SEJAM MUITO BEM VINDOS A ESTE BLOG!--------ENA!-- TANTOS LEITORES DO MEU BLOG QUASE DIÁRIO! ---ESTA FOTO É UMA VISTA AÉREA DA MINHA TERRA,-TABUAÇO! UM ABRAÇO PARA CADA UM DE VÓS! -ANDRÉ MOA-

segunda-feira, 14 de junho de 2010

CICLO PAIXÃO














A VISÃO DO VISIONÁRIO

Sou um cavaleiro sem cavalo
Que monta o sonho e a miragem.
Percorro o mundo na procura
Da visão que ninguém vê.
Onde está a sombra adivinhada,
Onde encontrar a fantasia que anseio,
O sorriso no rosto sempre belo
Da mulher imaginada,
Em minhas noites doridas de solidão?!
Onde está aquela por quem sofro,
E que adormece a meu lado
Nas noites de luar,
E nas noites escuras de tormenta?!
Sei que está à minha espera
E que quer tocar-me, num amor
Pressentido mais do que sentido
Como golpe de vento violento
E como tempestade de areia no deserto.
Vem correr ao meu encontro!
Os meus braços estão à tua espera
E meus passos serão teu caminhar,
Num desejo comum de reunião.
Vem minha visão descobrir
O que ambos podemos construir!
Vem tornar visível a noite mais escura
Como se fora dia luminoso.
Vem enfrentar a procela que assola a humanidade;
Combater a indiferença
Dos que não sentem nem querem,
E enfrentar os que odeiam e desprezam;
Dar alguma alegria aos tristes
E sorte aos desafortunados
E oferecer algum amor aos que não amam.
E assim... juntos… daremos algum sentido
Às lágrimas deste mundo.

Paixão lima

14 Comentários:

  • Às 15 de junho de 2010 às 19:35 , Blogger Osvaldo disse...

    Caro Paixão;
    Bravo, até parece a "Crónica do Cavaleiro Andante".

    Boa estadia aos 3 em Tabuaço.

    Um abraço.
    Osvaldo

     
  • Às 15 de junho de 2010 às 21:55 , Blogger Laura disse...

    Xi, o rapaz anda armado em Dom Quixote de La Mancha! Xi, onde foste buscar os sentidos e a embriaguês do amor? ah, andas a pisar o risco ó moço Paixão!
    Ah, quem será a Dulcineia que incendiou o teu coração de mancebo apaixonado? Continua a caminhada e quem sabe, nem terás de lutar contra os moinhos de vento!

    Osvaldo, bolas, e tu a falar em Tabuaço, parece que se for um do grupo para lá, teremos de lá estar todos...xi, que pena eu tenho de não estar ali junto de todos os ninos e ninas...Outro dia será e Setembro está a chegar. laura

    Olha que dois, o Paixão é o Sancho Pança e o Moa o D. Quixote, valeu?
    Ai, não me malhem..é a brincar.
    beijinho..laura

     
  • Às 15 de junho de 2010 às 23:09 , Anonymous DAD disse...

    Gostei da "paixão" do Paixão! Muito bonito!

    Beijinho grande,

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 01:20 , Blogger Paixão Lima disse...

    Caro conterrâneo,
    O teu sintético comentário é esclarecedor. Cavaleiro eu sou, enquanto tiver cavalo para montar e forças para fazê-lo. Fazes falta em Tabuaço. Para darmos razão ao Jorge Jesus, quando ordenou aos jogadores do benfica: vocês os três formem um quadrado !
    eheheheheheheheheh (esta é a minha gargalhada sarcástica, para o Jesus)
    Um abraço, amigalhaço, de Tabuaço (rima e é verdade).

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 01:39 , Blogger Maria Soledade disse...

    "Onde encontrar a fantasia que anseio"...Oh Paixão,isso é só ir ao Google e...pesquisar, pesquisar o tal sorriso que, acaba por encontrar...Estou só a brincar...Acho o poema belíssimo mas,a utopia está no entanto bem patente nas últimas parcelas!


    "Vem enfrentar a procela que assola a humanidade".Sabe porque peguei nesta frase?!Tão simplesmente porque é a prova REAL de que caminho a passos largos para a loucura!Li por duas vezes e não percebia o sentido!E porquê?Porque em vez de porcela por duas vezes li "morcela" e, não estava a atinar porque razão a morcela assolava a humanidade!!Enfim,não é por acaso que já tenho o exame à tola marcado.E, aínda tive o atrevimento de o julgar:O Paixão não está beeeemmm!!!Constatei que quem está mesmo mal sou eu, chuifff....

    ::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::::

    Sim,uma enorme tormenta toma já conta da humanidade!! Logo, urge que junto a esse amor(imaginário),reponha tudo o que idealiza no seu respectivo lugar.Embora,com muito pesar eu sinta o peso da utopia...

    Beijinhos meu Amigo Vizinho/Parabéns pelo poema

    **Já tenho outro título para os Cinco

    Os Cinco e o Visionário...:)

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 01:42 , Blogger Maria Soledade disse...

    **Corrijo:PROCELA/ai,ai,um colete de forças,pleaseeeeee.....

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 02:36 , Blogger Paixão Lima disse...

    Laurita,
    Ando armado em D. Quixote De La Mancha, mas sem qualquer tipo de mancha. Sou puro como a neve. Sou o cavaleiro branco em demanda do Santo Graal. Perguntas onde encontrei a embriaguez do amor. Foi no fundo duma garrafa de Moscatel de Setúbal, apesar da minha preferência pelo Moscatel de Favaios (lembras-te?!). Afirmas, com convicção, que sou o Sancho Pança (sem pança) e que o Moa é o D. Quixote. Já agora, faço-te uma pergunta: e quem é o Rocinante ?!!! eheheheh
    Um abraço apertadinho e um grande beijo, minha Dulcineia.

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 03:03 , Blogger Paixão Lima disse...

    Amiga DAD,
    Fico muito grato por ter gostado da minha «paixão». Mais ainda, por reconhecer beleza na minha «paixão». Esta opinião, vinda duma Pintora de renome e cujos méritos são reconhecidos por todos, não é um comentário qualquer. É elogio que valorizo muito. É ver aquilo que só se vê com os olhos que a terra não há-de comer. Obrigado !
    Um beijo grande.

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 08:19 , Blogger Laura disse...

    Ahhh, Paixão, o Rocinante, levo-o montado!...


    Indo eu indo eu
    por terras de Tabuaço
    montada num rocinante
    quase estucava o passo.

    Ao encontrar o Sancho Pança
    mai'lo dom Quixote de la Mancha
    ouvi as suas inenarráveis histórias
    a propósito de tudo e de nada.

    Fico parva a olhá-los
    pareceu-me reconhecer neles
    amigos do passado não distante
    descritos pelo Cervante!

    Desmontei e cumprimentei-os
    inquiri porque discutiam
    negócio de saias pensei
    e nem me enganei.

    Estavam apenas a falar
    dos tempos de catraios
    e dos tempos do Favaios
    dos teatros e serenatas.

    Das noites de luas de prata
    fados e guitarradas
    namoricos pla cidade
    e das trovas ás namoradas.

    Voltei a incitar o jerico
    a trotar por ali fora
    os rapazes nunca se vão entender
    a sua sina é o mundo
    a pé ou a cavalo, percorrer!

    Beijinho e boa sorte aos dois, digo três, e mais uma vez; mundo mau, mundo tão longe...adoraria fazer parte da comitiva, mas, em Setembro será!
    Aquele abraço da laura

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 09:41 , Blogger Maria disse...

    Paixão Lima
    A Laura tem razão. Só D.Quixote pensaria assim. Pena que não haja mais Quixotes no mundo. Seria um pouco melhor.
    Abreijos
    Maria

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 12:27 , Blogger Paixão Lima disse...

    Querida Soledade,
    «Onde encontrar a fantasia que anseio». As fantasias pelas quais ansiámos,não podem existir no Google, por mais pesquisa que se faça. Nem constam de quaisquer catálogos da especialidade. Porque pertencem ao reino da utopia, como bem reconheceu. A sociedade utópica é a sociedade que desconhecemos mas que desejamos. Minha querida Amiga, a sociedade utópica não tem peso mas pode servir de refúgio espiritual á realidade que nos envolve e nos tortura. O alívio pode ser temporário, mas é um alívio a ter em conta. A vida é séria demais para ser levada a sério. Para nosso equilíbrio emocional e físico, temos de inventar uma vida que nos permita poder continuar a viver. Fazer como o Visionário. Criar uma realidade virtual que se confunda com o ser virtual que também somos. Porque o sonho e a realidade são ramos da mesma árvore. Não sabemos onde começa um e acaba o outro. Preferia que o título referido tivesse este nome: -Os cinco visionários.
    Um grande beijo Amiguinha e não se preocupe. Não se passa nada de mal consigo. Esta é a visão do visionário.

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 14:08 , Blogger Paixão Lima disse...

    Querida Maria,
    Sempre tive um fraco por D. Quixote. Por representar o melhor que o homem tem. A possibilidade de criar o que não existe. De viver, com realismo, uma vida virtual mas verdadeira. Sonho ?! Logo existo.
    Um beijo grande.

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 15:24 , Blogger Paixão Lima disse...

    Montada no Rocinante D. Laurita, a Dama de Branco, que protege em seu manto alvo de neve os desafortunados, encontra D.Quixote e o Pança a caminho do Tábua d'Aço e exclama com assombro:- Onde ides! Ó cavaleiros de triste figura ?! O Pança (de pança vazia), responde timorato:- Vamos enfardar um bom prato de bacalhau com todos! E acrescenta respeitoso:- Quereis vir nobre Dama honrar-nos com a vossa excelsa presença em evento tão importante ?! - Indo eu, indo eu a caminho de Viseu, fica em caminho. E isto de cavalgar o Rocinante abre o apetite.- Responde a Dama e acrescenta:- Nessa tal Tábua há água benta abençoada para acompanhar em minhas orações ?- Se há nobre Dama ! responde D. Quixote galanteador e esclarece:- É sangue puro da videira e da melhor qualidade.- Vamos então que se faz tarde! - Ordena D. Laurita, fustigando a montada. E lá foram os quatro em amena cavaqueira para o Tábua d'Aço reconfortar o estômago, porque a vida é exigente. eheheheheh

     
  • Às 16 de junho de 2010 às 22:23 , Blogger Laura disse...

    Bem prega Frei Tomás!
    Os cavaleiros da triste figura bem precisavam de uma samaritana para lhes levantar a moral! depois de tantas horas de carro bem precisavam de um lava pés na fonte da Moa! E como ninguém é insubstituível, quem sabe apareça por lá uma boa alma que vos trate bem!

    Entrando em vias de facto; ó Pança, deixa-te de água p'rás orações, bebe-la tu que eu quero tinto bem encorpado, ou senão um Moscatel de Setúbal, que queres é o meu preferido! mas não me fales em comida que ao jantar eu e a Getta bebemos 3 cervejitas (das mini) a dividir plas duas e eu fiquei melhor servida...

    Divirtam-se. É do fundo da alma que vos desejo dias felizes, em amena cavaqueira e a recordar tempos de jovens. Um dia não são dias. Passai na fonte da Moa e pedi um desejo. Quem sabe ele realiza-se! Eu pedi tanto e ainda estou à espera ehhhhhhhh..e como lá diz que quem beber dessa água terá sempre o amor, eu ainda pensei em atirar-me lá pra dentro, mas...
    Abraços apertadinhos para ti, Moa e António..laura

     

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial

 
Que cantan los poetas andaluces de ahora...