões Judaica, Maometana e Budista (esta a religião com mais seguidores), não têm Jesus Cristo como Mestre. Ser boa pessoa nada tem haver com religião, como é óbvio. Uma vez que penso estar tudo dito sobre o assunto, nada mais vou acrescentar.
    Um abraço apertadinho.

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 16:11 , Blogger Laura disse...

    Pois não Paixão, se acrescentares só se for fermento ehhh e o bolo sai maior... estou a brincar, note-se...
    Um beijinho da laura

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 16:38 , Blogger getta disse...

    Osvaldo;
    Quando era mais jovem tinha no meu grupo de amigos muitos que admiravam o sistema implantado e promovido pela antiga União Soviética.
    Olhando para trás vejo como eram jovens e se sentiam (muito justificadamente quanto a mim) movidos a lutar por algo que se parecesse com um sistema político mais justo. Era gente entusiasta e pura de coração.Não creio que nenhum deles tenha mantido até hoje a sua fé. Que me perdoem se julgo mal.
    Vejo-me a mim também depois de uma semana de trabalho ir aos domingos para o Sindicato dar ajuda aos operários que tinham problemas com as entidades patronais, muito poderosas e
    também com o seu Sindicato.Isto em Paris.
    Politicamente mais à esquerda que o P.C. e a sua teoria, colaborei junto com eles numa causa que considerava um apoio aos mais desfavorecidos. Valeu a intenção ...como valeram todas as formas de luta de que dispunhamos naquela época.
    A desilusão, que vi, que sentes agora compartilho-a contigo e com todos aqueles que acreditaram e se sentem defraudados.
    Não gosto de me lembrar que já nessa altura se jogava políticamente de forma brutal
    Mas vale ainda o sentido de justiça que me ficou e que guardo ainda hoje.
    Com um grande abraço desta desconhecida.
    Getta.

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 16:40 , Blogger Osvaldo disse...

    Nina;

    Como vês, podes comentar à vontade e animar os debates porque isto é uma Tribuna Libre...

    Paixão;

    As tuas convicções sobre o Comunismo são, tirando pequenos detalhes, idênticas às minhas, mas o que me fez pensar e de certo modo com satisfação, foi o do tema ter acabado em Jesus Cristo...
    Quer queiram quer não, O Homem está em todas!...
    Beijos e abraços.

    Osvaldo

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 16:45 , Blogger Osvaldo disse...

    Querida Getta;

    Primeiro,... tu não és desconhecida, porque a Laurinha apresentou-te muito bem.

    Segundo, compartilho contigo as tuas oipiniões porque eu vivi tudo isso como vivi o Maio 68 e como lutei crente que era a solução para o povo,... até que quiz ver os dois lados da barricada!... e aí foi a grande desilusão.

    bjs, Getta.
    Osvaldo

     
  • Às 21 de julho de 2010 às 17:29 , Blogger getta disse...

    Osvaldo;
    Eu tenho muita pena de ter de reconhecer que os"bons" não estão todos do mesmo lado. Se assim fosse seria tudo muito mais simples.Seria fácil cada um escolher o seu lado.
    Quero ainda dizer houve momentos na história que assim foi...

    Se tivesse nascido na Alemanha nazi e dependendo dos condicionalismos, o que teria sido eu?
    Isto pode parecer chocante posto desta forma. Mas não posso deixar de me fazer esta pergunta.
    Espero que não fiquem chocados com esta minha interrogação...Porque sei que muitos responderiam indignadamente: -Só poderíamos estar do lado certo. Será assim tão certo?
    Ainda bem que hoje podemos saber muitas coisas em tempo útil para podermos escolher! Mesmo assim há que contar com as manipulações que nem sempre são detectáveis...
    Lamento já não ter vinte anos e as minhas certezas!
    Obrigada `a Laura poder estar aqui a falar contigo.
    Beijo para ela.
    Outro para ti.
    Getta

     
  • Às 22 de julho de 2010 às 08:13 , Blogger Laura disse...

    Getta; para podermos escolher o quê?
    um novo cardápio? mas quem te disse que temos o que escolhemos? será que tu tens o que escolheste? vá lá Getta, as nossas escolhas boas ou más vão todas para o mesmo saco. Ninguém se sente feliz da forma que estamos, e ninguém será capaz de agradar a todos, logo, o que vejo é uma grande falta de visão de quem pensa que pode levar o mundo para a frente. Já deu para ver que nenhum País o consegue... porque se preocupam primeiro com o bolso deles... e nada com quem não tem bolsos...
    beijinho da laura

     
  • Às 23 de julho de 2010 às 15:05 , Blogger getta disse...

    Laura; apesar de tudo ainda quero acreditar que posso escolher...Quando tenho um boletim de voto na mão e coloco lá uma cruz , acabei de escolher.
    O resultado da minha escolha não é garantido que seja a meu contento! Mas tive a atitude. Isto é simples exemplo.
    Em cada dia que vives da tua vida fazes mil escolhas...entre uma coisa e outra.
    O grande problema está na ética!
    Os vencedores ou o resultado das nossas escolhas diárias vai condicionar a nossa vida de uma forma ou de outra.
    Porque escolher é algo que tens de fazer sempre!
    Os sacos já são um resultado da falta de ética ou da escolha e/ou do escolhido.
    Mil beijinhos para ti.
    Getta

     
  • Às 24 de julho de 2010 às 08:07 , Blogger Laura disse...

    Ora pois minha querida Getta!
    Ia dizer; de que serve podermos escolher se temos provas mais que suficientes de que tudo fica sempre na mesma..grandes escolhas as nossas... mas sabemos que ambas estamos do lado de cá da barricada e as ditas escolhas com ética ou sem ela em nada nos servem...

    Porque razão quando sabemos que os escolhidos afinal saíram piores que a encomenda, porque deixamos que continuem ano após a ano a fazer a mesmíssima coisa? porque continuamos a barafustar em casa e na rua, mas não tomamos a opção de demitir uns e tentar de novo até acertarmos? porque apenas se juntam os empregados de empresas que vão falir, ou os que querem melhores salários? ficam uns bem e outros continuam mal como nós por exemplo...

    A Ética sabemos que quase ninguém a tem, mas se o Povo é que tem a última palavra, que raio de Povo somos nós ao consentir que eles continuem a fazer o que querem e os outros, os que sonham com uma vida melhor para todos, não conseguem chegar lá?
    De que adianta esta escolha que podemos fazer? De que adianta poder votar em quem se quer? viste algo a melhorar? vá lá...

    Sabes o que lamento? Que o Homem tenha a mania de ser machão mas só o sabe ser em casa a maltratar a mulher, a família, aí sim ele manda mesmo sem ter o voto da família, ele manda através da força e do quero, posso e mando...mas diz-lhe que tente ajudar o Povo para todos vivermos em harmonia com trabalho e com pão, e vê lá se ele te diz que vai fazer por isso. Enquanto o homem se comportar como uma criança mimada o mundo não avançará!
    laura.

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...