SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

quarta-feira, 12 de maio de 2010

CICLO PAIXÃO

O PRAZER DE VOAR ou O ADEUS AO TÉDIO

Será que tudo isto existe só porque percebo?!
Toda esta cor! Todo este movimento!
O mar revolto e as ondas a baterem;
O céu azul-escuro do horizonte, impreciso e ténue;
Nuvens brancas a planar pelo espaço;
Aves a voar...
Como gostaria de voar; afastar-me da terra;
Passar além dos montes e ver a terra do alto;
Olhar para o céu e senti-lo próximo.
Mas duvido que tudo isto exista.
Os meus sentidos enganam-se e enganam-me.
Perceber não é entender.
Não é explicar.
O porquê das coisas não existe,
Porque as coisas não existem.
Assim...vou à beira-rio...
Estendo-me de costas no fundo do barquito,
Como se fora o meu caixão;
Impelo o barco para a corrente;
Cruzo os braços e relaxo o corpo e o espírito;
Sem preocupações e de cabeça leve.
O barquito estremece, balanceia e move-se;
Sinto-me levado docemente e
Ternamente embalado como bebé a adormecer
No colo da Mãe.
Para onde vai o barquito?!
Indiferente.
Chegar ou não chegar?!
Tanto faz.
O importante é ir.
Fugir ao tédio.
Paixão Lima


Caros amigos,

A partir de hoje, aparecerá à guisa de rodapé de cada novo texto um apontamento anticancro que me foi sugerido pela leitura do livro «ANTI-CANCRO – um novo estilo de vida» de David Servan-Schreiber - médico, investigador e paciente de um cancro na cabeça, há 15 anos. Nasceu em França em 1961. Estudava, investigava e trabalhava nos EUA, quando lhe foi diagnosticado um tumor no cérebro. Neste livro, cuja primeira edição é de 2008, descreve esta sua experiência de médico-doente. Os apontamentos anticancro não serão mais que transcrições parciais desse livro.
Que eles nos ajudem e ajudem a ajudar.
André Moa

Apontamento anticancro 1

«Sempre achei que o único problema da medicina científica está no facto de não ser suficientemente científica. A medicina moderna só se tornará verdadeiramente científica quando os médicos e os pacientes aprenderem a gerir as energias do corpo e da mente que actuam através do vis medicatrix naturae (o poder curativo da Natureza».
(Prof. René Dubos, Universidade Rockefeller, Nova Iorque EUA. Descobriu o primeiro antibiótico comercializado, 1939. Foi um dos organizadores da primeira Cimeira da Terra das Nações Unidas, 1972). Frontispício do livro ANTICANCRO – um novo estilo de vida.

18 Comentários:

  • Às 12 de maio de 2010 às 22:55 , Blogger Laura disse...

    Paixão...

    Bem se vê que também sonhas e anseias libertar-te deste mundo que parece só nos trás dores, e erguendo-te acima dos mares, das estrelas, tentando planar plos céus sem fim em busca de quê?
    Ah, não sou apenas uma sonahdora, sou uma miuda que tem a mania das invenções e da felicidade, como se ela não existisse, mas, a vida tem de tudo...

    estás a sair cá um Poeta, ou já és, eras e nem sabias!...
    Parabéns ó Paixão, e toca a escrever...há muito para dizer, para ensinar... Beijinho da laura

     
  • Às 12 de maio de 2010 às 23:07 , Blogger Laura disse...

    Moa, boa, boa essa de os médicos e pacientes aprenderem a gerir as energias do corpo e da mente, isso seria o melhor da vida se pudesse acontecer, mas, viram-se todos para a medicina que rende mais, a dos quimicos e coisas que tais que fazem mais mal que bem...e a energia curativa da natureza é um facto já constatado por médicos e médicos estranjeiros,a qui não há quem lhe pegue...Já vi na tv documentários em terras Mexicanas e não só, e mostravam plantas que curavam tendo em atenção a mudança radical da alimentação e muitos pacientes completamente curados... reportagem que segui com interesse, legendada, e feita por professores da Universidade em tal terra no México se não me engano...maravilhosos, quem dera que te curasses de todo ó Moa...de todo mesmo.
    E como acabei de te dizer na nossa janelinha do chat, apetece-me dar-lhes ás tuas costas, com um pau de marmeleiro a ver se fogem mais as dores...mas...
    Beijinho da laura

     
  • Às 12 de maio de 2010 às 23:26 , Blogger Kim disse...

    André!
    Eles podem ajudar-nos a ajudar mas se não tiverem a tua força e o teu querer, então o esforço terá sido em vão.
    Aconteça o que acontecer tu és já um vencedor e o tempo mostrará até onde vai a tua vitória com quem tens jogado ao gato e ao rato.
    Um grande abraço meu amigo

     
  • Às 12 de maio de 2010 às 23:39 , Blogger Espaço do João disse...

    Caro André.
    Não é por não comentar, mas raro é o diaque não apareço em tua casa. Cada vez maias me surpreendes. A tua tenacidade, o teu apego á vida , a tua maneira de ser e estar faz-me muitas vezes pensar se a terapia por ti usada não será realmente a melhor. Eu não tenho pena de ti, eu penso em ti e admiro o teu combate contra os carangueijos. És um sumo da natureza, se todos assim pensassem certamente haveria mais saúde entre nós. Força amigo ANDRÉ tu sabes combater com as tuas próprias armas. Um abraço de amizade João

     
  • Às 12 de maio de 2010 às 23:50 , Anonymous DAD disse...

    Gostei imenso do post.
    Parabéns pela escolha!

    Beijinho a todos os que por aqui entram e uma boa noite descansada!

     
  • Às 13 de maio de 2010 às 00:33 , Blogger Bichodeconta disse...

    Eu curvo-me perante essa força.. E hoje não digo mais que mais não devo dizer..Amanhã farei a visita e deixarei uma pegada..Abreijos, Ell

     
  • Às 13 de maio de 2010 às 20:07 , Blogger Paixão Lima disse...

    Laurinha,
    Dizes bem e mal. Sonho e anseio, sim. Libertar-me deste mundo ainda não. É cedo eheheheeh. Gostei do teu comentário,
    Um beijo e um abraço apertadinhos.

     
  • Às 13 de maio de 2010 às 22:06 , Blogger Laura disse...

    Paixão; ninguém quer bater as botas cedo demais e é sempre cedo para qualquer um...
    Ora libertar-te, solta as amarras, sobe á montanha e atira-te por aí como eu faço muitas vezes em sonho...é bom, e nem rasgas as calças ehhhhhhh...ao cair plo monte abaixo.
    beijinho a ti de mim.

     
  • Às 14 de maio de 2010 às 00:39 , Blogger Paixão Lima disse...

    Laurita,
    Em sonhos, vou cair pelo monte. E se o sonho virar pesadelo ?! Parto uma perna ou racho a cabeça ?!
    Um beijinho de mim para ti.

     
  • Às 14 de maio de 2010 às 09:13 , Blogger Laura disse...

    Paixão; ora aí está o busilis da questão!
    Sonhar é evasão, é recapitular a vida em busca de emoção, nostalgia, passado feliz ou não!
    Sonhar pode levar-nos ao monte mais alto onde nem Abraão subiu..nem a sarça arderá nem tu te queimarás, apenas deslizarás planarás no sentido do teu querer, assim, não tenhas medo. Não te deixarei caír, eu estou lá com as minhas asas de anjo diabo e entre um e outro, escolherás!
    Voemos pelo infinito, voemos pelos confins do pensamento construtivo onde só o Bem e o Amor podem voar.
    aquele abraço apertadinho da laura

     
  • Às 14 de maio de 2010 às 09:16 , Blogger Laura disse...

    Moa, Moinha como eu te chamo quando tenho saudade de ti! Que bom que falamos ontem e anteontem... por pouco que seja sabe tão bem ouvir-te, ouvir-te sim, pois é nas letras transformadas em palavras que vos ouço e alma faz o resto!
    O Nosso manjerico está lindo, regamo-lo a palavras, e enquanto estivermos presentes na vida de um e outro, jamais o deixaremos murchar...
    Amo-te Moa rapaz querido, amo-te sim com todas as letras, vejam pretensão da minha parte, ou não, amo-te com o mais puro amor de irmão!...
    laura

     
  • Às 14 de maio de 2010 às 19:07 , Blogger Paixão Lima disse...

    Querida Laurinha,
    O busílis da questão foi comovente. Não vais deixar-me cair. Vais proteger-me nas tuas asas de condor (de anjo e de diabo). Não vou escolher. Prefiro-te tal como és. Uma bela e santa mistura de anjo e de diabo. Mais anjo que diabo. E assim, podemos dar asas à nossa imaginação e voar onde só o Bem e o Amor existam. Obrigado pela boleia.
    Que linda viagem vamos fazer no teu C.5.
    Um grande beijo, meu Anjo.
    Um abraço apertadinho, meu Diabinho.

     
  • Às 14 de maio de 2010 às 21:51 , Blogger Laura disse...

    Podes crer que quando cá vieres como vamos combinar e dar uma passeata pelo Bom jesus mais a tua mulher e a nossa getta, deixas o teu carro aqui e segura-te, a Soledade disse que eu era a encarnação do Fitipaldi na fórmula 1 a subir as montanhas do B Jesus, ahhh, é só a abrir caminho, se esse percurso é feito tantas vezes, moro pertinho dali...o carro conhece a estrada de olhos fechados...ehhhh Assim; levo-te pois á boleia, ou antes, faço questão que conheças os meus dotes de condutora, ah, prometo não infrigir as regras da boa educação!...
    Anjo ou diaba, venha o diabo e escolha, sou para os dois lados, nem escondo, a bem levo tudo a bem, a mal têm-me na frente ahhhhhhh.
    Beijinho da laura

     
  • Às 15 de maio de 2010 às 00:21 , Blogger Paixão Lima disse...

    Laurinha,
    E a rampa do Sameiro. Com tanta curva e contracurva. Cuidado, minha acelera que só morremos uma vez. Não podemos repetir. Ainda bem que és a Fittipaldi na versão feminina. Mas o Fittipaldi só não morreu por sorte. Não te conhecia tão determinada e destemida. A bem dás a camisa mas a mal !!!! Também és um animal feroz como o Zé da política ?!
    Um beijinho, minha gata assanhada.

     
  • Às 15 de maio de 2010 às 00:28 , Blogger Laura disse...

    Paixão; sagitarianas são assim, ousadas, atrevidas, garras afiadas, enfim, é pró que der, dependendo da situação...
    sei que o fitipaldi ainda é vivo, eu sou a versão feminina...Um dia levei a pipinha e a Soledade, a Soledade ria-se, benzia-se e perguntava se chegarimos lá acima vivas ehh a Pipinha enjoada das curvas, a getta também ia, ahh a Pipinha estava amarela e tudo...foi óptimo, foi um riso pegado. O C 5 porta-se bem comigo...
    Não sou feroz isso não até sou bem apalavrada nada de ser mal educada... beijinho de boa noiteeeeeeeeeeeeeeeeee..laura

     
  • Às 15 de maio de 2010 às 11:53 , Blogger Maria disse...

    Paixão Lima

    Tédio

    Se tu achas que existe, tudo existe.
    Seja qual for a cor e o movimento,
    Ondas e mares e nuvens, horizonte,
    Céu azul com aves de mil cores.
    Tudo isso existe, enquanto tu quiseres
    Porque esse mundo é teu, de mais ninguém.
    Porque é nele que vives e respiras.
    Partir p’ra onde amigo?
    Fugias num barquinho,
    Aqui, tu continuas a sonhar,
    Descias pelo rio até ao mar
    E o sonho voltava de mansinho.
    Deixa-te estar no mundo que criaste.
    É essa a tua vida, o teu caminho.
    O tédio ficará, vás onde vás.
    Já faz parte de ti e do teu mundo.
    Vive com ele também.
    Às vezes
    O tédio sabe ser bom companheiro.

    Beijinho
    Maria



    André, amigo
    Gostei do rodapé. Continua. Como estás?
    Beijinhos para ti, Teresinha, Susana e Campeão.
    Maria

     
  • Às 15 de maio de 2010 às 14:26 , Blogger Andre Moa disse...

    Estou a gostar do namoro pegado entre a Laurinha e o Paixão.Continuem, meus lindos pombinhos.
    Maria, eu estou bem, vou indo na forma do costume. Benzinho, graças a d(EU)s e a vós. Mas que lindo poema! E feito de improviso! Isso é que é inspirtação!
    Apetece-me dizer, plagiando um tal de Filipe Scolari: E eu é que sou o poeta, é!?
    Abreijos
    André Moa

     
  • Às 16 de maio de 2010 às 22:04 , Blogger Laura disse...

    Ai não que não meu amigo Moa, eu e o paixão somos amigos ehhh daqui nada pões-me de namoro com todos, apre, pensei que namorar só namoravamos os dois á janelinha , fogo, mau mau, anda por aqui uma crise de ciumes? ehhhhhhhhhhhhhh
    Beijinho da miuda de Braga...ehhh mas que riso..

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...