SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

AFAGO DE NUVENS TRANQUILAS
AGITAÇÃO AZUL DE ONDAS SOSSEGADAS
REPOUSO DE QUIETAS ENSEADAS
RODOPIOS QUASE INERTES DE SUAVES TONS
PASMOS DE SILÊNCIO E DE PALAVRAS
CORAÇÃO A ABRIR-SE LENTO LENTO
AO IMPERCEPTÍVEL ROÇAGAR DO VENTO
(André Moa)




Video de Norberto Macedo, o Músico que acompanhou o Projecto

O Espírito das Águas

13 Comentários:

  • Às 1 de outubro de 2010 às 16:49 , Blogger Laura disse...

    Moa, soa tão bem, tão bem... Gostava que escrevesses o que ele canta, toca mais mas também canta.

    Maravilhoso, poemas teus, pinturas da Dadinha e música e canção do Norberto Macedo, mas que grandes artistas, estás rodeado de Arte e amigos por todos os lados!


    beijinho da laura

     
  • Às 1 de outubro de 2010 às 18:39 , Blogger Andre Moa disse...

    Mais um mimo, desta vez recebido do meu primo e amigo Norberto Macedo, natural de Barcos-Tabuaço, mas há muitos anos radicado no Brasil. É compositor e professor de violão no Rio de Janeiro. Norberto Macedo acaba de colocar no Youtube este seu vídeo com esta música sobre o meu poema e a reprodução do quadro da Dad - PAISAGEM DE ÁGUA. Gravado em sua casa, para o telemóvel,vejam só, tocado e cantado por ele. A sua intenção é compor uns trechos musicais sobre alguns dos meus poemas do livro O ESPÍRITO DAS ÁGUAS - para serem cantados por uma cantora lírica brasileira. Aguardemos com muita expectativa e emoção.
    Obrigado, caro Norberto Macedo. Gostei. Muito.
    Abraço
    André Moa

     
  • Às 1 de outubro de 2010 às 20:53 , Blogger Laura disse...

    Moa, já reparei que na tua família há cantores, músicos e sei lá que mais, desde o Arranca que vi cantar o fado, o teu mano António de gaita... agora este primo e claro que anseio ouvir a cantora e tudo junto, sair um belíssimo arranjo musical...
    Muito lindo.

    beijinho da laura

     
  • Às 1 de outubro de 2010 às 20:55 , Blogger Laura disse...

    Aumentei o quadro da Da e só posso dizer que está o máximo, adoraria saber pintar assim e como ela disse, se lá fosse uns dias, ensinava-me..ah, um dia vou e vou mesmo. Já faltou mais.
    Parabéns Dadinha...

    beijinho da laura

     
  • Às 2 de outubro de 2010 às 13:01 , Blogger Bichodeconta disse...

    A alma nesse poema magmifico, ilustrado pela nossa Dad que o faz melhor que ninguém.E a voz no trinar na guitarra.É avida na sua plenitude..Parabéns, que a vida te sorria , vos sorria para que juntos possamos desfrutar de obras de tanta beleza..Abreijos, bichodeconta.

     
  • Às 2 de outubro de 2010 às 14:27 , Blogger JE VOIS LA VIE EN VERT disse...

    Caro amigo Moa,

    Esta tranquilidade devia ser a maneira de todos verem a vida, em tons de azuis suaves que a nossa amiga Dad sabe tão bem pintar porque, afinal, todos têm a vida presa por um fio mas pensam que, por não estarem doente, o futuro está longínquo. Engano ! Ninguém sabe do futuro e é hoje que temos que viver. Carpe Diem é também o meu leme !

    Amigo Moa, tens 2 amigas sopranos, sem serem profissionais, que - acho que a Dad concorda comigo - tinham todo o prazer em cantar poemas do livro Espirito das Águas...

    Queres assistir a um concerto do meu coro, vai ver a agenda em clique aqui.
    Evidentemente, são músicas sacras e cantadas em igrejas mas os ateus/agnósticos também apreciam a bela música. Comece hoje o nosso 3º ciclo de música sacra. Só te peço, se tencionar ir um dia, para não ser no dia 9 de Outubro porque não estarei presente e ficaria triste por teres assistido e eu não te ter visto...

    Beijinhos
    Verdinha

     
  • Às 2 de outubro de 2010 às 16:11 , Blogger Laura disse...

    Ora pois, Moa, tens as ninas ao pé da mão e nem as vês! A Dadinha e a Verdinha são sopranos ou meza sopranos, a ritinha (angel of light) é soprano o marido o Miguel toca gaita de foles e flauta transversal!... xi, tens tudo aí à mão de semear! moram perto da Verdinha, parece-me! e lá estou eu a meter o bedelho onde nem sou chamada, ahhhh. ou seja; a nossa gente também canta bem!
    Para desafinar, só eu!

    Beijinho da laura

     
  • Às 2 de outubro de 2010 às 22:14 , Blogger Bichodeconta disse...

    Ó minha querida Verdinha, estando eu tão longe, tenho pena, gostaria tanto de cantar convosco, mais, adoraria eternizar na minha voz um dos poemas do eterno Moa amigo de todos náo.Tens razão amiga, vivemos todos no fio da navalha... Abreijos, bichodeconta.

     
  • Às 3 de outubro de 2010 às 00:14 , Blogger Laura disse...

    Eh lá bichinho de conta, nem me lembrei que também cantavas, se te vi cantar um fado, era um fado não era? e pareceu que estavas a ser apreciada a cantar, assim; desculpa, e bota lá mais a nina Ell no grupo ó Moa...

     
  • Às 3 de outubro de 2010 às 10:01 , Blogger Maria disse...

    Querido André
    Muito lindo tudo. O teu poema, a música, a pintura da Dad. Que paz me deram!
    Beijinho grande
    Maria

     
  • Às 3 de outubro de 2010 às 11:11 , Anonymous Anónimo disse...

    Laura

    Olá.
    Bom Domingo entre chuva raivosa e vento doido...pelo menos aqui em Braga, estou sempre a olhar pela janela, não vá acontecer como há uns anos em que a garagem inundou até ao tecto. Foi aí que os meus livros que lá estavam guardados, se foram. Mas as bátegas de chuva são grossas.

    Da primeira vez deixei passar em branco o teu poema, agora li com prazer tão belas palavras saídas ante uma belíssima pintura. Nunca tinha lido a palavra roçagar, achei-a linda.
    Um beijinho e obrigada pelo momento da poesia.
    laura

     
  • Às 4 de outubro de 2010 às 18:39 , Blogger Andre Moa disse...

    Verdinha,
    desafia o maetro do coro para polifonizar a canção e a meter no vosso reportório laico. Por mim, ficaria muito satisfeito e o Norberto Macedo, por certo que não se importaria.
    Bjs
    André Moa

     
  • Às 6 de outubro de 2010 às 22:51 , Blogger Norberto disse...

    Querido primo André Moa,claro que me importaria!...Seria uma grande honra !
    Como já lhe disse, não tenho voz nem jeito para cantar por isso,seria maravilhoso e uma homenagem mais que merecida, a esse grande poeta André Moa ,que com muito orgulho digo: é meu primo.

    Abraços
    Norberto

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...