SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

HAJA SAÚDE

HAJA SAÚDE
2010-12-04
Comecei hoje a escrever um romance autobiográfico, com o entusiasmo que costumo imprimir no início de cada um dos muitos projectos que engendro. Já é a quarta ou quinta tentativa, ao longo dos tempos, de romancear a minha vida que, como a de qualquer mortal, dá pano para mangas. Há quem defenda que todos os romances são autobiográficos e que o escritor escreve, repetidamente, com roupagens diferentes, embora, sempre e só o mesmo romance. Só que tombaram há muito na valeta do esquecimento, à espera que me arme em samaritano e os vá levantar, um a um, e trate deles, convenientemente, até à recuperação total e os conduza até ao fim da jornada. Sinto-me possuído de uma forte convicção de que desta vez é que será. Tenha eu saúde e vida que me permitam concretizar este sonho. Amen.
2010-12-05
Há quem me censure, ainda que veladamente, por eu me dizer humanista (que os teístas leiam ateu, se quiserem) e invocar com muita frequência e regularidade os evangelhos e usar palavras que a liturgia católica consagrou, como, por exemplo, Amen. Isso não me faz mossa, desde logo, porque as palavras não me metem medo e servem muitas vezes ideias aparentemente opostas. Amen, por exemplo, que provém da palavra hebraica «emunah», significa «certamente». Amen, certamente, tudo vai correr pelo melhor, como espero e confio. Acresce que eu sou convictamente humanista (ateu, se preferirem) e como tal me afirmo, mas com a mesma convicção me afirmo cristão. Cristão, não por ver em Cristo um deus e como tal o adorar, mas porque vejo nas palavras e nos ensinamentos que nos evangelhos lhe são atribuídos uma salutar fonte de vida na qual bebi desde pequeno e cuja água me apraz saborear, até porque foi ela que me serviu de alimento, me formou e enformou. Cristo, a ter existido, não passou de um homem, embora um homem de excepção. Mas mesmo que não passe de um personagem saído da cabeça dos evangelistas ou de quem os evangelistas informou e influenciou, nada altera quanto ao considerar interessantes e proveitosas e actuais muitas das parábolas que lhe são atribuídas. E isso me basta. Mutatis mutandis, é o que se passa com algumas personagens de romances, criadas pelos autores como símbolo e prefiguração do pacifismo, para através delas criticar o belicismo. E como eu me revejo em algumas dessas personagens, sem com isso deixar de ser o que sou, de pensar como penso, de estar na vida como procuro estar!
2010-12-05

43.º APONTAMENTO ANTICANCRO

Como salienta David Servan-Schreiber no seu livro Anticancro – um novo estilo de vida - «os pacientes ficam frequentemente surpreendidos com o facto de os diversos médicos que consultam recomendarem tratamentos completamente diferentes. No entanto, o cancro pode assumir formas tão diferentes uma das outras, que a Medicina se esforça por multiplicar os ângulos de ataque. Como é frequente em casos de cancro, o cirurgião que consultei disse que uma intervenção cirúrgica seria melhor, o radiologista disse que a radioterapia seria um bom método, e o oncologista aconselhou-me a considerar a quimioterapia. Era também possível conciliar estes vários tratamentos. Mas todos eles tinham graves inconvenientes.» O autor descreve esses inconvenientes (alguns já eu os senti em mim) para depois rematar: «É claro que recebi imensos conselhos sobre tratamentos “alternativos” que pareciam demasiado bons para serem verdade. No entanto, apercebi-me de como era tentador acreditar na possibilidade de uma cura total sem tratamentos desagradáveis e os seus efeitos secundários».
É neste degrau que me encontro há ano e meio. Vamos lá ver os resultados. Sinto é que enquanto há vida, há esperança. Que tudo corra pelo melhor e termine como desejo. Amen
Guimoa*
* Guimoa foi o novo pseudónimo que o Kim me arranjou e de que eu gosto muito, porque contém a palavra chave, logo imprescindível – Moa – e mantém ligação estreita com o meu nome próprio. Gui é o diminutivo carinhoso com que a Mité me trata, desde os tempos de namoro.
E soa bem, não soa? Obrigado, padrinho Kim.

13 Comentários:

  • Às 7 de dezembro de 2010 às 10:01 , Blogger Maria disse...

    Querido André
    Escreve o livro, sim. Quem vive a vida que tens vivido, deve fazê-lo.
    Vi as minhas ideias retratadas na tua maneira de ver Cristo. Um grande humanista, um homem com uma visão de um futuro melhor, um político honesto, se é que os há. Por isso morreu mas, continua vivo, não naqueles que o usam para dizer asneiras, que vivem à sombra das suas ideias que não seguem. É nos ateus que mais o vejo. São esses, alguns, que tentam seguir-lhe os pensamentos. Amam a todos como a si mesmos, não matam, não roubam.
    Escreve o livro, sim amigo.
    Tens-nos dado tanto! Seria mais uma dádiva enorme.
    Beijos para as tuas meninas dos meus Açores, Campeão e, para ti da
    Maria

     
  • Às 7 de dezembro de 2010 às 17:42 , Blogger jorge henriques disse...

    Caro amigo André
    Enviei um "imaili" espero que o lei-as a tempo para que não haja desencontros.
    abraço
    jorge

     
  • Às 7 de dezembro de 2010 às 20:36 , Anonymous DAD disse...

    Ó meu querido Amigo!

    Que contente fiquei com essa ideia de "dares à luz" mais um livro! Aguardo com muito interesse mais esse parto fantástico!
    Tu és mesmo uma pessoa especial.

    Este post está lindo!

     
  • Às 7 de dezembro de 2010 às 20:36 , Blogger Laura disse...

    Moa, Humanista e ateu; nada tem a ver, ou pensa-se que ser humanista e sendo ateu, perde o significado da palavra? Não, de forma alguma. Mas, há sempre quem não saiba discernir e aí entra a incompreensão! Graças que apesar de não ter muita cultura consigo ver as coisas pelo olhar de um ser humano que não pretende convencer que o outro lado é melhor (parece-te, quando quase entornamos o caldo) lá na janela, mas não é, é a minha forma de mostrar algo em que creio, nunca para que me sigam... porque se um lado pode discordar, podemos discordar ambos, certo, só que por mais que queiras, nunca conseguirás entornar a nossa panelinha do caldo na hora da ceia...porque há muita muita amizade pelo meio e nada vale um caldo entornado...já me estou a rir com isso a imaginar a panelita a entornar parapeito fora...

    Acho que deves tentar sempre as vezes que forem, escrever o que te propuseste. Algo ficará da tua vida para os que cá ficam poderem saber um pouco de ti, do Homem que me apraz conhecer, do Poeta e grande grande Humanista, sim, que o és...além de que tenho tanto orgulho em chamar-te de AMIGO!... Nem sei se fazes ideia do que essa palavra tão simples significa para a nina.Mas eu sei que mexe comigo e todo aquele que é meu Amigo, terá em mim uma amizade para a vida!...

    beijinhos e já pedi ao António para me arranjar lugar mesmo pertinho do palco para poder ler os fados do Moa...senão sento-me lá na frente mesmo no chão...

    mais um abraço apertadinho da nina.

     
  • Às 7 de dezembro de 2010 às 23:34 , Blogger Andre Moa disse...

    Maria, meu ai Jesus.
    Se o teu Jesus é o meu,
    vamos, desde dessa cruz,
    façamos da terra o céu.

    Com incentivos como o teu e dos demais, o livro vai, tem de ir, e de vento em popa.
    Beijinhos
    André Moa

     
  • Às 7 de dezembro de 2010 às 23:50 , Blogger Andre Moa disse...

    Caríssimo Jorge,
    Antes de mais, parabéns ao avô. Muitas felicidades para o neto, pais, avós e restante família. A causa do nosso não encontro é mais que justa. Os netos, para mais o primeiro, em primeiríssimo lugar. E logo a seguir os avós. Nós. A esta hora já deves ter lido a resposta ao teu e-mail. Fica descansado que não vou ficar de plantão à tua espera, que nem uma namorada esquecida. eheheheh
    Um grande abraço. Beijinhos ao Gui do Guimoa.

     
  • Às 7 de dezembro de 2010 às 23:53 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Dad,
    Dar à luz é a minha especialidade, sempre que uma gambiarra de lâmpadas amigas me focam. Vamos lá ver se o parto chega ao fim. Já comecei a fazer força e a sentir a força da amizade a impelir-me. A ver vamos.
    Beijinhos.
    André Moa

     
  • Às 7 de dezembro de 2010 às 23:56 , Blogger Andre Moa disse...

    Querida Laura,

    Se a amizade bastasse para escrever um livro, eu, só impulsionado pela tua, já tinha escrito meia dúzia. Obrigado.
    Beijinhos
    André Moa

     
  • Às 8 de dezembro de 2010 às 21:30 , Blogger Laura disse...

    E o Moa pariu uma belíssima colecção de livros escritos há um ror de tempo e acabadinhos daqui a meses... Vá lá, viste tanto Amigo a dar à corda? Aproveita a onda, sou assim também, não é por nada que somos ambos do mesmo signo...e a amizade impele-nos a ir mais longe do que pensamos...

    Ai que sou tua amiga lá isso sou, tanto que não dá para medir os kilómetros de amizade que te tenho...

    Beijinhos da nina.

     
  • Às 8 de dezembro de 2010 às 23:19 , Blogger Andre Moa disse...

    Hoje é (era) tradicionaalmente o dia da Mãe. Para a minha mãe o dia da mãe é este e continuará a ser sempre este, até à consumação dos seus dias. Fui visitá-la. Está a começar a apagar-se, qual vela do altar "que dá luz e vai morrendo", como escreveu António Boto e Carlos Mendes musicou e canta. Mas ainda tremeluz. Para meu regalo e de todos os que lhe são queridos. E era o dia mais adequado, por ser o dia da imaculada conceição. Como todas as mães são imaculadas, qual era o problema? Apenas este: a santa madre igreja católica, apostólica, romana começou a ver que o dia era cada vez mais o dia da mãe que o da imaculada conceição. Olha o prejuizo! Ciosa dos seus pergaminhos, não descansou enquanto não empandeirou todas as mães para um dia insonso, que não diz nada a ninguém. Muito menos às mães. Mas ao comércio, sim. Morra o Vaticano Financeiro, Morra!
    Um beijinho muito especial para todas as mães.

    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 9 de dezembro de 2010 às 15:26 , Blogger Bichodeconta disse...

    Feliz é como me sinto por saber desse projecto que pela força que te conheço será uma obra com cabeça tronco e membros.Fico á espera, quem sabe me calha um convite para o lançamento né ?E de saúde meu querido Moa, como vamos? Tenho saudades tuas , da família.dos amigos.. E porque acredito na tua força, espero que consigas encontrar cada um dos teus personagens para deles esmiuçar o que há em cada um..Abreijos..

     
  • Às 9 de dezembro de 2010 às 20:18 , Blogger Andre Moa disse...

    querida Ell,
    com a tua força e a dos demais amigos, isto agora vai.
    Espero bem que sim
    Beijinhos.
    André Moa

     
  • Às 9 de dezembro de 2010 às 21:31 , Blogger Laura disse...

    É mesmo ó Moa, dia tantos de Maio que nada diz..mas é tudo para encher o alforge, o que conta é o dinheiro e o dia estava bem nesse dia mas eu vou pelo dia em que calha...é como qualquer dia mudam o Natal, mudam tudo, e há feriados que nem valiam a pena, mas....

    Um xi apertadinho e continuo...o xiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii...

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...