SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

BOAS FESTAS


BOAS FESTAS
Boas Festas
Sem festança!
E nada de encher a pança
Com cadáveres.
Comamos,
Mas não sejamos alarves.
Comamos
Muitos alimentos crus,
Para assim fazermos jus
À saúde
Que perdemos amiúde
Por nada,
Por pura estupidez,
Por causa da propalada
Gulodice de maltês,
Gula do Zé português.

NATAL?

Mais um natal. Que enorme frenesim!
Que louca correria consumista!
Que quer dizer natal? É isto, assim?
E quem não sente assim? É comunista?

Um anjo de natal, ou um anjinho?
Um Jesus de peluche, ou um messias?
Um pai natal a encher o sapatinho,
Ou um Cristo a lutar por melhores dias?

De nada valerá tocar os sinos!
De pouco servirão as vossas preces!
Não nos iludam com melosos hinos!
Lutamos por direitos, não benesses!


Abreijos
André Moa

25 Comentários:

  • Às 23 de dezembro de 2010 às 08:55 , Blogger Maria disse...

    Querido André
    Lindo o poema!
    Lembrei-me de uma coisinha que fiz o ano passado e envio-ta. Não vale nada. A Maria como poetisa é uma grande dona de casa.
    Cá vai

    Natal dos pobres

    Na casa pobre, triste e escura
    Gelada, sem nada sobre a mesa,
    Há fome, amargura, frio, tristeza,
    Copos vazios e uma côdea dura.

    À meia-noite em ponto, um gemido,
    Uma praga, um grito de revolta,
    Palavras sem sentido à rédea solta,
    Que só traduzem o ódio ressentido.

    Nos caixotes do lixo amontoados
    Os restos dos banquetes dos senhores.
    Ossos, restos de pão, bolos mordidos.

    E eles, de madrugada esfomeados,
    Vão como os cães virar os contentores
    E matam a fome em restos já comidos.

    Natal de 1909 Maria

    Bom Natal para ti e toda a tua família.
    Beijo
    Maria

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 09:02 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro irmão;

    Mesmo não concordando com o poema de Natal, embora reconheça o lado artístico do mesmo (do poema e da festa), acredito que a magia do Natal ainda aquece o coração de muitos que apenas têm as lembranças, diria saudades, desta Quadra para se aquecer!...
    E,... embora haja frio, haja fome, haja descrédito, haja desconforto, haja desânimo, numa volta pelas ruas desta cidade em noites de frio e de neve e que também tem os seus pobres e abandonados, apenas encontro algumas portas abertas e onde todos são bem vindos para um prato quente, um agasalho e um pouco de conforto. Sabes quais são?... Estou certo que sabes, porque são sempre as mesmas. Áh... e nunca escutei ninguém pedir ou obrigar aos necessitados fazerem uma prece antes de receberem a ajuda solidária nem que sejam obrigados a agradecer depois de a receberem...
    Ah, ia esquecendo, a juda dada não vem do Estado nem das Associações que continuam a teimar que os necessitados são o dos outros países e Continentes e fecham os olhos à miséria que também se vai vendo por aqui...
    Que estas portas de que falo e tu sabes quais são, continuem abertas todo o ano e todos os dias como até agora, porque, como diz o povo e com razão, Natal é quando o homem quer!...

    Grande abraço, caro irmão e Boas Festas para todos aí em casa.

    Osvaldo

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 10:28 , Blogger Parisiense disse...

    Um Santo E Feliz Natal para ti, Amigo, e toda a tua Familia.
    Que seja uma noite de Paz e muito Amor.....e claro algumas iguarias (senão também não é bem natal...:D).

    Abreijos
    Victor e Zezinha

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 10:46 , Blogger BRANCAMAR disse...

    Muito bom poema Moa, aplaudo.
    Desejo-te um Natal Feliz com a família e saúde no espírito simples de um serão de amor, como deve ser em outros dias da vida.
    E agora vou ali ao teu netinho que já vi por estes dias e ainda não escrevi lá nada. Ando uma preguiçosa e tanto.
    Beijinhos para todos.
    Branca
    Branca

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 18:21 , Blogger Je Vois la Vie en Vert disse...

    Feliz Natal para ti e para toda a família !
    Abreijos da
    Verdinha e do Leo

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 19:39 , Anonymous Anónimo disse...

    Que este Natal venha carregado de esperânça para o ano que se avizinha.

    Feliz Natal para ti, Teresa e restante familia.

    Beijinhos

    L&L

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 20:33 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Maria,

    Sem te aperceberes, fugiu-te a boca para a verdade, quando disseste na apresentação do teu belo poema que, como poetisa, és "uma grande dona de casa". Concordo em absoluto: mexes na palavra, temperas o verso, preparas o poema, tal como uma grande cozinheira mexe na panela, tempera o prato, prepara um delicioso pitéu. Soube-me muito bem.
    Boas Festas
    Beijinhos.
    André Moa

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 20:54 , Blogger Bichodeconta disse...

    Não porque é Natal ou também por isso, apesar do fernesim que não entendo.Desejo a ti e família que o Natal aconteça em cada dia da vossa vida, nas palavras e nas acções.Que a paz seja uma realidade, que a comida chegue a todas as mesas. Que as crianças possam sorris de felicidade e amor mesmo que com poucos presentes e não os mais caros.Abreijos.bichodeconta

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 20:55 , Blogger Andre Moa disse...

    Caro Irmão Osvaldo,

    Não seria difícil supor que não irias concordar com a mensagem. Só que o que escrevi foi um alerta e um grito para os quais não esperava nem desesperava aplauso ou concordância absoluta. Se eu mesmo, não concordo em absoluto com tudo o que lá pus...!
    Às vezes grita-se e para tal abre-se a boca desmesuradamente. Foi o meu caso. Uma coisa é certa: reagiste como eu gostaria que muito boa gente reagisse. Reagiste muito bem. Continua com esse bom coração, que o coração, o amor, a amizade, a solidariedade é que nos poderá salvar, fazer da humanidade uma família em permanente e alegre natal. Isto é o que me dita a razão e desejo com todo o coração.
    Boas Festas para todos, meu caro irmão.

    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 21:11 , Blogger Andre Moa disse...

    Caros Vitor e Zezinha,

    Dizeis: "Que seja uma noite de Paz e muito Amor" e dizeis bem. Eu apenas acrescentaria: que todas as noites e dias do ano sejam de Paz e muito Amor, de festa e alegria, saúde e bem-estar.

    Boas Festas, caríssimos amigos.

    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 21:22 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida amiga Branca,

    Desejas-me "um Natal Feliz com a família e saúde, no espírito simples de um serão de amor, como deve ser em outros dias da vida".
    Aplaudo, retribuo e acolito-te, com gosto. Amen.

    Boas Festas, querida amiga, na companhia de quem amas e com quem desejes ser feliz e distribuir felicidade.

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 22:03 , Blogger Andre Moa disse...

    Caríssimos Verdinha e Leo,

    Boas Festas na companhia de quem mais desejais.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 22:10 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Luisa,

    Como gostei da tua mensagem! "Que este Natal venha carregado de esperança para o ano que se avizinha". Obrigado. É o que d(EU)s mais propugno e desejo para mim e para todos: um ano esperançoso.

    Boas Festas para todos vós, queridíssima amiga.

    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 23 de dezembro de 2010 às 22:21 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Bichodeconta,

    Boas Festas para ti e todos os teus.

    E que o espírito de Natal aconteça em todos, para todos e todos os dias. Beijinhos.
    André Moa

     
  • Às 24 de dezembro de 2010 às 11:53 , Anonymous DAD disse...

    Querido André Moa!

    Para ti e restante família desejo que este dia de Natal que se aproxima seja muito feliz e vivido com muita alegria na companhia de todos os que te amam.
    Peço a Deus que o teu presente de natal - a saúde - seja, em cada dia que passa, mais e mais restabelecida para que todos fiquemos felizes e possas gozar a tua vida com muito prazer e sem as preocupações da doença.

    Beijinhos grandes para todos vós !

     
  • Às 24 de dezembro de 2010 às 16:35 , Blogger Laura disse...

    Natal é na mesa do abastado
    e o pobre quando acorda
    se é que dorme;
    abre os olhos assustado,
    nem codeas tem sobre a mesa
    e os outros
    aqueles que muito têm
    mas não gostam de repartir
    sentem-se com direito a tudo
    e de aos mais pobres desdenhar...

    Mas não tarda
    a roleta da vida
    dá tantas voltas
    e aos pés do rico vai parar
    que quando acordar
    será mais pobre ainda
    do que aqueles pobres
    que não quis ajudar...

    Moa, que a esperança viva em ti
    tornando-se realidade
    em mais um ano junto de todos os que te são queridos
    e para o ano diremos de novo a mesma cantilena, e a vida vai-se deixando ficar, mais um ano e outro ano... só que até lá como se diz, o pau vai e vem e folgam as costas, e estaremos aqui para te apoiar...felizes por te ter, especialmente naqueles encontros dos GT...

    Uma feliz consoada junto de todos os que amas.
    Nós vamos agora ouvir as ladainhas da d. Elisa e está cá um frio que por mim nem saía de casa, mas nem sempre teremos a mãe, logo...vamos lá laura, é só mais um tico e daqui nada voltas e adormeces na tua caminha quentinha e feliz...

    Boa Consoada a todos os GT...

     
  • Às 25 de dezembro de 2010 às 10:33 , Blogger Laura disse...

    Ao reler onde convidas a comer alimentos crús.


    Comam alimentos crus
    dizes tu de tua justiça
    mas hoje comemos apenas
    os perús bem recheados
    com nozes e cogumelos
    uns grãozitos de arroz
    ameixas e presunto
    para derreter o unto
    e fazer o desgraçado
    parecer um perú assado...

    Moa, passei uma bela Consoada, o assunto foi a nossa meninice em Vila Verde da Raia na fronteira com Espanha, e depois no Entroncamento...Valeu a pena, eu que me rio por tudo e nada, rebentava a cada nova risada e contagiei o pessoal... falamos com a Neide em directo no PC... tão bom.
    Vamos lá almoçar, levo arroz doce divino, tem segredo ora pois.

    beijinhos a todos e mais um excelente dia em família.

    laura

     
  • Às 25 de dezembro de 2010 às 22:18 , Blogger Kim disse...

    Meu Querido Guimoa
    Alinho contigo na imbecilidade do consumismo desenfreado natalício. É uma dor d'alma.
    Já o mesmo não digo do espírito. Eu ouso acreditar.
    Um grande abraço envolto na certeza de existires.

     
  • Às 26 de dezembro de 2010 às 01:35 , Blogger Zé do Cão disse...

    A todos o meu abraço
    apreciei o comentário do Osvaldo e alarguei os meus conhecimentos sobre as ajudas aos pobres.
    Já desconfiava...
    a resposta de Moa, um amor.
    Bem haja a ambos e que o "plim" da fada madrinha faça os milagres que todos desejamos tão ansiosamente. (Bem me percebem)
    natal 2010

     
  • Às 26 de dezembro de 2010 às 19:15 , Anonymous laura disse...

    Plimmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm, a Fada madrinha mesmo surda, acabou de aterrar com a sua varinha mágica (não confundir a varinha dela com essa reles de passar a sopa !:) na mesa da próxima Consoada do GT... e Todos presentes dirão;
    Ganda Natal!

    Isso só daqui a uns míseros quase quase 12 meses...e o resto é treta.
    estaremos todos juntos em 2011
    Ora vamos fazer planos.

    Beijinho da Fada Madrinha do GT porque se era a fada madrinha do Tinbra, apenas mudei de serventia...

     
  • Às 27 de dezembro de 2010 às 00:25 , Blogger Andre Moa disse...

    Caríssimos,

    Consegui sair, são e salvo, deste deserto natalício, onde os doces eram tão bastos como os grãos de areia, mas nem os podia cheirar, assim como as fritas, as filhós, as rabanadas, os sonhos, o polvo frito embrulhado em ovo que é (era)o prato preferido na consoada. Mas não se consoou? Consoou, mas não foi a mesma coisa. Isto de morrer de sede ao pé a fonte, custa para caramba. Mas resisti, sem grande mérito, diga-se, sim graças à minha superintendente omnipresente e super previdente, que ela bem sabe quanto a casa gasta. Os do GT que o digam, pois que me viram à mesa na casa de fados do Joaquim Arranca.
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 27 de dezembro de 2010 às 09:02 , Blogger Laura disse...

    Moa, gostei dessa de; polvo frito embrulhado em ovo, ora não é polvo que se cose normalmente e depois abrem-se em filetes e passam-se por ovo? ora pergunta lá a tua chief superintendente Terezinha... é o prato preferido do Nuno, raramente o faço pois um polvo normal encolhe pra caramba...
    E no dia que conheci o nosso Kim em espinho, ele já nos tinha convidado por email, a almoçar com eles, almoçamos em frente ao mar e além de sardinhas, carne, havia o maravilhoso prato, filetes de polvo com arroz de feijão e eu consolei-me...
    As filhós é algo que queria muito aprender a fazer (a ver) pois uma vez lembrei que levedavam mais depressa no micro ondas e foi tudo ao ar.... O Nuno adora, eu também, mas fazê-las, um dia destes arrisco a ver como saíram.

    beijinho e continuação de felizes dias.

    A Neide e Telmo voltaram para casa do aeroporto, uma forte tempestade de neve a isso obrigou, diz ela que era o caos, nada de táxis ou autocarros, iam ficar lá a nanar no chão, mas conseguiram lugar num mini bus e demoraram 3 horas a chegar a casa e em principio nem uma hora demoram se o tempo estiver normal. Logo deve vir, depende...
    Beijinhos a todos.

    laura

     
  • Às 27 de dezembro de 2010 às 09:04 , Blogger Laura disse...

    Ah, e já agora na casa do Arranca (só vi o filme anteontem) cantaste mais do que abusaste a comer, deixa lá, encantaste o pessoal com as tuas peças únicas pois Moa há só um...

    Mais jinhos a todos

    laura

     
  • Às 29 de dezembro de 2010 às 04:07 , Blogger Maria Soledade disse...

    Amigo Môa; Natal, é lembrarmo-nos que um amigo/a ao lado está a precisar de um forte abraço...

    Perdoa-me, mas senti a falta do teu abraço.

    Muitos Beijinhos...

    Um abraço cheio de luz do Júlio

    *****Como sempre, continuo a desejar-te apenas...MUITA SAÚDE

     
  • Às 30 de dezembro de 2010 às 15:12 , Blogger Jose Tomaz Mello Breyner disse...

    Ás vezes tenho medo de visitar estes blogues antigos e descobrir uma má noticia. Foi com muita alegria que hoje visitei este e verifiquei que o André sobreviveu aquela terrivel doença. Para si um Feliz Ano Novo

    Zé Tomaz

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...